Governo investe 10,6M€ no novo Campus de Justiça de Guimarães

Por a 13 de Março de 2019

Está avaliado em 10,6 milhões de euros o investimento previsto pelo Governo para a construção do novo Campus de Justiça de Guimarães, uma intervenção que motivou a assinatura de um protocolo entre o ministério da Justiça e a autarquia minhota, que cedeu, por 50 anos, o terreno onde será levantada a obra.
A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, e o presidente da autarquia, Domingos Bragança, formalizaram, esta quarta-feira, um acordo que prevê a cedência de terrenos no Lugar do Outeiro, Mesão Frio, para a instalação deste equipamento, por um período que pode ser prolongado por períodos de 10 anos.
O investimento agora protocolado, para o qual não está ainda fechado um calendário, vai permitir a desocupação do actual Tribunal Judicial de Creixomil, instalado num edifício e ocupado em regime de arrendamento.
A Universidade do Minho está também envolvida no processo, cabendo-lhe a elaboração do estudo de concepção e do programa preliminar do novo edifício, que deverá ter uma área útil de 4.446m2.
Segundo a imprensa local, o presidente da Câmara de Guimarães explica que a construção do novo Campus “vem responder a uma necessidade do concelho. Estamos a dar o nosso contributo para que possamos dar resposta a esta necessidade de Guimarães. Não tenho dúvidas que este protocolo é uma fase decisiva”. No novo edifício ficarão contempladas as valências das Instâncias Central Criminal, Local Criminal, Instrução Criminal, DIAP, Família e Menores e Trabalho. Este novo tribunal será construído em altura e terá cerca de cinco andares, com parque subterrâneo.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *