Cimpor “corta” com o prejuízo de 2013 e fecha 2014 com lucro de 29,6M€

Por a 27 de Fevereiro de 2015

Após ter registado um prejuízo de 15,3 milhões de euros em 2013, a Cimpor fechou as contas do ano passado com um lucro de 29,6 milhões de euros.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a cimenteira apresenta um volume de negócios de 2.603 milhões de euros referente a 2014, menos 0,8% do que os 2.624 milhões de euros referentes ao volume de negócios do ano anterior.

O EBITDA também sofreu uma variação negativa de 2013 para 2014 (-6,7%) passando de 691,8 milhões de euros para 645,6 milhões, à imagem do investimento, que desceu 40,3%, cifrando-se em 204,3 milhões de euros, quando esse valor foi de 342,3 milhões em 2013.


No comunicado, Daniel Proença de Carvalho, dirigindo-se aos accionistas, refere que 2014 ficou marcado, à escala global, por um ambiente económico “incerto”, de “frágil” recuperação.

Segundo o presidente do conselho de administração da Cimpor, a cimenteira beneficiou, o ano passado, “da sua diversidade geográfica, marcadamente pluricontinental”, que permitiu a “compensação da sua exposição a economias mais anémicas pela força revelada por economias mais aquecidas”.

Proença de Caralho destaca que o objectivo estratégico do grupo consiste na “relocalização da sua actividade, com maior foco nos continentes Africano e Sul-Americano, que têm revelado taxas de crescimento económico e de consumo de cimento bem superiores às de economias maduras, como é o caso da portuguesa”.

Neste conteto, Moçambique, Egipto e África do Sul, em conjunto, aumentaram em 18% o seu contributo para as endas de cimento e clínquer.

À imagem de Proença de Caravalho, também Ricardo Lima atribui à dispersão da actividade da cimenteira por diferentes países a preparação necessária para a empresa resistir “à volatilidade dos mercados”. O CEO do grupo destaca que Moçambique é o país que tem crescido com as taxas mais elevadas de entre as geografias em que a Cimpor opera.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *