“Fábrica de Sonhos” vence Concurso Prémio Universidades Trienal de Lisboa Millennium BCP

Por a 25 de Março de 2013

O projecto “Fábrica de Sonhos”, da autoria de uma equipa formada por estudantes de diferentes nacionalidades a frequentar o Royal College of Art, foi o vencedor do Concurso Prémio Universidades Trienal de Lisboa Millennium BCP.

Segundo a Trienal de Arquitectura de Lisboa, que anunciou os vencedores do Concurso, bem como das Bolsas Crisis Buster, no âmbito das comemorações do seu primeiro ano no Palácio Sinel de Cordes, foram recebidas 48 candidaturas de dez países diferentes , com destaque para Portugal, Espanha e Reino Unido.

A “Fábrica de Sonhos” que será efectivamente implementado no Palácio Sinel de Cordes e poderá ser visitado na próxima edição da Trienal, que arranca a 12 de Setembro, explora a dimensão da proximidade dos sonhos como formas de ultrapassar os constrangimentos da actual situação política e económica. O projecto que envolve uma equipa in situ a trabalhar em Lisboa durante 25 dias, desenrola-se em dois momentos: a recolha e registo dos sonhos seguido de uma instalação no Palácio.


No Programa Bolsas Crisis Buster – que se destinava a apoiar projectos cívicos, comunitários e culturais pensados para a área da Grande Lisboa e seus habitantes, foram premiados dez projectos e houve sete menções honrosas.

Entre os premiados estão o projecto do estúdio de arquitectura português Terrapalha para a criação de um laboratório para ensinar e partilhar soluções de construção low-tech; a requalificação da Entrada Sul do Bairro Alto da Cova da Moura da autoria da Associação Cultural Moinho da Juventude; o projecto “Pátio Ambulante” do colectivo português Frame Collection, que propõe a criação de uma rede de pátios em Lisboa e o jornal “O Espelho” que consiste na publicação de dois números de jornal de parede durante a 3ª edição da Trienal, entre outros.

 


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *