Sacyr Somague e Teixeira Duarte ganham obra em Moçambique por 108M€

Por a 9 de Outubro de 2018


A participada da Somague em Moçambique, a Sacyr Somague Moçambique, em consórcio com a Teixeira Duarte, vai ser responsável pelos trabalhos de construção das fases 1 e 2 das Instalações Portuárias do Projecto de Desenvolvimento do Porto de Nacala, em Moçambique, um investimento estimado em 123,2 milhões de dólares (aproximadamente 108 milhões de euros à taxa actual).
Assinado o contrato, foi já emitida a ordem de serviço para o início da execução dos trabalhos, os quais decorrerão por 36 meses. Nesse âmbito, realizou-se no dia 3 de Outubro a cerimónia oficial da colocação da primeira pedra do projecto.
Segundo revelam as empresas, a obra consiste essencialmente em trabalhos de construção de um novo cais, com 400m de comprimento, em estrutura em betão armado, dragagens e aterros com materiais de provenientes da dragagem, estrada de acesso com 1 km, 8 hectares de pavimentos em betão no parque de contentores, execução de infraestruturas eléctricas, telecomunicações, água e esgotos, construção dos edifícios administrativos de apoio à operação do Porto de Nacala e ainda a reabilitação do terminal ferroviário de contentores.
A Somague Sacyr dá continuidade à sua presença em Moçambique, que remonta à execução do Porto da Beira em 1963 e, numa etapa mais recente, ao longo dos últimos 20 anos, onde tem sido responsável pela execução de diferentes edifícios e projectos de infraestrutura, como por exemplo o Corredor Ferroviário de Nacala, obra concluída em 2017.
“O contrato do Porto de Nacala é também um novo e importante contributo para o renovar da carteira da Sacyr Somague, que se tem vindo a verificar ao longo deste ano, impulsionando de forma significativa o crescimento da actividade da companhia, tanto a nível nacional, como internacional”, lê-se no comunicado.

Um comentário

  1. Vitor Manuel Vieira Monteiro

    13 de Outubro de 2018 at 18:32

    Boa sorte na obra se precisar de ajuda dependendo das condições posso vir a pertencer a essa equipe já trabalhei nesse país cerca de 3 anos como chefe de equipa com boas capacidades agora estou em Angola

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *