Joint venture EDP e ENGIE operacional até ao final de 1º trimestre do ano

Por a 27 de Janeiro de 2020


A EDP, através da sua subsidiária EDP Renováveis, assinou um acordo com a ENGIE para a criação de uma joint venture, controlada em partes iguais, no segmento eólico offshore, fixo e flutuante.

Este acordo surge na sequência do memorando de entendimento assinado em Maio de 2019, no qual as duas entidades se comprometeram a criar um veículo exclusivo de investimento da EDP e da ENGIE para oportunidades eólicas offshore em todo o mundo, combinando a competência industrial e a capacidade de desenvolvimento das duas empresas.

Começando com um total de 1,5 GW em construção e 3,7 GW em desenvolvimento, a meta das duas empresas é a “criação de um líder global do sector”.

A assinatura do acordo, no passado dia 23 está sujeita à aprovação da Comissão Europeia. A joint venture deverá estar operacional até ao final de primeiro trimestre de 2020.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *