Cimpor investe 220M€ em nova fábrica de cimento em Nacala

Por a 23 de Junho de 2015

A Cimpor anunciou esta terça-feira, através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), ter dado início ao processo de construção de uma nova fábrica de produção de cimento, em Nacala, Moçambique. Este projecto está orçado em 250 milhões de dólares (223 milhões de euros).

A Cimentos de Moçambique, detida pela Cimpor e único produtor integral desde 1920 deste material, detém já uma fábrica de produção de cimento em Matola, para além de operar quatro unidades de moagem: Dondo, Nacala, CINAC e Matola II.

A Cimentos de Moçambique avança agora com a produção integral de cimento na região, passando a contar, a partir de 2018, com “um forno que viabilizará a produção de 1,5 milhão de toneladas de cimento por ano, permitindo substituir a importação de clínquer. A nova capacidade a instalar vem aumentar o nível de eficiência da resposta à procura de cimento local, reconhecendo a Cimentos de Moçambique o seu papel de acelerador de desenvolvimento económico sustentável da região de Nacala”, lê-se em comunicado.


A implantação desta produtora será levada a cabo em parceria com um fornecedor internacional, sendo que “a estrutura de financiamento não compromete o presente processo de desalavancagem da Cimpor”. Com uma capacidade de produção de 3,1 milhões de toneladas de cimento, a Cimentos de Moçambique conta com cerca de 1200 colaboradores.

A empresa produtora de cimentos,  é neste momento a 8ª maior cimenteira internacional, com presença consolidado na América do Sul (Brasil, Argentina e Paraguai).

A empresa InterCement (que detém a Cimpor) encontra-se agora estrategicamente focada no desenvolvimento das suas operações em África ( Moçambique, África do Sul, Cabo Verde e Egipto), contando ainda com uma plataforma exportadora, que lhe permite, a partir de Portugal, “optimizar a resposta da sua capacidade de produção ao mercado internacional e prospectar novos mercados”.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *