Gestão dos fundos imobiliários aumenta 29,9 milhões de euros em Fevereiro

Por a 16 de Março de 2018

Em Fevereiro de 2018, o valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) e dos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) aumentou 0,28% em relação a Janeiro, totalizando 10.832,3 milhões de euros, de acordo com o relatório mensal da CMVM.

Neste sentido, os 31 fundos imobiliários têm mais 29,9 milhões de euros sob gestão do que no mês passado, tendo esse crescimento sido verificado apenas nos FII. Já os FEII e os FUNGEPI diminuíram 0,1% o montante investido.

No período em análise o investimento foi feito apenas em activos imobiliários de países da União Europeia, tendo 44,0% da carteira dos FII e FEII abertos sido aplicados em imóveis do sector dos serviços. Os investimentos realizados pelos FUNGEPI destinaram-se sobretudo ao sector do comércio (43,7% do total).

Ao nível dos fundos a Interfundos, a Norfin e a Fundger mantém a liderança dos três primeiros lugares, com 15%, 12% e 9,6% das quotas de mercado, respectivamente.


A Interfundos faz a gestão do fundo AF Portfolio e detém escritórios em Lisboa, assim como armazéns logísticos na zona do Seixal.

A Norfin tem no seu portfolio o Office Park Expo, vários edifícios de escritórios (Vision) e o fundo Lisfundo, que se encontra a promover o empreendimento Prata, em Lisboa.

A Fundger é a sociedade gestora da CGD e conta com um total de 21 de fundos que detém diversos prédios urbanos destinados ao arrendamento, compra e venda comércio, serviços e habitação, assim como terrenos destinados à execução de programas de construção.

Em Fevereiro foi ainda liquidado o fundo especial de investimento imobiliário “Imopatris – Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado”, gerido pela Patris GA.

 


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *