“Habitação acessível” abre programa da VII Semana da Reabilitação Urbana

Por a 4 de Novembro de 2019

Na sequência da aprovação do vasto pacote legislativo para o sector da habitação, a VII Semana da Reabilitação Urbana do Porto vai lançar o debate sobre um dos temas que mais preocupa neste momento o país, nomeadamente a criação de soluções residenciais acessíveis à classe média, analisando o impacto que tais medidas poderão ter neste contexto.

Este debate essencial tem lugar na conferência inaugural deste evento, a qual decorre no dia 11 de Novembro no Palácio da Bolsa, com o mote “Habitação Acessível, o contributo das políticas de habitação e a realidade de hoje”, reunindo representantes da autarquia do Porto, do investimento, promoção e mediação imobiliárias, engenharia e financiamento.

Pedro Baganha (Vereador do Urbanismo da Câmara Municipal do Porto), Luís Lima (Presidente da APEMIP), Hugo Santos Ferreira (Vice-presidente Executivo da APPII), Fernando de Almeida Santos (Vice-presidente da Ordem dos Engenheiros) e António Fontes (Responsável da área de Fomento à Construção do Santander) integram o debate mediado por Manuel Reis Campos (presidente da CPCI/AICCOPN). Na ocasião serão ainda apresentados o exemplo do programa espanhol “Vivenda Protegida”, a cargo de José Miguel Arambarri, do grupo Aransa, e a proposta da autarquia Portuense para a promoção de habitação acessível, por Pedro Baganha, vereador do Urbanismo.


A Semana da Reabilitação Urbana está de regresso à cidade do Porto entre os dias 11 e 15 de Novembro, propondo, na sua 7ª edição, uma nova perspectiva sobre a evolução urbana da cidade. Num momento em que o Porto atravessa uma nova dinâmica no investimento, no turismo e, por conseguinte, no imobiliário, o evento propõe-se olhar para este movimento transformador com um foco mais abrangente, tocando não só a reabilitação, como também a regeneração e a reutilização.

Sob o tema “REPORTO: Reabilitar, Regenerar e Reutilizar”, a VII Semana da Reabilitação Urbana vai decorrer no Palácio da Bolsa, em pleno centro histórico da cidade, contando com os apoios da Câmara Municipal do Porto e da Associação Comercial do Porto. A organização cabe à Vida Imobiliária e a Promevi. O evento promove um programa intenso de conferências, workshops, tertúlias e exposições, além de um passeio a obras da reabilitação na Baixa do Porto. Ao todo são 15 sessões que envolvem mais de 125 intervenientes, destacando-se temas centrais como a habitação acessível, o novo regime legal da reabilitação urbana e a organização territorial no Porto, numa altura em que está em curso da revisão do Plano Director Municipal da cidade.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *