Cortiça portuguesa na história do design

Por a 12 de Fevereiro de 2020


A parceria entre a Corticeira Amorim e o Vitra Design Museum (VDM), um dos mais importantes museus de design do mundo, levou até Weil am Rhein, na Alemanha, mais de 3200 blocos de aglomerado de cortiça produzidos nas instalações da empresa portuguesa.

Utilizados na exposição ‘Home Stories: 100 Years, 20 Visionary Interiors’, os milhares de blocos permitiram criar estruturas artísticas que envolvem cerca de 1/3 de toda a mostra. Tais suportes, projectados pelo gabinete italiano de design, arquitectura e investigação Space Caviar, acomodam artigos de design, produtos de decoração e peças de mobiliário.

A exposição ‘Home Stories: 100 Years, 20 Visionary Interiors’, que abriu portas no passado fim-de-semana, explora os temas dominantes do design de interiores, revisitando os espaços pioneiros. Uma viagem no tempo que destaca mudanças sociais, políticas, culturais, urbanas e técnicas que moldaram o design ocidental de interiores nos últimos 100 anos. Uma realidade da qual a cortiça é parte integrante.

A colaboração entre a Corticeira Amorim e o VDM surge na sequência da missão assumida pelo grupo nacional em acrescentar valor à cortiça de forma diferenciadora, qualitativa e inovadora, nomeadamente, através do apoio a inúmeros projectos artísticos, educativos e científicos. Iniciativas, essas, que difundem a versatilidade, multi disciplinariedade e potencial de inovação desta matéria prima única. Um material tipicamente português, 100% natural, ecológico, renovável, reciclável e reutilizável.


Os blocos de aglomerado utilizados na ‘Home Stories: 100 Years, 20 Visionary Interiors’ foram produzidos na Amorim Cork Composites (ACC), reconhecida como uma das mais tecnológicas unidades industriais do universo da Corticeira Amorim. A cortiça não utilizada na industria das rolhas é a matéria prima da ACC, desperdícios que permitem desenvolver um conjunto único de materiais de alta performance destinados a indústrias como a aeroespacial, automóvel, energia, construção e desporto, entre muitas outras.

A exposição ‘Home Stories: 100 Years, 20 Visionary Interiors’ estará patente ao público até até 23 de agosto. A partir dessa data e durante os próximos cinco anos passará a itinerante.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *