Edição digital
Assine já
Empresas

MatosinhosHabit apoia candidaturas ao programa “Edifícios mais Sustentáveis”

Para além de informação mais detalhada sobre o programa, é fornecido auxílio ao preenchimento e entrega de candidaturas, que decorrem até ao final do ano.

CONSTRUIR
Empresas

MatosinhosHabit apoia candidaturas ao programa “Edifícios mais Sustentáveis”

Para além de informação mais detalhada sobre o programa, é fornecido auxílio ao preenchimento e entrega de candidaturas, que decorrem até ao final do ano.

CONSTRUIR
Sobre o autor
CONSTRUIR
Artigos relacionados
Grupo Legendre obtém um financiamento de 150M€
Construção
Zome lança app para consultores imobiliários
Imobiliário
Verdelago Resort antecipa segunda fase [c/galeria de imagens]
Empresas
eXp realiza Global Open House para fazer crescer rede nacional
Imobiliário
PORTICO é o novo projecto da Vanguard
Empresas
Technal lança o seu configurador de caixilharia de alumínio
Empresas
Belas Clube de Campo lança solução para captar investimento estrangeiro
Imobiliário
Prata Riverside Village recebe exposição “Brilha Rio” [c/galeria de imagens]
Imobiliário
Grupo Ramada cresce impulsionado pelo aço
Empresas
Do sucesso comercial ao lançamento de novos projectos Kronos Homes reforça em Portugal
Imobiliário

A MatosinhosHabit, através da parceria com a Associação Ipsum Home, está a apoiar as candidaturas dos habitantes de município ao programa “Edifícios mais sustentáveis”, lançado pelo governo no início de Setembro. Para além de informação mais detalhada sobre o programa, é fornecido auxílio ao preenchimento e entrega de candidaturas, que decorrem até ao final do ano.

“O nosso principal objectivo é apoiar a população e facilitar o acesso dos munícipes aos diversos programas e serviços que promovem uma maior qualidade de vida e contribuem para melhorar as condições de habitabilidade.”, justifica Tiago Maia, administrador da MatosinhosHabit.

O programa “Edifícios mais sustentáveis”, que promove a sustentabilidade dos edifícios através do financiamento de 70% do investimento feito pelos proprietários para melhorar a eficiência energética e hídrica das casas, foi lançado no início de Setembro pelo Governo

O objectivo do programa é melhorar o edificado residencial e o seu desempenho energético, tornando os edifícios mais sustentáveis, e gerar benefícios sociais e económicos para o agregado familiar.
Um investimento de 4,5 milhões de euros que vai permitir que cidadãos particulares proprietários de fracções ou edifícios de habitação, construídos até ao final de 2006, possam receber um apoio até 15 mil euros, com um limite de 7.500 euros por habitação.

As candidaturas ao programa “Edifícios mais sustentáveis” podem ser submetidas até ao dia 31 de dezembro de 2020 e estão disponíveis online em Fundo Ambiental.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Artigos relacionados
Grupo Legendre obtém um financiamento de 150M€
Construção
Zome lança app para consultores imobiliários
Imobiliário
Verdelago Resort antecipa segunda fase [c/galeria de imagens]
Empresas
eXp realiza Global Open House para fazer crescer rede nacional
Imobiliário
PORTICO é o novo projecto da Vanguard
Empresas
Technal lança o seu configurador de caixilharia de alumínio
Empresas
Belas Clube de Campo lança solução para captar investimento estrangeiro
Imobiliário
Prata Riverside Village recebe exposição “Brilha Rio” [c/galeria de imagens]
Imobiliário
Grupo Ramada cresce impulsionado pelo aço
Empresas
Do sucesso comercial ao lançamento de novos projectos Kronos Homes reforça em Portugal
Imobiliário
Construção

Grupo Legendre obtém um financiamento de 150M€

O refinanciamento irá permitir ao Grupo prosseguir com a sua estratégia de desenvolvimento e de estruturação das actividades em França e nos mercados onde está presente e onde se inclui Portugal

CONSTRUIR

O grupo francês Legendre concluiu, com sucesso, a criação de um novo empréstimo sindicado de 115 milhões de euros, bem como um empréstimo participativo de recuperação de 35 milhões de euros, destinados a refinanciar uma parte da sua dívida e a financiar os seus projectos de desenvolvimento em França e no estrangeiro. O grupo foi acompanhado e aconselhado nesta operação pela Hottinguer Corporate Finance.

“Estes diferentes financiamentos, que totalizam 150 milhões de euros, permitem aumentar significativamente os recursos do grupo para apoiar o seu desenvolvimento futuro, nomeadamente no sector imobiliário. Também oferecem mais flexibilidade para o seu funcionamento no dia a dia, tendo em consideração as especificidades associadas à diversidade das suas actividades, designadamente na construção (construção nova, reabilitação, construção civil, etc.), no sector Imobiliário (promoção imobiliária, exploração, hotelaria e gestão de activos) e energia (produção de energias renováveis e manutenção)”, refere comunicado do grupo.

“O resultado deste refinanciamento irá permitir-nos prosseguir a nossa estratégia de desenvolvimento e de estruturação das nossas actividades. O grupo regista um crescimento contínuo e esta operação irá permitir-nos acelerar a concretização das nossas novas ambições, reforçando, em simultâneo, a nossa liquidez”, comenta Grégoire Charmetant, director Administrativo e Financeiro do Grupo.

Publicidade


O empréstimo sindicado de 115 milhões de euros, 50 % maior do que o implementado em 2019, traduz-se numa expansão do consórcio bancário. Uma prestação específica de 8 anos foi subscrita na íntegra por um investidor privado: La Banque Postale Asset Management. Quanto ao empréstimo participativo de recuperação (35 milhões de euros), este foi criado pelos três coordenadores do empréstimo sindicado: Arkéa, Crédit Agricole Mutuel de Ille-et-Vilaine e LCL, com o apoio do BNPP AM e do Eiffel Investment Group.

A empresa familiar de Rennes, conta com mais de 2200 colaboradores e 770 milhões de euros de volume de negócios em 2021. Actualmente, o grupo centra a sua actividade em França e noutros países europeus, entre eles Portugal. O primeiro projecto no território nacional está localizado a norte: o Antas Build, simultaneamente em regime de co-promoção e co-construção. O edifício de sete andares de uso misto, localizado nas Antas, no Porto, compreende 93 unidades habitacionais, t1 e t3, espaços comerciais no rés-do-chão bem como 2 níveis de cave. Já este ano o grupo anunciou o lançamento do projecto residencial Parque Atlântico, em co-desenvolvimento com o atelier de arquitectura Arqsize e localizado no concelho de Cascais.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Imobiliário

Zome lança app para consultores imobiliários

a ZAP – Zome Actions Platform, é uma aplicação disponível para smartphones e tablets, através da qual os consultores vão poder consultar e registar informação em tempo real, a partir de qualquer lugar

CONSTRUIR

A Zome, mediadora imobiliária 100% nacional, lançou a versão mobile da sua plataforma tecnológica ZAP – Zome Actions Platform, uma aplicação disponível para smartphones e tablets, através da qual os consultores vão poder consultar e registar informação em tempo real, a partir de qualquer lugar. O objectivo é tornar os processos mais ágeis, poupando tempo nas tarefas diárias do consultor, melhorando a sua performance e a sua motivação.

Na ZAP, os consultores podem agendar visitas em tempo real; inserir uma proposta e submeter documentos ainda na casa do cliente; tirar fotografias e guardá-las directamente na sua base de dados; inserir informações utilizando apenas comandos de voz, ditando o que pretendem registar e consultar todas as informações sobre a sua base de dados e os seus imóveis. A possibilidade de registo de informação na aplicação permitirá, por exemplo, reduzir o tempo da proposta de compra e o seu registo oficial, aumentando assim a probabilidade de se concretizar uma compra ou venda de um imóvel.

“O ponto de partida foi ouvir a nossa equipa de consultores e perceber as suas maiores necessidades quando trabalham fora do escritório. No departamento tecnológico, em particular, apercebemo-nos que seria fundamental disponibilizar um conjunto de meios que os consultores pudessem utilizar quando estão no terreno, fora do escritório, e que tornasse as suas tarefas mais ágeis, com a mesma segurança e eficiência. Assim nasceu a versão mobile da ZAP”, detalha Carlos Santos, Chief Technology Officer da Zome.

Antes de ser lançada, a ZAP foi testada durante várias semanas por consultores, que comprovaram as mais-valias da app, nomeadamente a comodidade e rentabilidade que a mesma poderá proporcionar.

“Comodidade e rentabilidade são as palavras-chave. Toda a utilização da ZAP é muito intuitiva, e permite que um consultor, no seu dia-a-dia, poupe tempo para se dedicar aos detalhes que considera serem mais importantes numa angariação de um imóvel, ou numa visita. Por vezes, perdem-se potenciais negócios no tempo entre a saída do imóvel e a chegada ao escritório. Com esta aplicação, o processo torna-se mais rápido e mais ágil, e os consultores podem aceder aos meios necessários para as suas tarefas do dia-a-dia, a partir de qualquer lugar. Acima de tudo, terão mais ferramentas e a sua motivação será maior, e estarão mais felizes. Isso para nós é fundamental”, acrescenta Patrícia Santos, CEO da Zome.

Em 2020, a Zome mediou um volume de negócios de 594 milhões de euros em cerca de 4.500 transacções, que originaram uma facturação de 18,3 milhões de euros. Colaboram com a Zome cerca de 1.200 pessoas, repartidas actualmente por 21 Hubs Imobiliários, localizados em Portugal e Espanha.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Verdelago Resort antecipa segunda fase [c/galeria de imagens]

Apenas quatro meses depois do lançamento comercial do empreendimento, 80% das primeiras 102 unidades residenciais turísticas estão vendidas ou reservadas, obrigando a acelerar o projecto localizado no sotavente algarvio

CONSTRUIR

Localizado entre Altura e a Praia Verde, no Concelho de Castro Marim, o Verde Lago Resort assume-se como um resort de natureza e de luxo, inserido numa área de 85 hectares, onde o índice de construção é de apenas 8.7%. “A sua localização extraordinária, a forte aposta na sustentabilidade, o facto de privilegiarmos a natureza ao estarmos inseridos numa propriedade com mais de 85 hectares de enorme biodiversidade e com um índice de construção de apenas 8,7% e as características únicas de arquitectura sustentável fazem deste projecto um caso único no mercado”, refere Paulo Monteiro, director-geral do Verdelago Resort.

Acresce o facto de estar a 500 metros da praia e ter uma frente de mar de mais de um quilómetro de extensão. Factores que ajudam a explicar que apenas quatro meses depois do lançamento comercial do empreendimento, 80% das primeiras 102 unidades residenciais turísticas estão vendidas ou reservadas (1ª e 2ª fases). “A primeira fase de construção foi iniciada no final de 2020 e é constituída por um conjunto de unidades de alojamento exclusivo, onde se incluem 57 unidades residenciais turísticas que estarão concluídas para entrega já em 2022, dividindo-se em 24 apartamentos (T1, T2 e T3), 26 townhouses (V2 e V3) e 7 villas (V4 +1). 45 novas unidades, que estarão prontas antes do Verão de 2023, viram o seu início de comercialização antecipado face à enorme procura registada na 1ª fase do resort. Este novo lançamento procurou dar resposta à lista de espera de dezenas de interessados para a realização de visitas e novas reservas que tiveram acesso privilegiado aos 29 apartamentos (T1, T2 e T3) e 16 Townhouses(V3), que compõem a 2ª fase de comercialização”, refere o empreendimento em comunicado. Os preços situam-se, neste momento, a partir dos 500 mil euros para os apartamentos, 820 mil euros para as townhouses e 1,750 milhões de euros para as villas, que voltarão a estar disponíveis numa fase posterior do projecto.
O investimento, estimado na ordem dos 270 milhões de euros, é o maior alguma vez realizado nesta zona do Algarve. No total, o Verdelago Resort terá 340 unidades residenciais turísticas e um hotel de cinco estrelas com 197 quartos.

As tipologias mais exclusivas, com maiores áreas interiores e exteriores e também mais caras são aquelas que registam maior procura nesta fase, como é o caso dos apartamentos T3 (esgotados) com preços a partir de 920 mil de euros e das townhouses V3, (mais de metade vendidas ou reservadas) com preços a partir de 820 mil euros. E os portugueses são os principais compradores. “Os portugueses rapidamente se deram conta deste produto e rapidamente perceberam que era uma oportunidade também rara, não só para investimento, como solução para uma segunda casa junto ao mar”, refere o responsável. Para além dos portugueses outras nacionalidades, como holandeses, franceses e ingleses se têm interessado e adquiriram as suas fracções na 2ª fase de vendas do Verdelago. “Notamos que os clientes, nacionais ou estrangeiros, procuram a envolvência da natureza, áreas generosas, espaços facilmente adaptáveis a uma eventual necessidade de teletrabalho e à possibilidade de passarem longas temporadas afastados das grandes cidades, num novo paradigma de turismo residencial acentuado pelo contexto pandémico”, sublinha Paulo Monteiro. “As pessoas que nos procuram valorizam também a rentabilidade que este projecto oferece, uma vez que asseguramos taxas garantidas de até 5% ao ano, permitindo que os clientes usufruam do activo durante algumas semanas ou meses, arredando-o o resto do ano.”

O Verdelago é o primeiro Resort Turístico no país a aderir à Certificação Green Globe desde a fase da construção, uma das mais exigentes certificações internacionais de turismo sustentável e membro afiliado da Organização das Nações Unidas para o Turismo (OMT).

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Imobiliário

eXp realiza Global Open House para fazer crescer rede nacional

O evento 100% online e gratuito tem por objectivo apresentar o modelo de negócio e trabalho da imobiliária, ouvir a opiniões e responder a dúvidas de potenciais agentes

CONSTRUIR

Está a decorrer até dia 3 de Dezembro o evento “Global Open House” promovido pela eXp Realty, The Real Estate Cloud Brokerage. O evento mundial, 100% online e gratuito tem por objectivo apresentar o modelo de negócio e trabalho da imobiliária, ouvir a opinião dos agentes e responder a dúvidas de potenciais agentes.

A apresentação de Portugal está a cargo de Guilherme Grossman, managing broker da eXp Por-tugal, e irá centrar-se na proposta de valor da eXp assente nos valores da Compensação, Comu-nidade e Cloud-based.

A eXp é uma empresa global com uma rede com mais de 60.000 agentes que trabalham entre si e com possibilidade de realização de negócios internacionais, com base no seu sistema cloud-based, que permite trabalhar em qualquer sítio, a qualquer hora, com elevados índices de produti-vidade e acesso a um vasto CRM.

“O Global Open House é uma excelente oportunidade para se conhecer melhor a eXp dentro do seu próprio mundo e perceber que o futuro do imobiliário passa pelo digital. Este evento é sobretu-do para agentes que já estejam no mercado de trabalho e que tenham vontade de evoluir na carrei-ra, mas também para aqueles que têm vontade de ingressar no mercado de trabalho, numa área que está em crescimento, e que queiram criar uma carreira de sucesso”, explica Guilherme Gros-sman.

Apesar de ser um evento global, cada país tem a sua própria agenda. As inscrições são gratuitas e estão disponíveis em: https://expglobal.partners/pt/open-house-pt/

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

PORTICO é o novo projecto da Vanguard

A Vanguard Propertie lançou a revista PORTICO, um projecto editorial, que irá tratar de temas ligados à arte, à sustentabilidade, design e arquitectura

CONSTRUIR

A Vanguard Propertie lançou a revista PORTICO, um projecto editorial, que irá tratar de temas ligados à arte, à sustentabilidade, design e arquitectura. Com uma imagem contemporânea, a publicação terá uma periodicidade bianual e será bilingue, em português e inglês.

A PORTICO tem a direcção editorial de Fernando Caetano e contará com a contribuição de um painel de colaboradores convidados, entre jornalistas, artistas ou fotógrafos e assenta em três grandes pilares: cultura, arte e sustentabilidade.

“A ideia desta revista surgiu através do nosso intrínseco desejo de continuar a surpreender subtilmente através de uma peça de comunicação que vá simultaneamente ao encontro da nossa estratégia e que que reflicta a nossa visão e posicionamento, tendo por base os três pilares que perpetuam desde a nossa génese – cultura, arte e sustentabilidade. Queremos surpreender mais uma vez ao fazer aquilo que aparenta ser o óbvio, mas de uma forma diferente e que reúna as áreas menos tangíveis do universo da Vanguard Properties”, refere José Cardoso Botelho, CEO da Vanguard Properties.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Technal lança o seu configurador de caixilharia de alumínio

A ferramenta de personalização permite que qualquer pessoa dê vida ao seu próprio projecto de renovação ou de construção. A solução está acessível gratuitamente no site da marca

CONSTRUIR

A Technal lançou o seu configurador de caixilharia de alumínio, uma ferramenta de personalização que permite a qualquer pessoa dar vida ao seu próprio projecto de renovação ou de construção e está acessível gratuitamente no site da marca.

Particularmente intuitivo, o configurador foi concebido para uma simulação simples e rápida a partir de uma fotografia de sua casa. A solução permite visualizar a escolha do design, cores, muletas e acessórios através de uma experiência de navegação imersiva. A gama de possibilidades é infinita e permite que qualquer pessoa crie o projecto em apenas alguns cliques.

Para tirar o máximo partido das muitas características do configurador, os utilizadores só precisam de seguir estes três simples passos: “Configurador”, “Resumo do meu projecto′′ e finalmente ′′Documentação e Orçamento′′ para conseguir personalizar detalhadamente qualquer projecto, obter as informações técnicas necessárias e solicitar orçamento a um membro da rede de fabricantes e instaladores homologados Aluminier TECHNAL.

A Technal é uma marca da empresa norueguesa Hydro, uma empresa global de alumínio integrada com actividades de produção, venda e comercialização em toda a cadeia de valor, desde bauxite, alumina, criação de energia até à produção de alumínio, produtos laminados, extrudidos e reciclagem.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Imobiliário

Belas Clube de Campo lança solução para captar investimento estrangeiro

Fim dos vistos gold faz disparar a compra de imóveis em Lisboa até ao final do ano. Acompanhando a tendência, o Belas Clube de Campo lançou a solução “Golden Visa Ready”

CONSTRUIR

As alterações à atribuição dos Vistos Gold em Portugal, e que irão entrar em vigor no início de 2022, têm originado uma elevada procura para compra de imóveis, por parte de investidores internacionais. Acompanhando esta tendência, o Belas Clube de Campo lançou um conjunto de soluções Golden Visa Ready – apartamentos e lotes para construção de moradias, com possibilidade de escritura imediata. Com valores a partir dos 325.000€, esta iniciativa destaca algumas soluções adaptadas a este perfil destes compradores como apartamentos T1 com jardim e piscina privativa, com valores a partir dos 500.000€, apartamentos T2 com varandas e vistas a partir dos 570.000€ e, os lotes de terreno para construção de moradia, a partir dos 520.000€.

Dos cerca de seis mil milhões de euros investidos para obter uma autorização de residência, 90,4% foram para a compra de imóveis. No Belas Clube de Campo, 60% das vendas no Lisbon Green Valley são feitas junto do mercado estrangeiro, dos quais 30% com recurso ao Golden Visa. As nacionalidades que mais têm procurado esta modalidade são o Brasil e o Reino Unido, contando já com mais de 30 nacionalidades residentes.

“Após o anúncio do fim dos Vistos Gold nas grandes cidades, a partir de 2022, sentimos uma aceleração no processo de compra por parte de algumas nacionalidades, em especial brasileiros, que procuram investir através dos Vistos Gold. Queremos continuar a contribuir para a captação de investimento internacional em Portugal e, para isso, desenvolvemos esta estratégia, que visa assegurar as melhores condições aos compradores que queiram investir em imobiliário até ao final deste ano”, justificou Gilberto Jordan, Presidente Conselho de Administração da Planbelas.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Imobiliário

Prata Riverside Village recebe exposição “Brilha Rio” [c/galeria de imagens]

A partir de 4 de Dezembro o Prata Riverside Village, em Marvila, vai estar iluminado por letreiros comerciais do século XX, com a exposição Brilha Rio, composta por cerca de 70 peças da colecção do Projecto Letreiro Galeria

CONSTRUIR

A partir de 4 de Dezembro, o parque de estacionamento do Prata Riverside Village, em Marvila, espaço adjacente ao Mercado P’LA ARTE, vai estar iluminado por letreiros comerciais do século XX, com a exposição Brilha Rio, composta por cerca de 70 peças da colecção do Projecto Letreiro Galeria.

Inspirado no nome de um dos letreiros deste projecto, a exposição Brilha Rio é uma parte da história da cidade, contada através de nomes comerciais que, durante décadas, decoraram as fachadas urbanas e acompanharam a vida de muitos transeuntes. São tabuletas de vidro ou de plástico, néons, portas corta-vento, caixas de luz e letras em metal, que foram retirados das fachadas após o encerramento do estabelecimento ou quando tomam a decisão de substituir o letreiro antigo por impressões digitais, ou letras com sistema de LED. A grande maioria destes objectos teriam sido destruídos, se não tivessem sido resgatados por este projecto.

O percurso da exposição Brilha Rio foi organizado por áreas comerciais: cabeleireiros, sapatarias, vestuário, restauração, automóveis, oculistas e hotelaria, das zonas de Lisboa, Porto, Almada, Carcavelos, Moscavide, Silves e Vila Franca de Xira.

Juntos no mesmo espaço, estão letreiros icónicos como o da “Casa Frazão”, na Rua Augusta, Sapataria “Cerimónia”, na Rua Alexandre Herculano, a “Pastelaria Suíça”, na Praça do Rossio, vestígios da casa Pereira, na Rua Garrett, o Hotel “Ritz” na Rua Rodrigo da Fonseca, o “Alfaiate Joaquim Barbosa” na Av. Infante Santo, entre muitos outros letreiros, que fazem parte de uma memória colectiva, visual e emocional.

Recentemente, salvaguardado e preservado na colecção, o Letreiro Galeria encontrou uma das “pérolas de Lisboa”, da autoria de Fernando Bento, ilustrador e autor de banda desenhada, o painel de desenhos publicitários dos combustíveis BP que, durante 60 anos, esteve numa garagem da Rodrigues Sampaio.

Segundo Rita Múrias e Paulo Barata, fundadores do Projecto Letreiro Galeria, “Brilha Rio é o resultado de uma proposta feita pela parceria entre a Plataforma P’la Arte e o Prata Riverside Village, que nos vai proporcionar mais uma oportunidade em partilharmos a colecção de letreiros, que temos vindo a salvaguardar desde 2014. Desde o início do projecto, temos vindo a lutar pela preservação deste património e para arranjar um espaço permanente para fazer um museu ou armazém expositivo. Esperamos que esta exposição consiga transmitir, mais uma vez, a importância que este projecto tem para a cidade de Lisboa”.

Até dia 5 de Março de 2022 e de entrada livre, a exposição Brilha Rio poderá ser visita de 6ª feira a domingo, entre as 15h00 e as 20h00.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Grupo Ramada cresce impulsionado pelo aço

Nos primeiros nove meses de 2021 o Grupo Ramada viu as suas receitas ascenderem a 102,6 milhões de euros, o que representa um crescimento de 37,1% face às receitas geradas em igual período do ano passado

CONSTRUIR

Nos primeiros nove meses de 2021 o Grupo Ramada viu as suas receitas ascenderem a 102,6 milhões de euros, o que representa um crescimento de 37,1% face às receitas geradas em igual período do ano passado.

De acordo com as informações apresentadas à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, no mesmo período os custos totais ascenderam a 86 milhões de euros, mais 30,6% que em 2020, e o EBITDA atingiu o montante de 15,7 milhões de euros, superior em 89,1% face ao registado no período homólogo de 2020. O resultado líquido consolidado do grupo no período foi superior a 10 milhões de euros.

A Ramada Investimentos é a sociedade-mãe de um conjunto de empresas que, no seu conjunto, exploram dois segmentos de negócio distintos: Indústria, que inclui a actividade dos aços especiais e trefilaria, e o imobiliário, vocacionado para a gestão de activos imobiliários. Grande parte do crescimento registado nos primeiros nove meses do ano está centrado no primeiro, período no qual “a actividade de aços registou um crescimento significativo comparativamente ao igual período de 2020, sendo relevante o contributo do sector da metalomecânica, que continua a destacar-se com índices de crescimento acentuados desde o início do ano”, reporta o grupo.

“A procura de aço mantém-se em alta, assim como se continuam a verificar constantes subidas de preços e escassez de materiais por parte de alguns fornecedores. A subida significativa da sucata e do minério de ferro que ocorreram a meio do primeiro semestre, o fecho das quotas de importação de países terceiros da União Europeia e as dificuldades, provocaram uma acentuada subida de preços de aço”, analisa a Ramada. A manterem-se estes factores “prevê-se que os preços de mantenham elevados e que persista a escassez de material nos próximos meses do ano”, vaticina o grupo.

Nos primeiros nove meses de 2021 as vendas de aço para o mercado externo representaram 9,2% do volume de negócios, registando um crescimento de 42% face a 2020. O crescimento das exportações tem sido gradual, sendo de salientar neste período a consolidação da presença do grupo no mercado espanhol.

O crescimento estendeu-se ainda à actividade de Trefilaria, em resultado de aumentos significativos de preços e do volume de produção. Maioritariamente vocacionada para o mercado externo, a operação de trefilaria representou 65,85 do volume de negócios, com as exportações deste sector a registarem um crescimento de 82%, face ao período homólogo. Espanha, Estados Unidos e França são os principais destinos.

Para o início de 2022 o grupo anuncia o arranque da produção do projecto Ramada Solar, justificado pelo impacto “significativo” que o aumento do preço da energia eléctrica e do gás natural terá na actividade do grupo. Mas já este ano, o grupo avançou com a instalação de uma central fotovoltaica de autoconsumo na Socitrel. A central iniciou a exploração no final do primeiro semestre. Contando com uma produção anual prevista de cerca de 1,2 GWh irá reduzir a factura energética da Socitrel em cerca de 7,2%.

Já no segmento imobiliário, o grupo registou um resultado líquido nos primeiros nove meses de 3,06 milhões de euros, registando um crescimento de 2%, relativamente ao período homólogo de 2020.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Imobiliário

Do sucesso comercial ao lançamento de novos projectos Kronos Homes reforça em Portugal

Os projectos imobiliários da Kronos Homes Portugal avançam a bom ritmo. A promotora anuncia um novo projecto residencial, no Paço do Lumiar, em Lisboa, e a aposta no built to rent, com a entrada no país da marca Stay by Kronos

CONSTRUIR

A primeira fase de vendas dos Signature Apartments do resort Palmares Ocean Living & Golf, em Lagos, um dos projectos da Kronos Homes em Portugal, vai terminar o ano 2021 com 100% das unidades, num total de 37, vendidas. Os apartamentos, desenhados pelos arquitectos catalães RCR Arquitectes e actualmente em construção, estarão finalizados na Primavera de 2022. De acordo com a informação disponibilizada pela promotora, entre os principais compradores estão as nacionalidades portuguesa (22%) e norte-americana (25%).

A segunda fase de vendas, que prevê a comercialização de 44 apartamentos, já arrancou com a venda das primeiras unidades. A etapa inicial do masterplan do resort, que visa um investimento global de 200 milhões de euros, continua a decorrer conforme previsto, com a inauguração do recém-premiado Clubhouse, em 2020, e o restaurante de fine dining AL SUD em Junho de 2021, com cozinha assinada pelo galardoado Chef com estrela Michelin Louis Anjos.

“É com uma enorme satisfação que vemos que muitos dos nossos clientes são portugueses, um dos objectivos assumidos no momento em que a Kronos Homes entrou no país. Cumprir este desejo não só é uma referência da máxima importância para o nosso negócio, como é sinal de que os portugueses confiam nos nossos projectos, reconhecendo a sua qualidade”, explica Rui Meneses Ferreira, sócio da Kronos Homes em Portugal. “A localização excepcional, com uma beleza natural ímpar junto ao mar, onde a baixa densidade de construção impera, e os apartamentos e outras infraestruturas do resort assinados pelos premiados RCR Arquitectes, fazem deste resort um lugar único e muito apetecível para os compradores”, justifica.

Em Palmares Ocean Living & Golf também estão em venda as Signature Villas, os projectos chave-na-mão da RCR Arquitectes, sendo que a primeira de oito foi concluída recentemente. Registou-se ainda um aumento da procura por lotes para construção de moradias à medida, estando estes mais de 50% vendidos – de um total de 103 – e denotando uma busca por um novo tipo de luxo, mais associado à natureza e à baixa densidade de construção. Para além da vista mar, os lotes têm áreas bastante generosas, o que se torna cada vez mais escasso em zonas premium.
O masterplan do resort prevê o desenvolvimento de 460 unidades, das quais 103 lotes para moradias exclusivas e 357 apartamentos. O resort inclui ainda um Boutique Hotel, o BEACH HOUSE HOTEL, com 20 quartos, e terá em breve um novo hotel de cinco estrelas, de uma marca internacional, que se encontra em fase de desenvolvimento, com um total de 172 quartos.

Quatro projectos em Portugal e de olhos no futuro

A operar em Portugal desde 2017, a Kronos Homes conta com mais três projectos em Portugal – o Amendoeira Golf Resort, no Algarve, e o DISTRIKT e o The One, os projectos residenciais em Lisboa.

No Amendoeira Golf Resort, onde a proximidade de escolas internacionais, a qualidade de vida e serviços do resort e a baixa densidade são factores muito valorizados, as famílias são os principais compradores. As vendas têm sido um sucesso, registando-se um aumento da procura por parte de famílias e clientes que procuram residir em Portugal ou ter uma segunda primeira casa no país.

Já no empreendimento residencial DISTRIKT, no Parque das Nações, já foram assinados contratos para a venda de 50 dos primeiros 81 apartamentos disponíveis. No que diz respeito às áreas comerciais, 80% já estão reservadas. Recentemente, foi também lançada uma nova fase de vendas com mais 41 apartamentos e 25% já se encontram vendidos.
Já em Lisboa, no The One, um projecto com assinatura do arquitecto Souto de Moura, anunciado em Maio deste ano e que irá localizar-se na Avenida João XXI, assegurou já 30% das vendas destes 65 apartamentos muito exclusivos.
No início do próximo ano, a Kronos Homes irá lançar um novo projecto residencial, no Paço do Lumiar, em Lisboa. No curto prazo, a promotora pretende ainda apostar no built to rent em Portugal, trazendo para o país a marca Stay by Kronos, que já opera em Espanha.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos

Toda a informação sobre o sector da construção, à distância de um clique.

Assine agora a newsletter e receba diariamente as principais notícias da Construção em Portugal. É gratuito e não demora mais do que 15 segundos.

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 CONSTRUIR. Todos os direitos reservados.