Imobiliárias pedem cautela a alterações aos Vistos Gold

Por a 10 de Janeiro de 2020


Em 2020 o Governo irá avançar com alterações ao Programa de Autorização de Residências para Actividades de Investimento, com o objectivo de favorecer o investimento em determinadas zonas, nomeadamente nas regiões de baixa densidade.

Numa altura em que pouco se sabe sobre as intenções do Governo, as imobiliárias pedem cautela. É esperada a introdução de uma diferenciação (pela positiva) para este investimento mas não se sabe onde e de que forma será aplicada, nem as delimitações geográficas consideradas. “Compreendo esta diferenciação e o estímulo ao investimento em zonas que dele precisam. No entanto, temo que a delimitação das zonas que beneficiarão desta distinção, acabe por deixar de fora regiões que também precisam de incentivos para que o investimento lhes chegue”, afirma Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP).

Em comunicado o representante das imobiliárias defende a manutenção do programa , admitindo a necessidade ligeiros ajustes. “Reconheço que possa haver a necessidade de serem introduzidos ajustes em zonas de pressão imobiliária, como por exemplo, os concelhos do Porto e de Lisboa. Tendo em conta a procura existente e a escassez da oferta é normal que os preços subam. Não me chocaria que nestes municípios em particular o valor mínimo de investimento passasse de 500 mil euros para um milhão. No entanto, discordaria em absoluto que se acabasse com a possibilidade de investir nestes concelhos ao abrigo deste programa. Seria um sinal muito negativo para o mercado. Que mensagem se passaria aos investidores”, alerta Luís Lima.

Desde a criação deste programa em 2012 foram atribuídas 8207 autorizações de residência, que correspondem a um investimento de mais de 4,9 mil milhões de euros em Portugal, dos quais 4,5 mil milhões correspondem a investimento imobiliário.



Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *