“Continuaremos a trabalhar de olhos postos no futuro, com ambição e realismo”

Por a 28 de Janeiro de 2016

Jorge VieiraEm entrevista ao Construir, Jorge Vieira, Director Geral da Roca em Portugal, faz um balanço positivo de 2015, olha com optimismo para 2016 e fala das estratégias para este novo ano revelando um pouco do que o mercado pode esperar da Roca nos próximos tempos.

 Que balanço fazem da vossa actividade relativamente a 2015?
O balanço é francamente positivo. Depois de um ano de 2014 em que finalmente o mercado parou de encolher, 2015 assumidamente foi um ano de recuperação. Tivemos sinais de melhoria em praticamente todos os indicadores, e isso reflectiu-se, não apenas nos nossos resultados, mas também nos dos nossos clientes e distribuidores, o que reforça a nossa perspectiva optimista para este ano.  Além da notória melhoria da confiança por parte dos consumidores, o que tem impacto directo nos resultados das empresas dos diferentes sectores, foi feito um esforço enorme por parte do nosso departamento comercial que soube identificar rapidamente as tendências e as necessidades do mercado, e garantir uma resposta ágil e de qualidade. É graças a este balanço que encaramos 2016 com optimismo e ambição, trabalhando sempre para que a Roca se continue a destacar pela qualidade e fiabilidade das suas soluções, caracterizadas pelo seu design contemporâneo, a enorme capacidade de economizar água e, em alguns casos, energia, apelando a valores de sustentabilidade e benefícios claros para o consumidor.

Como caracterizam o mercado português relativamente à dimensão e concorrência neste sector?
Somos um mercado de pequena dimensão e muito competitivo acima de tudo por via das importações. Em constante mutação, e que obriga qualquer empresa do sector a uma grande capacidade de adaptação a novas circunstâncias. Tal como se verifica noutro tipo de sectores, estamos perante um perfil de consumidor bastante mais exigente e informado, e que nos obriga a responder de forma rápida e eficiente às suas necessidades. É fundamental que as organizações sejam capazes de criar mecanismos internos que promovam uma adaptação rápida, identificando novas tendências de consumo e antecipando-se à mudança para estarem devidamente preparados quando ela ocorrer.  E sobretudo, apostar no relacionamento com o cliente.

Qual o peso da internacionalização/exportação no vosso negócio?
A Roca é uma marca global, com uma rede comercial que se estende por mais de 135 países abastecidos pelas suas 77 fábricas em quatro continentes e mais de 20.000 colaboradores em todo o mundo. A Roca é líder mundial no sector dos espaços de banho; na Europa, América Latina, Índia e Rússia é incontestavelmente líder de mercado e possui uma forte presença na China, Médio Oriente, Ásia, Austrália e Ásia. Em Portugal somos maioritariamente exportadores para a União Europeia, mantendo uma actividade comercial relevante nos PALOP.

Quais são as principais tendências de inovação neste segmento?
Eficiência energética, poupança de água, facilidade de acesso e limpeza, durabilidade e design. Esta é a tendência que tem seguido o mercado nos últimos anos, resultante da crescente exigência por parte do consumidor. Este novo perfil de consumidor já não procura necessariamente apenas uma casa de banho, um elemento “externo” à casa, mas sim um espaço de conforto e intimidade, em harmonia com as restantes áreas da habitação, onde as famílias passam várias horas do seu dia. Esta exigência estende-se a todos os elementos que compõem um espaço de banho, desde o lavatório à banheira, passando pelas bases de duche, sanitas e bidés ou os próprios móveis. A capacidade de arrumação do espaço de banho tem sido, aliás, uma das principais preocupações dos consumidores. Para responder a esta necessidade, temos vindo a trabalhar diariamente no desenvolvimento de soluções para o nosso segmento de móveis para casas de banho, que sejam práticas, de fácil instalação, e sobretudo de elevada capacidade de arrumação. Exemplos dessa mesma aposta são os lançamentos recentemente dos móveis de casa de banho Unik e Pack, duas soluções para o espaço de banho de móvel com lavatório integrado, caracterizadas pela capacidade de arrumação e versatilidade, ou da coleção Joli, uma gama de mobiliário muito completa com 4 medidas e 4 acabamentos diferentes, que se adaptam perfeitamente ao seu ambiente de banho.

Vão lançar novidades estes ano?
Lançaremos este ano no mercado diversas novidades Rocas nos diferentes segmentos. Destaque para a mais recente colecção de louça sanitária e mobiliário da Roca, a série Inspira, que define um novo conceito de espaço de banho. Com base na simplicidade e na versatilidade, graças às suas formas base Round (linhas redondas), Soft (de ângulos suaves) e Square (quadrada), a colecção Inspira oferece múltiplas combinações possíveis e por isso, a possibilidade de adaptação a qualquer espaço, qualquer que seja a decoração. A colecção Inspira foi concebida com os materiais mais inovadores. Os lavatórios foram fabricados em FINECERAMIC®, um material cerâmico de elevada qualidade exclusivo Roca, 40% mais leve que os lavatórios convencionais e 30% mais resistentes que os lavatórios de grés. Os assentos e tampas Inspira foram também alvo de destaque, por serem fabricados com uma resina exclusiva registada pela Roca, com a designação SUPRALIT®, que aumenta consideravelmente a durabilidade dos produtos (12% mais resistente que a ureia), permite uma maior higiene (quatro vezes menos poroso e, por isso, mais resistente aos fluidos e detergentes), e garante uma elevada resistência aos raios UV (não amarelece com o passar do tempo). A colecção é completada pela gama de móveis Inspira, disponível em três tamanhos – 600, 800 e 1000 mm – e que apresenta três acabamentos inovadores e distintos – branco brilho, carvalho escuro citadino e carvalho escuro citadino com vidro escurecido – e podem ser complementados com diferentes módulos auxiliares de coluna que garantem uma arrumação extra ao utilizador. Lançámos também um conjunto de produtos inovadores, que reforçarão consideravelmente a nossa gama de soluções para espaço de banho, entre eles a nova série de torneiras Atlas, as séries de acessórios Ice e Rubik, a coluna de duche Deck-T, o chuveiro Raindream, a base de duche Helios ou os lava-loiças Berlin / Berlin Plus.

Qual será a estratégia e que perspectivas têm para 2016?
A nossa estratégia passa fundamentalmente por consolidar a nossa posição de fábrica modelo para o grupo, enquanto unidade de produção, com capacidade de industrialização dos novos projectos com rapidez, mantendo elevados níveis de competitividade e, por outro lado aumentar e sustentar a quota de mercado dentro do nosso país. A marca Roca continua hoje em dia a ser a referência no mercado do sector sanitário, sendo em termos de grupo o líder de mercado em Portugal. Dentro do grupo Roca, e enquanto fornecedor, estamos na linha da frente, sendo solicitados para os principais projectos produtivos para os mercados mais relevantes. Começámos 2016 com a apresentação do nosso novo centro de distribuição, que duplica a área coberta disponível (16.000m2), e aumenta significativamente a capacidade de recepção e expedição diária de produtos. Todos os processos de distribuição da empresa vão beneficiar das valências desta nova infra-estrutura, que permitirá a movimentação diária superior a  40 camiões, um aumento de 62,5% face ao ano passado e uma capacidade de armazenamento interior de 17.000 paletes. Este forte investimento de mais de 2 milhões de euros permite-nos melhorar significativamente a capacidade de um armazém que foi criado em 2000, e que hoje em dia nos permite alimentar os diferentes mercados de exportação, com mais rapidez, mais agilidade e sobretudo mais eficiência.  Continuaremos a trabalhar de olhos postos no futuro, com ambição e realismo. Queremos continuar a assumir um papel de destaque no apoio a instituições da nossa região, dando oportunidade à nossa equipa de trabalhadores para colaborar nas acções de responsabilidade social. Voltaremos a apoiar o talento e a criatividade dos Arquitectos e designers portugueses, promovendo uma série de concursos que lhes permitam apresentar o seu trabalho. Entre estas iniciativas, destaque para o concurso Jump The Gap, que sendo uma iniciativa global da Roca, dá a oportunidade aos jovens portugueses de se apresentarem a nível internacional, existindo já uma série de projectos finalistas do nosso país. Foi também resultado desta nossa preocupação em fomentar o talento e o património cultural em Portugal que nasceu o Roca Lisboa Gallery, que, tal como aconteceu em 2015, será este ano palco de diversas iniciativas de índole cultural e ambiental, que não só divulgam os nossos valores enquanto marca, mas também que alertam a sociedade paras as problemáticas ambientais.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *