Câmara da Mealhada aprova investimentos de 6M€

Por a 28 de Julho de 2020

A empreitada de Requalificação da Pampilhosa Baixa vai a concurso já no próximo mês de Agosto. O projecto da Câmara Municipal da Mealhada, que ronda os 2,5 milhões de euros, faz parte de um conjunto de novas obras em curso no concelho, que ascendem a seis milhões de euros.

PUB

O projecto de da Requalificação da Baixa da Pampilhosa está praticamente concluído e pronto a ser lançado a concurso público. A obra, que vem sendo trabalhada desde 2012, procura valorizar, de forma integrada, toda aquela zona da vila, nomeadamente a requalificação de arruamentos urbanos (ao nível da rede pedonal e viária, com criação de bolsas de estacionamento), ao nível dos espaços públicos e das infraestruturas (redes de abastecimento de águas e redes de águas residuais). Contempla ainda intervenção a nível dos espaços livres e das zonas verdes urbanas, bem como iluminação pública e mobiliário urbano.

A empreitada, que será concretizada de forma faseada para minimizar os constrangimentos da população e do tráfego automóvel, abrange a Rua da República e a Rua da Estação (que será prolongada), a Rua Dr. Abel da Silva Lindo, a Rua do Mercado, a Rua Joaquim Cruz, entre outras.

O “Chalet Suisso”, também na Pampilhosa, adquirido pelo município por 349 mil e quinhentos euros, complementa esta intervenção na referida vila. O emblemático edifício, onde pernoitaram reis e rainhas, foi mandado construir, em 1886, pelo industrial hoteleiro Paul Bergamin e será recuperado e colocado ao serviço da cultura.

Na Mealhada, são diversos os investimentos, uns em fase de acabamento – é o caso do Mercado Municipal, orçado em dois milhões de euros, e da Ligação dos Sistemas em Alta e Baixa da Mealhada, que custou milhão e meio de euros e garante o cabal abastecimento de água no município para as próximas décadas -, outros em fase de lançamento. Deste último grupo faz parte a “Requalificação Urbanística do Centro Histórico de Mealhada – Requalificação das ruas Visconde Valdoeiro, Cerveira Lebre, Capitão Cabral e Dr. Luís Navega”, cuja adjudicação foi aprovada na última reunião de Executivo Municipal e que custará 1,6 milhões de euros.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *