Projecto turístico no Alto Alentejo aguarda investidor

Por a 29 de Março de 2018

Está avaliado em 4,5 milhões de euros o investimento necessário para a construção do empreendimento turístico da Herdade do Toucinho, que a Sondazeite projectou para a região da Albufeira do Maranhão, perto da vila de Avis, distrito de Portalegre. Com o projecto pronto para arrancar, autorizado e aprovado pela Câmara Municipal de Avis e pelo Instituto de Turismo de Portugal, os promotores procuram um investidor que alavanque esta iniciativa, que procura responder ao potencial de desenvolvimento de uma região com cada vez maior procura, sobretudo graças à utilização da Barragem como centro de treino de alta competição de remo e canoagem.

Ao CONSTRUIR, Rui Cordeiro, administrador da Sondazeite e impulsionador do projecto, revela que o objectivo passa por “identificar um investidor interessado em investir em Portugal na área do turismo. Investidores que valorizem o facto de o projecto estar aprovado junto à barragem de Montargil, factor esse que nos dias de hoje seria muito complicado de obter aprovação”, reforçando a perspectiva de que deverá ser um “investidor que consiga perceber aqui uma oportunidade única para de um projecto turístico na região do Alentejo. O projecto também pode ser adaptado ao trabalho de um Fundação, Clube desportivo, etc”.


223 mil m2 de área

Trata-se de um empreendimento que abrange um total de 223 mil m2, nos quais irá ser implantada uma zona destinada a moradias de tipologia T2 (8 unidades) e T3 (6 unidades), perfazendo um total de 14 moradias. As moradias terão estacionamento privativo na cave e arrumos. Cada moradia estará implantada num lote, com dimensão acima de 3.000 m2, pelo que podem ser desenvolvidos e criados outros aproveitamentos, junto a cada moradia.

O Empreendimento disporá também de um Edifício Central, com 16 apartamentos de tipologia T0, ficando estes localizados no Piso 1, com vista para a Albufeira do Maranhão e paisagem circundante. No Piso 0 do Edifício Central, existirá um Restaurante, um Bar, uma área de Lazer e esplanada, com vista sobre a Barragem.

O Edifício Central dispõe ainda de Estacionamento Privativo na Cave, Piso -1, com uma área de 467,65 m2, para além de área de arrumos e de outros apoios e serviços ao Edifício. O Empreendimento dispõe ainda de Portaria com Segurança, Parque de Miradouro para poderem desfrutar da paisagem, Parque Desportivo, Piscina com Bar e esplanada e Parque Infantil.


Potencialidade da Albufeira

O projecto assenta nas potencialidades conferidas pela Albufeira do Maranhão, onde é possível disfrutar de Desportos Náuticos e de Pesca, sendo de referir, que a extensão da Albufeira é de cerca de 40 Km. A cerca de 3 Km do local do Empreendimento, está localizado o Clube Náutico de Avis, com Cais e pequena Marina , onde existem vários barcos de recreio, a motor e à vela, para além das motas de água e pranchas de WindSurf. Existe uma Escola de Ski Aquático a funcionar já há alguns anos, e é nesta Barragem que algumas Selecções de países Europeus (Dinamarca, Reino Unido, França, etc.), preferem fazer os seus treinos de canoagem e remo, permanecendo durante várias semanas em treinos, todos os anos. A zona de Avis é igualmente uma região de caça, e são vários os Coutos e Reservas de Caça Turística e Associativa que existem, alguns a confrontar mesmo com a propriedade onde vai estar o Empreendimento Turístico do Toucinho.

Hipóteses em aberto

Rui Cordeiro explica ainda que o objectivo inicial passava por “tratar de todas as burocracias para vender este projecto a alguém que queira por mãos à obra. Nos dias de hoje seria impossível conseguir a aprovação para um projecto deste género e com essa localização”, assegura o administrador da Sondazeite, recordando que o projecto está aprovado desde 2008. Para Rui Cordeiro, todas as hipóteses estão em aberto em relação ao papel do investidor. “A ideia é o investidor fazer toda a gestão do projecto e sua exploração, mas estamos igualmente abertos a uma relação de parceria onde a nossa empresa fica responsável pela total construção física do empreendimento e o investidor apenas terá de a gerir”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *