Faro, Setúbal, Leiria, Braga e Porto no top 5 dos distritos mais procurados para férias

Por a 27 de Junho de 2019

Faro

O distrito de Faro é o mais procurado para alugar casas de férias e, em 2019, as cidades mais procuradas são Vila Real de Santo António (25%), Portimão (20%), Albufeira (16%), Silves (10%) e Loulé (10%).

De acordo com um estudo do portal de anúncios OLX, baseado em dados disponíveis na plataforma em que apresenta indicadores sobre a procura, oferta e preços médios de casas de férias em Portugal, além de Faro, Setúbal (7,6%), Leiria (7%), Braga (4,2%) e Porto (2,9%) fecham o top 5 dos distritos mais procurados para alugar casa de férias. No entanto, comparando os períodos já referidos de 2018 e 2019, apenas Faro, Braga e o Porto tiveram um crescimento deste indicador.

Entre Janeiro e Maio de 2018 foram publicados 5381 anúncios nesta categoria de casas de férias, enquanto no mesmo período de 2019 foram publicados 5908 (+8,9%).


Relativamente à distribuição da oferta por região, Setúbal (7,7%), Leiria (7,1%), Lisboa (6,6%) e Porto (4,1%) surgem logo após Faro que, como já referido, lidera também este índice.

Os maiores aumentos no preço médio por semana, comparando o período já mencionado de 2018 e 2019, registam-se em Santarém (41%), Beja (8%), Setúbal (7%), Faro (3%) e Leiria (1%). Os distritos com maior decréscimo neste indicador foram Coimbra (-16%) e Porto (-9%).

Por outro lado, analisando apenas 2019, Santarém (764€), Viana do Castelo (681€) e Braga (626€) apresentam os preços médios mais altos por semana, enquanto Coimbra (285€) e Leiria (381€) têm os preços mais baixos.

Analisando somente à região do País que domina tanto a procura como a oferta da categoria de casas de férias (distrito de Faro) no OLX, é possível verificar-se também um aumento do preço médio por semana nos T1 (1%), T2 (2%) e T3 (6%) quando comparado 2018 a 2019. Também em relação a este indicador, e olhando agora apenas para este ano, quais os valores médios por semana praticados nesta região por tipologia: T1 (361€), T2 (460€), T3 (677€), T4 (957€) e T5 (1118€).

“O nosso principal objetivo com estes estudos é exactamente servir não apenas os nossos utilizadores como a generalidade do mercado. Esta é mais uma ferramenta que colocamos á disposição dos diferentes stakeholders com o propósito de cumprir uma das nossas missões, que passa exactamente por contribuir positivamente para o desenvolvimento das comunidades em que estamos inseridos. Isto porque acreditamos que a informação e a tecnologia estão na base de qualquer sociedade que pretenda continuar a evoluir”, conclui Andreia Pacheco, brand manager do OLX em Portugal.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *