Effisus desenvolve membrana resistente ao fogo à base de fibra de vidro

Por a 4 de Dezembro de 2018

Após a tragédia do incêndio da Grenfell Tower, em Londres, onde mais de 70 pessoas perderam a vida, a preocupação com a segurança contra incêndios em fachadas aumentou. São várias as discussões sobre a combustibilidade dos materiais e as ambiguidades dos regulamentos actuais estão em toda parte.

É verdade que é necessário analisar o assunto detalhadamente, compreender a contribuição de cada componente de construção para o risco de incêndio, desenvolver nova legislação ou garantir que as normas de construção existentes sejam aplicadas, mas também é urgente que todas as pessoas da indústria façam o que é preciso para reduzir o risco de incêndios nas fachadas.

A Effisus acaba de lançar no mercado uma membrana não combustível para fachadas, que é respirável e impermeabilizante ao mesmo tempo – membrana Effisus FR – uma alternativa altamente diferenciada às membranas respiráveis e combustíveis, actualmente utilizadas em todos os lugares. Esta é também a única membrana impermeável Classe A à prova de fogo, indica a empresa em comunicado.

Effisus FR: testado e aprovado

A Membrana Effisus FR utiliza uma tecnologia inovadora, com base em fibra de vidro, para obter uma membrana resistente ao fogo, testada de acordo com a norma EN 13501-1, obtendo uma classificação Classe A2 e de acordo com ASTM E84 obtendo uma classificação Classe A (ou Classe 1). Tem certificado CE de acordo com a norma EN 13859-2:2010.

A Membrana Effisus FR é uma membrana permeável ao vapor (difusão aberta) e altamente resistente ao desgaste. Garante a protecção ideal para a estrutura, atrás do revestimento externo, contra o vento, humidade e a chuva. Permeável à difusão de vapor, mas 100% à prova de água e estanque ao vento. Tem uma resistência UV excepcional e é adequado para fachadas com juntas abertas ou fechadas.

Presentes em Portugal e no estrangeiro

A Effisus, cuja sede em Portugal se situa em Vila Nova de Famalicão, produz as suas soluções para os mais diversos projectos, sejam eles públicos ou privados, no nosso País ou no estrangeiro. O Oceanário de Lisboa, o Centro Cultural de Viana do Castelo e o empreendimento Prata Living Concept são alguns dos exemplos a nível nacional.

A nível internacional, as membranas Effisus podem ser encontradas no Battersea Power Station, em Londres, no Terminal 2, do Aeroporto de Dublin, na Irlanda, nos edifícios Burj Vista e Skyview nos Emirados Árabes Unidos, os Hospitais de Orleans e Beauvais, em França, e o Aeroporto Salalah, em Omã, entre outros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *