Merlin Properties factura 132,6 M€ no 1º trimestre de 2019

Por a 15 de Maio de 2019

A socimi espanhola Merlin Properties fechou o primeiro trimestre de 2019 com uma facturação total de 132,6 milhões de euros, o que corresponde a um crescimento de 6,8% face a igual período do ano anterior.

As rendas brutas tiveram um crescimento homólogo de 8,7% para 131,7 milhões de euros, enquanto as rendas comparáveis registaram um aumento de 4,9%.

A empresa fechou o trimestre com um resultado líquido de 60,1 milhões de euros, traduzindo um recuo de 47,4% face a igual período de 2018.

Em comunicado enviado à Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV) espanhola, o equivalente à CMVM portuguesa, a Merlin Properties explica que “o resultado líquido do período não é comparável com o exercício do ano anterior, devido ao proveito extraordinário contabilizado no primeiro trimestre de 2018 com a capitalização do contrato de prestação de serviços com a Testa Residencial”.

Ao nível do EBITDA, os primeiros três meses do ano foram de 105 milhões de euros, mais 7,7% do que em igual período no ano passado.

Em Portugal, onde a Merlin Properties tem já um vasto portefólio, desde edifícios de escritórios, centros comerciais e logística, o primeiro trimestre de 2019 ficou marcado pela aquisição de dois emblemáticos edifícios de escritórios no Parque das Nações, em Lisboa – o Art’s e a Torre Fernão Magalhães pelo valor total de 112, 2 milhões de euros. Além disso, procederam também ao aluguer de um espaço de 1.424 m2, no edifício que detém no Marquês de Pombal, ao McDonald’s.

Para este ano aguarda-se ainda a aprovação do projecto de reabilitação do Monumental, adquirido pela Merlin Properties em 2016. O projecto, do arquitecto Samuel Torres de Carvalho, contempla a área de restauração e lojas, assim como os escritórios. De acordo com o comunicado enviado à CNMV a renovação está avaliada em quase 29 milhões de euros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *