Habitat Invest ‘relança’ Marinha Prime

Por a 8 de Novembro de 2018

O empreendimento residencial Marinha Prime, em Cascais foi mais um daqueles projectos que não resistiu à crise financeira e imobiliária de 2008. A sua história começou há cerca de 14 anos quando investidores irlandeses deram início à promoção de um conjunto de habitações de luxo na zona Sul da Quinta da Marinha. Contudo, em 2010 o banco Santander acabou por ficar com a divida e ficou com o projecto para futura rentabilidade.

Quase sete anos depois, já com um novo fôlego no sector imobiliário, este surgiu para a Habitat Invest como um bom investimento. “Numa localização prime, de renome e sustentável financeiramente. Além disso é um produto com muita procura pelo que é investimento seguro”, referiu ao Construir, Ernesto Portugal, um dos responsáveis da promotora.

Não querendo revelar o montante de investimento, Ernesto Portugal avança, porém para a expectativa do valor global de vendas – 70 milhões de euros.

Com projecto da Promontório, “que redesenhou o projecto inicial e deu-lhe menos volumetria” e decoração de interiores da Broadway Maylan e Pureza Decor, a promoção está a cargo da Habitat Invest e de Noronha Sanchas, um promotor e construtor de Cascais.

O Marinha Prime vai contar com 11 villas viradas “literalmente” para o golfe, 44 apartamentos para vista de pinhal, golfe e também de mar, com tipologias entre os T0, T1 e T4, com áreas entre os 82 m2 e os 267 m2. Com excepção dos T1, todos os apartamentos terão também piscina, 41 no total. O empreendimento irá dispor também de ginásio e garagem.

Estando inserido num local também muito turístico, “este é um produto que tem uma componente residencial, para habitação permanente, mas também é óptimo para investimento”, refere Ernesto Portugal. Neste caso, os apartamentos que sejam adquiridos enquanto investimento serão geridos através da Five Stars, a marca de exploração turística da Habitat Invest.

Tendo já o Pedido de Informação Prévia (PIP) aprovado, o inicio da construção e da comercialização está previsto começar até ao final do ano. 2020 é o ano previsto para a conclusão da obra, segundo a promotora.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *