Covid-19: Ordem dos Arquitectos suspende processo eleitoral

Por a 16 de Março de 2020

Está suspenso o acto eleitoral com vista à eleição dos novos orgãos sociais da Ordem dos Arquitectos, uma iniciativa agendada para o próximo dia 15 de Maio e que, em virtude das “alterações das circunstâncias, anormais e imprevisíveis, da vida nacional, com as restrições oficiais à mobilidade e reunião de pessoas determinadas pelo Governo” impostas pela pandemia do novo Covid-19.

“Como resposta devida às contingências das gravosas e inesperadas circunstâncias da vida nacional, pelo respeito devido a todos os arquitectos intervenientes no processo eleitoral, e ainda pela solidariedade com a situação actual de restrição da vida pessoal, pública e social de todos os Portugueses, é revogada a anterior convocatória de 14 de Fevereiro para a eleição dos órgãos sociais da Ordem dos Arquitectos para o triénio 2020-2022”, pode ler-se na página da Ordem.

Sem adiantarem qualquer previsão em relação a novas dadas, os presidentes da Assembleia Geral e das assembleias regionais explicam que “as medidas de restrição de comunicações, horários e fecho de actividades determinaram, a partir desta segunda-feira, o encerramento das secções regionais, limitando todos os contactos presenciais, acabando por introduzir uma perturbação na vida normal da OA e de modo especial no processo eleitoral, causando dificuldades e tornando extremamente oneroso o cumprimento das obrigações, direitos do processo eleitoral” previsto para Maio.


Até ao momento, estavam confirmadas as candidaturas de Gonçalo Byrne e de Daniel Fortuna do Couto, naquele que era o primeiro acto eleitoral a compreender, além das secções regionais de Lisboa e Porto, as novas secções do Alentejo, Algarve, Açores e Madeira.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *