Francisco Bacelar reeleito presidente da ASMIP

Por a 29 de Novembro de 2019

Francisco Bacelar foi reeleito presidente da Associação dos Mediadores do Imobiliário de Portugal (ASMIP), para o triénio de 2020-2022, numa altura em que foi ultrapassado o número significativo das seiscentas empresas associadas, sendo um facto adquirido e incontornável a importância do seu papel como representante das empresas de mediação imobiliária em Portugal.

Em 2020, a ASMIP atinge o seu sexto ano de actividade, um período que se destacou, em primeiro lugar, pela defesa dos seus associados e da classe, como parte integrante de uma actividade de relevo no panorama económico, em simultâneo com a maior dotação dos seus profissionais a nível de competências e rigor ético.

Dos Corpos Sociais eleitos faz parte da Assembleia Geral o presidente, Gonçalves Pereira, e ainda Luís Azevedo Martins; e Carlos Camacho. Na Direcção a presidência é de Francisco Bacelar que conta com José Paraíso (financeiro), Luís Lopes (Norte), Eduardo Luís (Centro) e Sofia Sequeira (Sul), na vice-presidência. No Conselho Fiscal o presidente é Francisco Borges de Sousa, coadjuvado por Jaime Ouro e Carlos Reis, entre outros elementos.


Para o triénio 2020-22 a ASMIP pretende levar a cabo um conjunto de projectos. A estratégia continuará a passar por “captar novos mediadores licenciados pelo IMPIC garantindo-lhe serviços e formação que sejam uma mais-valia relevante”.

“A prossecução do objectivo de mudar mentalidades em torno da Mediação Imobiliária será de novo a nossa forma de incluir aqueles que escolhem esta profissão no associativismo e na nossa ASMIP demonstrando que esta é o futuro do associativismo de classe em Portugal”, destaca Francisco Bacelar.

Assim, o objectivo é manter e prosseguir o relacionamento institucional, privilegiado com o IMPIC, e com a Secretaria de Estado da Habitação, por forma a defender os interesses da classe, nomeadamente no licenciamento de novos mediadores, no combate à mediação ilegal, na formação, e no apoio que podem dar para a boa prossecução das medidas previstas nomeadamente na Nova lei da habitação, Arrendamento Acessível, “Nova Geração de Políticas de Habitação”, e outras que venham a surgir.

Também, neste sentido, “vamos apresentar ao Ministério do Planeamento e das Infraestruturas um documento estratégico com a visão que a ASMIP tem em relação à Lei n.º 15/2013, de 8 de Fevereiro, no sentido de melhorar e dignificar a profissão.

Conjuntamente, vamos apresentar o mesmo documento à Secretaria de Estado da Habitação bem como ao IMPIC, proposta essa de alteração da actual Legislação da Mediação Imobiliária com forte incidência na Formação, entre outros aspectos de não menos importância, para a obtenção e manutenção das respectivas licenças de Mediador Imobiliário acrescenta Francisco Bacelar.

A ASMIP vai continuar com outras iniciativas, em que se destaca a realização do Imobinvest na Alfândega do Porto (6 a 8 de Março), bem como a organização do Seminário do Dia Nacional do Mediador Imobiliário, e a aposta na dinamização do Portal Habitar Portugal, destinado aos mediadores associados da ASMIP.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *