Infraestruturas de Portugal assegura segurança estrutural da Ponte da Arrábida

Por a 15 de Maio de 2019


A Infraestruturas de Portugal (IP) está a traçar um plano rápido de intervenção de manutenção na ponte da Arrábida, que na noite de terça-feira largou alguns pedaços de argamassa superficial da sua estrutura, o que motivou o corte de trânsito na marginal. A empresa pública garantiu que a ponte não tem qualquer dano estrutural e que se trata apenas de betão superficial.
Por precaução, a Câmara do Porto procedeu ao corte do trânsito, estando neste momento a colaborar com a IP no sentido de traçar um plano de manutenção em termos que permitam a reabertura em breve da circulação.
A ponte, construída em 1963, tem sido alvo, ao longo da sua vida, de frequente manutenção por parte do Estado, que é sua proprietária. Eventos de desprendimento de argamassa acontecem, por vezes, neste tipo de estrutura devido a fenómenos variados, como alterações de temperatura.
Segundo a IP, não existe qualquer relação entre estes desprendimentos superficiais e qualquer fenómeno estrutural que possa comprometer a ponte, atestando que a segurança está garantida. A Câmara do Porto mantém, para já, o trânsito cortado na marginal, enquanto o plano de intervenção da IP é traçado.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *