Cushman & Wakefield fechou 300M€ em negócios só em Dezembro

Por a 17 de Janeiro de 2020

Os negócios imobiliários fizeram a manchete dos jornais ao longo de 2019. Para as empresas, como a Cushman & Wakefield, que movimentam o sector foi um ano de forte actividade e “de excelentes resultados”, com o envolvimento da consultora em muitas das grandes transacções de investimento imobiliário que se realizaram ao longo do ano. Só no último mês do ano a equipa de investimento da consultora assistiu os seus clientes no fecho de negócios no valor de 300 milhões de euros.

A venda à MDRS Investments do centro comercial Nova Arcada, em Braga, a venda a um investidor internacional de quatro retail parks ou a aquisição pela Cerberus, apoiada no “local Operating partner” FS Capital, do portfólio Arya (5 activos da Fidelidade), são apenas alguns exemplos.

“O envolvimento da nossa equipa neste conjunto de transacções é um reflexo da grande dinâmica do mercado de investimento e da confiança que os grandes proprietários e investidores depositam na Cushman & Wakefield “, sustenta Paulo Sarmento, partner e director do departamento de Capital Markets da consultora. Também da responsabilidade da equipa de Paulo Sarmento, em conjunto com os departamentos de Escritórios, Retalho e Research da consultora, esteve a análise e valorização do processo de aquisição da maior transacção de promoção do ano: a compra dos terrenos da Feira Popular à Câmara Municipal de Lisboa, por parte da Fidelidade.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *