Trienal procura ideias para a Future Architecture Platform

Por a 19 de Novembro de 2018


A Trienal de Arquitectura de Lisboa anuncia a chamada da Future Architecture Platform para a submissão de novos trabalhos, no que é muito mais que uma simples competição de arquitectura.

Com o objectivo de promover a visibilidade e circulação de projectos a nível europeu que levem a um verdadeiro reconhecimento internacional de novas autorias, a Future Architecture convida profissionais ou colectivos emergentes multidisciplinares a submeter trabalhos que visem explorar, envolver e moldar o território em que vivemos numa perspectiva de reflexão sobre o futuro das cidades.

No âmbito do Programa Europeu de Arquitectura, da qual a Trienal faz parte com mais 21 outros agentes culturais, o novo call retoma o compromisso desta rede europeia criar pontes entre profissionais emergentes com projectos relacionados com Arquitectura e uma boa parte das mais importantes instituições que no continente europeu operam nesta área.

Nesta 4ª edição, podem candidatar-se, individualmente ou em conjunto, arquitectos, arquitectos paisagistas, urbanistas, engenheiros, curadores, designers, artistas, profissionais de comunicação e todos aqueles cujo trabalho esteja focado no futuro da Arquitectura. As candidaturas podem ser compostas por projectos finalizados ou propostas teóricas ou conceptuais que pensem inovações espaciais, sociais ou culturais. Nesta chamada, serão privilegiados projectos que tratem problemas práticos e novas áreas e métodos de actuação fora dos sistemas e abordagens existentes.

Os candidatos, seleccionados na primeira fase, terão a oportunidade de apresentar a sua ideia na Conferência de Matchmaking no Museu de Arquitectura e Design, em Liubliana, de 13 a 16 Fevereiro 2019, onde os membros da plataforma levarão a cabo uma segunda selecção. Os finalistas serão convidados a participar em uma ou mais actividades a realizar ao longo 2019. (Consultar lista completa de eventos de acolhimento).

Das candidaturas, a Trienal irá seleccionar cinco que irão colaborar no desenvolvimento de um programa educativo, resultante de uma semana imersiva de trabalho em equipa a realizar-se em Lisboa. Sob a ideia de que a razão e a racionalidade são fundamentais para tornar a arquitectura compreensível, o objectivo desta residência é projectar actividades para pessoas de todas as idades, com base numa abordagem participativa e focada na reflexão crítica, debate e experimentação.

Em 2018, registaram-se 16 candidaturas portuguesas, duas das quais foram seleccionadas (Skrei e Fala Atelier), cada uma recebendo três convites que deram uma visibilidade transnacional à sua actividade. Em 2019, a Trienal espera poder contar com uma mais expressiva participação, acreditando ser uma excelente oportunidade de internacionalização.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *