Módulos Senergy Force permitem poupanças na ordem dos 90%

Por a 29 de Maio de 2019

O Senergy Force, solução de módulos térmicos para fachadas energéticas aquecem água, ventilam e climatizam edifícios, desenvolvida pela empresa portuguesa AT Solar,em parceria com a Universidade de Aveiro, consegue garantir uma autonomia e poupança de energia térmica muito acima das soluções convencionais de painéis solares disponíveis no mercado.
As fachadas energéticas reduzem a necessidade de recurso a energias não renováveis, através do aumento da área de captação solar e da  gestão eficiente da temperatura interior dos edifícios. Além disso, asseguram a boa qualidade do ar no interior dos edifícios, obtendo simultaneamente ganhos ao nível da climatização, uma vez que renovam o ar no período do dia em que a temperatura exterior for mais favorável. O fluxo de ar quente produzido pela fachada e induzido nas condutas de AVAC pode ainda ser utilizado em secadores de mãos, secadores de roupa, saunas, entre outras.
Augusto Teixeira, mentor desta tecnologia e chief operating officer da AT Solar, explica que “esta solução consegue uma autonomia em climatização na ordem dos 90%, sendo que o investimento representa, em média, apenas 3% do total da construção de uma casa, com retorno estimado ao fim de seis anos.”
“As fachadas produzidas pela AT Solar já estão a ser comercializadas em Portugal e na Europa e prevemos que numa janela de cinco anos o Senergy Force esteja a ser comercializado em grande escala, em quantidades na ordem de 13 mil unidades/ano, gerando resultados de cerca de seis milhões de euros anuais.”, acrescenta António Palhinhas, general manager  da AT Solar.
O projecto sustentável da AT Solar ganha especial relevância no contexto da Directiva Europeia a entrar em vigor em 2021, que obriga os novos edifícios a ter um“balanço 0” a nível energético.

Um comentário

  1. Amadeu Sepúlveda

    8 de Julho de 2019 at 11:56

    Boa tarde queria saber se me podem dar um orçamento para uma casa de madeira de 120 metros quadrados em Palmela obrigado

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *