Casa de António Patrício recebe Prémio Nuno Teotónio Pereira 2019

Por a 1 de Outubro de 2019

José Campos, Architectural Photography

A Casa António Patrício, localizada no Porto, foi distinguida enquanto reabilitação de Edifício de Habitação pelo IHRU, no âmbito do Prémio Nuno Teotónio Pereira 2019. O projecto é do Atelier in.vitro, da arquitecta Joana Leandro Vasconcelos, em colaboração com Mafalda Cabeleira. Promovido por Cristina Coelho e Frederico Burmester, foi executada pela Coeng Construção.

O edifício está integrado num conjunto de três casas iguais e insere-se num lote estreito e comprido com três pisos, um deles em cave, duas frentes e jardim nas traseiras. Apresenta uma organização típica da casa burguesa portuense do início do século XX, com os dois pisos superiores destinados ao uso diário e interligados entre si através de uma escada central, e com o piso em cave destinado a um uso mais técnico e com acesso através de uma escada secundária.

Apesar do razoável estado de conservação em que a casa se encontrava, a fachada posterior já tinha sofrido alterações no sistema construtivo e na dimensão e localização dos vãos que a descaracterizavam e tornavam necessária a sua intervenção. Nesse sentido, procurou-se reabilitar os elementos construtivos existentes e intervir pontualmente nas zonas mais degradas e/ou descaracterizadas, utilizando soluções baseadas em materiais e técnicas tradicionais, minimizando o impacto no edifício, preservando e valorizando as suas características originais e respondendo ao pretendido pelos proprietários.

A introdução de novas infraestruturas, nomeadamente hidráulicas, eléctricas, de telecomunicações e de climatização, importantes para melhorar os níveis de conforto e de segurança do edifício, foi pensada de forma a colidir o menos possível com os elementos construtivos existentes.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *