Concurso para trabalhos de extensão do Metro de Lisboa volta a ser adiado

Por a 23 de Outubro de 2019

Ainda não vai ser no próximo dia 30 de Novembro que será lançado o concurso público para os trabalhos de construção da linha circular do Metropolitano de Lisboa, estando agora previsto para dia 18 de Dezembro.

De acordo com o Jornal de Negócios, o concurso para a construção dos toscos dos lotes Rato/Santos e Santos/Cais do Sodré foi estendido e a administração da empresa não descarta mesmo que possa “derrapar” até ao próximo ano. A Metropolitano de Lisboa assegura que se trata de uma decisão normal, relacionada, desde logo, pelo respeito pelo próprio Código dos Contratos Públicos.

O prazo de execução das obras é de 68 meses e, no plano de actividades e orçamento para 2019, divulgado no verão, o Metro estimava obras já para o segundo semestre deste ano, o que, tendo em conta o novo prazo (semana antes do Natal e do Ano Novo), não deverá acontecer.


Com este novo passo, poderá vir a atrasar-se a data de abertura da linha circular. Em Agosto, o prazo previsto para que as obras de construção terminassem era 31 de Dezembro de 2023, abrindo à circulação no ano seguinte. Agora, poderá estender-se ao longo de 2024, adianta o Jornal de Negócios.

O Governo anunciou em Maio de 2017 que o Metropolitano de Lisboa irá ter mais duas estações – Estrela e Santos –, num investimento de 210 milhões de euros até 2023. Estão ainda previstas novas estações nas Amoreiras e em Campo de Ourique, embora nestes dois casos sem uma data prevista de conclusão.

Em Lisboa está prevista uma ligação da estação do Rato (actual Linha Amarela) ao Cais do Sodré (Linha Verde), com as duas novas estações na Estrela e em Santos.

Este ano, a Assembleia da República aprovou uma resolução em que recomenda ao Governo – ainda que sem qualquer carácter vinculativo – a suspensão do projecto de expansão da linha circular, que irá juntar as linhas verde (Telheiras/Cais do Sodré) à amarela (Odivelas/Rato), para dar prioridade ao crescimento para o lado ocidental da cidade (Alcântara) ou para concelhos limítrofes (Loures).


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *