Governo aprova Plano da Orla Costeira para Vilamoura

Por a 7 de Junho de 2005

Está finalmente aprovado o Plano de Ordenamento da Orla Costeira entre Vilamoura e Vila Real de Santo António, o único documento que estava ainda por aprovar no sentido de proteger a costa continental contra as denominadas ameaças ao desenvolvimento sustentável e à preservação de valores naturais.

O Plano de Ordenamento aprovado no recente Conselho de Ministros, realizado em Sines, estabelece, segundo o comunicado emitido pela própria Presidência do Conselho de Ministros, «regimes de salvaguarda de recursos e valores naturais e fixa os usos e o regime de gestão, com vista a assegurar a permanência dos sistemas indispensáveis à utilização sustentável da sua área de intervenção, abrangendo parte dos municípios de Loulé, Faro, Olhão, Tavira, Vila Real de Santo António e Castro Marim».

A medida é considerada por muitos especialistas como significativa para a definição dos parâmetros de desenvolvimento de diversos projectos de cariz turístico, dado que é um passo para a «orientação do desenvolvimento de actividades específicas na orla costeira e na defesa da valorização dos recursos naturais e do património histórico e cultural».