Sector da telha cerâmica cria grupo “para mudar paradigma sobre coberturas”

Por a 18 de Julho de 2018


Realçar os atributos da Telha produzida em Portugal e reforçar os reais benefícios da utilização deste produto na construção de coberturas e fachadas são alguns dos objectivos cimeiros a partir dos quais foi recentemente criado o Grupo Nossa Telha, criado em parceria com a Associação das Indústrias de Cerâmica e Cristalaria (APICER).

Constituído pelas principais marcas portuguesas do subsector da Indústria Cerâmica Estrutural, este é o resultado de uma vontade e, acima de tudo, de uma certeza: “é necessário mudar o paradigma do que é convencionalmente associado à Telha nacional”.

A telha produzida em Portugal “é, actualmente, considerada a opção mais durável, segura e autêntica capaz de corresponder às actuais exigências e parâmetros de qualidade”, refere o Grupo, em comunicado enviado ao jornal CONSTRUIR.

Além disso, preenche os critérios técnicos de desempenho, legais, integrativos, económicos exigidos no mercado interno e internacional. Usada na requalificação, reabilitação e obras nova, a Telha Cerâmica tem actualmente uma vasta oferta de soluções, funcionais e estéticas que desafiam qualquer ideia pré-concebida.

“A telha cerâmica produzida em Portugal é hoje uma opção contemporânea e sustentável para qualquer projecto de arquitectura e engenharia, como aliás testemunham as inúmeras obras internacionais de referência nas quais as empresas produtoras de Telha são chamadas a intervir”, destaca ainda o Grupo.

Mais do que uma campanha de promoção da Telha Cerâmica, “esta é uma junção de interesses dos principais produtores nacionais com vista a inverter escolhas irreflectidas e precipitadas de curto prazo e orientar o consumidor final e influenciadores para uma escolha natural assente nas mais-valias e benefícios comprovados”, acrescenta.

Um comentário

  1. Maria Aparecida Pereira Serafini

    19 de Julho de 2018 at 9:58

    Bom dia,

    Pude ler isto, segundo o que o “Grupo” destacam:”A telha cerâmica produzida em Portugal é hoje uma opção contemporânea e sustentável para qualquer projecto de arquitectura e engenharia, como aliás testemunham as inúmeras obras internacionais de referência nas quais as empresas produtoras de Telha são chamadas a intervir”.

    Minha sugestão, se assim vocês permitirem, seria somente para que torne a sua “telha cerâmica” ainda mais sustentável, poderiam transforma-las em telhas onde a placa fotovoltaica fossem implantadas em seu interior, e ainda assim continuariam com essa beleza e praticidade, mas ainda fornecendo energia para quem a utilizasse.

    Já existe no mercado para venda, porem vocês poderiam adaptar na sua produção.

    O que vocês acham?

    Atenciosamente

    MariaSerafini – Arquiteta e Urbanista

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *