Carl Hansen & Son mobila icónico Sport Hotel Hermitage

Por a 27 de Dezembro de 2018

Crédito: Jordi Miralles


No coração dos Pirinéus, em Soldeu, Andorra, é possível encontrar um novo conceito de hotel de cinco estrelas. O Sport Hotel Hermitage & Spa, que concilia design, beleza e descontracção é encarado como lugar ideal para uma “escapadela” a 1850 metros de altitude, em plena natureza e num enclave privilegiado para a prática dos desportos de montanha, tanto de Inverno como de Verão. O projecto de interiores foi desenvolvido por Laura Pérez (Quadern Arq Socis).

Oásis do desenho
Não é, por isso, de estranhar que a particularidade da obra tenha tido um acompanhamento igualmente particular ao nível dos seus interiores. Para transformar este lugar num oásis do desenho, não podia faltar a assinatura de um ícone Mundial da decoração como é o caso dos dinamarqueses da Carl Hansen & Son, que assina o mobiliário do prestigiado hotel com algumas das suas mais icónicas peças.
O luxo e a qualidade são nos quartos, nas amplas salas para ler e para descansar com excelentes vistas, onde, através de um desenho imaginativo e elegante, assim como no uso de materiais nobres, se respira uma atmosfera acolhedora. As peças da autoria de Hans J. Wegner e Ole Wanscher acolhem os visitantes de uma forma única e a descobrir.
A cadeira colonial OW149 foi projectada por Ole Wanscher em 1949. Wanscher desejava criar móveis que prestassem homenagem às tendências conservadoras clássicas, mas que também resistissem ao teste do tempo. Wanscher alcançou esse equilíbrio com o design da Cadeira Colonial, que continua a ser o seu design mais famoso até hoje.

Delgado e refinado
Minimalista, Wanscher preferia o delgado e o refinado. No entanto, apesar das suas dimensões esbeltas, a cadeira colonial é muito estável. A sua força está no suporte cuidadosamente projectado. Os braços ligeiramente curvos do design elevam-se a um ponto antes de dar se curvarem para baixo – uma característica da marca Wanscher. Os pés dianteiras e traseiros são feitas de madeira redonda, com os pés traseiros curvados suavemente para fora para maior estabilidade e um resultado mais refinado.
Quando falamos de lendas, falamos do mestre Hans J. Wegner, com a mesa de café CH011 projectada em 1954. Soberbamente trabalhada a partir de madeira maciça, as pernas levemente afuniladas adicionam uma sensação de leveza à mesa resistente. Com elementos curvos, esta mesa rectangular versátil respira calor em qualquer espaço e combina bem com a maioria das cadeiras Wegner.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *