Chef Oswaldo Oliva escolhe Dekton para novo restaurante na Cidade do México

Por a 10 de Agosto de 2018

Situado na Cidade do México, numa zona caracterizada por a diversidade da arquitectura que vai dos edifícios barrocos aos contemporâneos, o restaurante Lorea, do chef mexicano Oswaldo Oliva, é mais um exemplo da transversalidade da superfície Dekton, que neste caso em particular, foi aplicada “no pavimento, nas paredes, nas bancadas de cozinha e nos balcões de bar”, integrando-se no visual moderno, natural e orgânico deste espaço gastronómico, conta a Cosentino.

De acordo com o Grupo espanhol, o objectivo de Oswaldo Oliva e de Elizabeth Chichino, sua esposa, foi o de “criar um restaurante com uma cozinha aberta, completamente ergonómica e funcional, que tivesse a sua componente estética como elemento central”.

Foi neste contexto que nasceu a parceria entre a Cosentino e o Lorea e que, garante o Grupo, resultou “num espaço enigmático recheado de pequenas experiências inovadoras, onde as últimas tendências da alta cozinha coabitam com as últimas tendências do design e da arquitectura”.

“O design do restaurante procura a integração dos diferentes elementos, que aproveitam qualquer oportunidade para surpreender os clientes de uma forma natural, aplicando materiais como a madeira e uma variedade de placas Cosentino, que se combinam organicamente”, explica ao CONSTRUIR a mesma fonte.

Para o pavimento foi escolhido o Dekton Sirocco, para as paredes – “elemento fundamental para a luminosidade do interior do espaço” -, a aposta foi em Dekton Zenith, e para as superfícies da cozinha e os balcões de bar a escolha recaiu em Dekton Kelya e Dekton Zenith.

“Elegemos Dekton porque consegue ser um material ‘duro’ e acolhedor ao mesmo tempo. Escolhemos Dekton Kelya, porque, sem ser preciso tocar-lhe, conseguimos sentir a textura dos seus suaves veios brancos, o que dá especial vivacidade à cozinha”, afirmou o chef mexicano.

A Cosentino salienta ainda os espaços de banho, que “têm um papel fundamental na funcionalidade do espaço”, e onde foi aplicado Silestone Lagoon pulido nos lavatórios, “com acabamentos que simulam formas e texturas naturais, com virtudes impermeáveis e de fácil manutenção”.

O projecto considera a visita dos comensais à cozinha: “Convidamos várias vezes os nossos clientes a visitarem a cozinha. Sempre que algum deles tem contacto com o balcão em Dekton Kelya, todos têm a tentação de tocar no material e sentir a sua textura”, explica Oliva.

A Cosentino garante que, a cozinha aberta do Lorea “reflecte os valores mais apreciados por os seus proprietários: sobriedade, design, naturalidade e continuidade”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *