Predibisa instala Finerge em Matosinhos

Por a 26 de Setembro de 2018


Na sequência do seu crescimento no mercado e numa altura em que integra mais de 889 MW de energia eólica, a Finerge prepara-se para transferir as suas instalações para um edifício localizado na nova Rotunda da Avenida D. Afonso Henriques e Rua Sousa Aroso, em Matosinhos Sul, onde contará com uma área de 1600 m2.

O imóvel, actualmente em reabilitação e com uma área total de 4.000 m2, está a ser comercializado pela Predibisa.

“O Porto continua a consolidar a sua atractividade neste mercado. Porém, a escassez de produto compatível com o perfil actual da procura, obriga-nos a uma maior atenção e leva as empresas a ajustarem a procura a locais onde a sua instalação seja mais rápida e que conjuguem boas acessibilidades, estacionamento, infraestruturas de qualidade, estações de metro nas proximidades, enquadramento urbano e área para expansão”, sublinha Graça Cunha, responsável pelo departamento de escritórios da Predibisa.

A Geo Investimentos, promotor deste edifício, destinado a escritórios moduláveis entre 600 m2 a 4.000 m2, entregará o espaço de acordo com o fitout previamente analisado e estudado com a Finerge adaptando o seu layout e optimizando o mesmo relativamente aos requisitos específicos desta empresa.

Fundada em 1996, altura em que começou a desenvolver actividades de cogeração eléctrica em Portugal, a Finerge, com sede actualmente no Porto, conta com cerca de 500 aerogeradores instalados nas 40 Centrais Eólicas que explora, produzindo cerca de 1,77 TW/h por ano e evitando a emissão de cerca de 800.000 toneladas de CO2.

A par das actividades de construção e exploração de centrais eólicas, a Finerge possui, desde 2007, um Centro de Despacho no Porto que faz a monitorização de todas as centrais eólicas em actividade, 24 horas por dia, todos os dias do ano.

A empresa, que ainda recentemente adquiriu o projecto Âncora Wind, justifica a mudança para instalações maiores e com mais condições para a prossecução do seu trajecto de crescimento.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *