Lisboa concentra investimentos no 2º semestre

Por a 6 de Abril de 2020

Fernando Medina já tinha anunciado: Lisboa não vai parar! A semana passada o presidente da Câmara de Lisboa apresentou com conjunto de 15 medidas que visam minorar o impacto do Covid-19 nas famílias e nas empresas e, simultaneamente, criar condições para o relançamento das actividades económicas tão logo a crise abrande e a cidade possa prosseguir com a sua rotina diária.

Entre as medidas, Fernando Medina anunciou o pacote de investimentos a realizar em 2020. São 620 milhões de euros, dos quais 165 milhões de euros correspondem aos projectos lançados neste 1º semestre e 455 milhões de euros correspondem a projectos que serão lançados durante o segunda metade de 2020.

“Os investimentos dividem-se por um conjunto vasto de áreas, desde a construção de centros de saúde, unidades de cuidados continuados, cresces, escolas, habitação, infraestruturas verdes, espaço público, sistema de saneamento, mobilidade e turismo”, inúmero na altura Fernando Medina. E assim é. Três áreas concentram mais de 75% do total de investimento da Câmara em 2020. 170 milhões de euros é quanto Lisboa irá canalizar no segundo semestre para projectos de Infraestruturas e Saneamento. A Habitação vai receber 160 milhões de euros, dos quais 60 milhões de euros serão canalizados até Junho e restante será aplicado apenas no última metade do ano. O investimento em escolas, creches, centros de saúde e outras irá receber um investimento total de 140 milhões de euros este ano, com o grosso de investimento, 90 milhões de euros, projectado também para o segundo semestre do ano em curso.
Estão ainda previstos projectos nas infraestruturas verdes e ambiente (35 milhões de euros), intervenções nos espaços públicos (50 milhões de euros), mobilidade (35 milhões de euros) e turismo (30 milhões de euros).

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *