Edição digital
Assine já
Imobiliário

Hipoges adquire Domus RS e reforça presença em Real Estate

Uma união que permitirá à Hipoges e à Domus RS “consolidar a sua posição de referência no mercado e, em conjunto, alargar o vasto leque de serviços prestados até à data (…)”

CONSTRUIR
Imobiliário

Hipoges adquire Domus RS e reforça presença em Real Estate

Uma união que permitirá à Hipoges e à Domus RS “consolidar a sua posição de referência no mercado e, em conjunto, alargar o vasto leque de serviços prestados até à data (…)”

CONSTRUIR
Sobre o autor
CONSTRUIR
Artigos relacionados
A ‘viagem’ de Souto de Moura em exposição em Seul
Arquitectura
StartUp Barreiro e Atlantic Hub debatem sobre futuro das empresas e poder das marcas na sustentabilidade
Empresas
Imobiliário: Norte-americanos vão continuar a apostar em Portugal em 2023
Imobiliário
Arquitecto catalão aborda temática das cidades relacionais na Casa da Arquitectura
Arquitectura
Soluções da Saint-Gobain Portugal voltam a ser reconhecidas pelos portugueses
Empresas
Candidaturas a programas de habitação nos municípios da AML chegam aos 300 M€
Imobiliário
Savills apoia AUTODOC na abertura do seu novo centro tecnológico em Portugal
Imobiliário
O novo hotel na encosta do Douro que nascerá até 2026, a nova orgânica do Governo e as apostas da Promiris na edição 474 do CONSTRUIR
Edição Digital
Vila Galé abre quatro novas unidades em Portugal num investimento superior a 35 M€
Construção
JLL comercializa Panorama Setúbal Apartments
Imobiliário

O crescimento que a Domus RS tem vivido nos últimos anos, o elevado nível de qualidade no desenvolvimento da sua actividade e a sua vasta carteira de clientes, aliados a uma equipa multidisciplinar com larga experiência no negócio residencial, justificam esta decisão da Hipoges, que reforça assim o seu compromisso com a expansão, diversificação e desenvolvimento com foco no mundo imobiliário. Desta forma, a Hipoges, irá oferecer aos seus clientes “um serviço mais personalizado e propor novas oportunidades de investimento ao longo do ciclo do produto”, além da capacidade de “potenciar serviços de promoção residencial”.

“Assim se inicia uma nova etapa de crescimento e consolidação como um dos principais players no mercado residencial com a ajuda da Hipoges”, segundo Jorge Pérez-Curto, CEO da Domus RS.  Uma união que permitirá à Hipoges e à Domus RS “consolidar a sua posição de referência no mercado e, em conjunto, alargar o vasto leque de serviços prestados até à data, sempre visando a satisfação das necessidades dos nossos clientes e a maximização dos seus investimentos e posições”, acrescentou.

Fundada em 2008, a Hipoges é actualmente uma plataforma de referência no sector de Asset Management com mais de 24 mil milhões de euros em activos sob gestão, entre os quais estão  incluídas, por exemplo, hipotecas residenciais e adjudicadas, créditos de fomento à construção, créditos ao consumo sem garantia e créditos a PMEs. A Hipoges oferece também consultoria no processo de avaliação e compra e na elaboração de processos e implementação de ferramentas de gestão, bem como soluções de gestão para diferentes tipos de activos e investimentos. A Hipoges assegura a gestão de todas estas actividades graças a uma equipa de mais de 750 pessoas sediadas em três países (Portugal, Espanha e Grécia) e uma avançada plataforma tecnológica da sua autoria que permite estabelecer a estratégia de trabalho ideal para cada tipo de activo.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Artigos relacionados
A ‘viagem’ de Souto de Moura em exposição em Seul
Arquitectura
StartUp Barreiro e Atlantic Hub debatem sobre futuro das empresas e poder das marcas na sustentabilidade
Empresas
Imobiliário: Norte-americanos vão continuar a apostar em Portugal em 2023
Imobiliário
Arquitecto catalão aborda temática das cidades relacionais na Casa da Arquitectura
Arquitectura
Soluções da Saint-Gobain Portugal voltam a ser reconhecidas pelos portugueses
Empresas
Candidaturas a programas de habitação nos municípios da AML chegam aos 300 M€
Imobiliário
Savills apoia AUTODOC na abertura do seu novo centro tecnológico em Portugal
Imobiliário
O novo hotel na encosta do Douro que nascerá até 2026, a nova orgânica do Governo e as apostas da Promiris na edição 474 do CONSTRUIR
Edição Digital
Vila Galé abre quatro novas unidades em Portugal num investimento superior a 35 M€
Construção
JLL comercializa Panorama Setúbal Apartments
Imobiliário
Arquitectura

A ‘viagem’ de Souto de Moura em exposição em Seul

A partir de 17 de Janeiro, a Seoul Hall of Urbanism & Architecture, na Coreia do Sul, recebe a exposição “Journey of an Architect” sobre os 12 projectos mais representativos do arquitecto português

CONSTRUIR

“Journey of an Architect” é o título da exposição dedicada à obra de Eduardo Souto de Moura que abre portas no dia 17 de Janeiro em Seul, na Coreia do Sul, no âmbito de um protocolo de colaboração entre a Casa da Arquitectura – Centro Português de Arquitectura e o Seoul Hall of Urbanism & Architecture, com o apoio da embaixada de Portugal em Seul.

A exposição sobre a obra de Souto de Moura, Prémio Pritzker 2011, irá incidir sobre uma selecção de doze projectos representados através de maquetes originais, reproduções autenticadas de desenhos, esquissos, estudos de concepção e desenhos técnicos e também fotografias das obras da autoria do fotógrafo Luis Ferreira Alves, cujo acervo de fotografia de arquitetura se encontra na Casa da Arquitectura.

O Seoul Hall of Urbanism & Architecture é uma instituição cultural, focada na divulgação e promoção de Urbanismo e Arquitectura que vai acolher, de 1 de Setembro a 29 de Outubro, a 4ª Bienal de Arquitetura e Urbanismo de Seul 2023, dedicada ao tema “City of Mountain Ranges, Waterways, and Wind Breezes – Drawing of the Seoul’s next 100 years”.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

StartUp Barreiro e Atlantic Hub debatem sobre futuro das empresas e poder das marcas na sustentabilidade

A Conferência organizada pela Atlantic Hub, “Atlantic Talks Barreiro: O futuro das empresas e o poder das marcas na defesa da sustentabilidade”, em parceria com a Câmara Municipal do Barreiro e StartUp Barreiro discutirá os novos cenários para a procura de novos talentos e como as empresas podem contribuir para um mundo mais sustentável

CONSTRUIR

O evento vai decorrer no dia 24 de Janeiro nas instalações da Startup Barreiro, no Parque Empresarial da Baía do Tejo, Rua 2, Edifício n.º 23 do Barreiro. A abertura estará a cargo de, Eduardo Migliorelli, o CEO da Atlantic Hub, explicará a importância das missões empresariais antes de iniciar o seu negócio em Portugal como vantagem competitiva.

“O emprego mudou: quais os cenários para a procura de novos talentos?” é o segundo painel, às 16h50, que contará com as presenças da Coordinator da StartUp Barreiro, Nádia Leitão, como moderadora e Ariane Gomes (Business Developer da Growyx), Hugo Nunes (Founder e CEO da Cosmic Futures), Rodrigo Varela (Country Manager da Blend It) e André Pereira e Yola Goulart (CEO’s e Founders da The Pear Mkt) como oradores.

A última sessão, às 17h30, “Sustentabilidade – Como podem as empresas contribuir?”, terá Andreia Mourão (Entrepreneur com a empresa Momentum), Miguel Fernandes (Chief Technology Officer da Witseed), Patrícia Saldanha (Sustainability Director da Ecologika), Pedro Coelho (Managing Partner da INODEV) e Verónica Pimenta (Entrepreneur na StartUp Barreiro) como oradores e Nádia Leitão (Coordinator da StartUp Barreiro) como moderadora.

O Atlantic Talks é uma iniciativa organizada pela Atlantic Hub, com o apoio do Atlantic Station, para que todas as empresas instaladas na incubadora do Atlantic Station tenham oportunidade de promover e divulgar os seus negócios. Promover e identificar os pontos fortes de cada região portuguesa para integrar o seu negócio é outro elemento desta actividade.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Imobiliário

Imobiliário: Norte-americanos vão continuar a apostar em Portugal em 2023

Esta é uma das conclusões do relatório internacional Sotheby’s Luxury Outlook 2023, que apresenta as grandes tendências para o mercado imobiliário de luxo

CONSTRUIR

Com a valorização do dólar, é esperado que o investimento norte-americano continue a fazer uso do seu poder de compra no estrangeiro, em que Portugal surge como um dos grandes destaques. Esta é uma das conclusões do relatório internacional Sotheby’s Luxury Outlook 2023, que apresenta as grandes tendências para o mercado imobiliário de luxo.

“Ao lado de Espanha, Grécia, França e Itália, Portugal (Lisboa, Porto, Algarve e Madeira) já se colocou no top de destinos destes compradores de luxo”, refere o estudo. 

Recorde-se que em 2022, a Sotheby’s verificou que pela primeira vez os norte-americanos subiram ao top de investidores de imobiliário em Portugal, surgindo em primeiro lugar na compra de imóveis de luxo na região de Lisboa. “Um interesse que tem tido um crescimento consistente” e que, explica a Sotheby’s Realty, “registou recentemente um novo aumento da procura quando, em Novembro passado, o Turismo de Portugal fez uma acção de activação em Times Square, Nova Iorque, a propósito do lançamento da figura de Cristiano Ronaldo no Museu Madame Tussauds”.

Aos norte-americanos juntam-se os portugueses, os ingleses e os alemães no top de nacionalidades mais recorrentes entre os compradores em solo português no segmento de luxo. A segurança, qualidade de vida, hospitalidade dos portugueses, infraestruturas, educação e saúde surgem entre as qualidades mais valorizadas no País.

“A pandemia reforçou este interesse no imobiliário português com cada vez mais investidores a focarem-se em Portugal. Acredito que esta tendência de compradores de luxo norte-americanos se vai manter e crescer ainda mais nos próximos anos” explica Miguel Poisson, ceo da Portugal Sotheby’s Realty.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos

Fotografia: Ivo Tavares Studio

Arquitectura

Arquitecto catalão aborda temática das cidades relacionais na Casa da Arquitectura

No âmbito do projecto ‘Laboratório das Cidades Relacionais’, Miquel Lacasta procura “gerar uma reflexão prática para cidades mais humanizadas e analisar dinâmicas do quotidiano”

CONSTRUIR

A 16 de Janeiro, entre as 11 e as 13 horas, o arquitecto Miquel Lacasta é o orador convidado da conferência “A Cidade Relacional”, que decorrerá na Casa da Arquitectura, no âmbito do projecto ‘Laboratório das Cidades Relacionais’ promovido pelo Instituto Padre António Vieira (IPAV) e pela Gaiurb.

Miquel Lacasta é uma referência entre o corpo docente da Escola de Arquitectura da Universidade Internacional da Catalunha, onde se distinguiu na área de Arquitectura Biodigital no âmbito da investigação académica, contando com um vasto percurso de prémios e distinções internacionais, entre os quais se destaca o Prémio de Urbanismo Espanhol 2021, o primeiro lugar no concurso Quartiers Fertiles 2021 para a Agrociudad Gagarine Truillot, assim como foi vencedor da edição 2021 do concurso Réinventer Paris 3 com Scène des Loges e finalista do Troféu EPL 2021, na categoria “Cidade de amanhã – Cidade inteligente”, para a ZAC Rouget -de-Lisle.

Com inscrição gratuita mas obrigatória, a conferência aborda um modelo de urbanismo mais orientado para as pessoas, procurando gerar uma reflexão prática para cidades mais humanizadas e analisar dinâmicas do quotidiano, à semelhança do que é já aplicado noutras geografias como Inglaterra, França ou Estados Unidos.

Recorde-se que o ‘Laboratório das Cidades Relacionais’ foi apresentado publicamente em Novembro e está actualmente sedeado na Casa dos Ferradores, na Rua Cândido dos Reis, em Vila Nova de Gaia, decorrendo de uma articulação entre a Gaiurb e o IPAV

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Soluções da Saint-Gobain Portugal voltam a ser reconhecidas pelos portugueses

Prémio Cinco Estrelas 2023 incide sobre os produtos Glasroc X e o webercol flex lev

CONSTRUIR

Na edição deste ano do Prémio Cinco Estrelas, duas soluções das marcas Placo e Weber da Saint-Gobain Portugal, voltaram a ser reconhecidas “pela sua qualidade e excelência”, nas categorias placas de gesso e cimento-cola. Este prémio de grande importância para a insígnia, avaliado directamente pelos portugueses, incide nos produtos Glasroc X, vencedora pelo segundo ano consecutivo e no webercol flex lev, que arrecada o prémio pelo terceiro ano .

Decorridos vários meses de avaliação, durante os quais 325.400 consumidores testaram 1.081 marcas, produtos e serviços, segundo um processo rigoroso e exigente, a Placo e a Weber são agora reconhecidas, nas duas categorias acima referidas, entre as 147 marcas vencedoras do Prémio Cinco Estrelas 2023.

“Os consumidores estão cada vez mais exigentes nas suas escolhas. Acreditamos que estes prémios trarão uma confiança acrescida na hora de eleger as soluções Saint-Gobain, pela satisfação e benefício que os produtos aportam”, frisa Rita Bastos, directora de Marketing da Saint-Gobain Portugal.

A Glasroc X da Placo, trata-se de uma placa de gesso Laminado, reforçada com fibra de vidro, com excelente comportamento em zonas de elevada humidade e exteriores. Relativamente ao webercol flex lev da Weber é uma argamassa para colagem de cerâmica, pedra natural e mosaico hidráulico, aplicável em interior e exterior.  Trata-se da primeira argamassa com metade do peso para o mesmo rendimento, que facilita o transporte e reduz os seus custos.

Recorde-se que o Prémio Cinco Estrelas é “um sistema de avaliação que anualmente mede o grau de satisfação que os produtos, serviços e as marcas conferem aos seus utilizadores, tendo como critérios de avaliação as cinco principais variáveis que influenciam a decisão de compra dos consumidores: satisfação pela experimentação, relação preço – qualidade, intenção de compra ou recomendação, confiança na marca e Inovação”.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos

Imagem panorâmica de Lisboa

Imobiliário

Candidaturas a programas de habitação nos municípios da AML chegam aos 300 M€

As 85 candidaturas dos municípios da área metropolitana de Lisboa aos programas habitação financiados pelo PRR representam um investimento global de 300 M€. Cerca de 40 foram já aprovadas

CONSTRUIR

“Até ao dia 9 de Janeiro de 2023, os municípios da área metropolitana de Lisboa tinham submetido 85 candidaturas, 62 para habitação, cinco para alojamento urgente e temporário, e oito para alojamento estudantil. Destas, 40 já foram aprovadas, 33 para habitação, quatro para alojamento urgente e temporário, e três para alojamento estudantil. As candidaturas apresentadas representam 3012 fogos para habitação, 182 alojamentos urgentes e temporários e 361 camas para alojamento estudantil, num investimento global de cerca de 300 milhões de euros”. O balanço foi feito pelo Grupo de Trabalho Metropolitano da Habitação.

Relativamente à operacionalização das consultas dos municípios no âmbito dos acordos-quadro, celebrados no dia 20 de Dezembro de 2022, foi divulgado um conjunto de informação que permite aos municípios começar a utilizá-los, desde já, bastando para isso solicitar à AML a indicação do grupo de co-contratantes a convidar. Os acordos-quadro são promovidos no âmbito da prestação de serviços para elaboração e revisão de projectos de arquitectura e/ou especialidades e prospecção geológico-geotécnica para obras de edifícios de habitação, de alojamento urgente e temporário e de alojamento estudantil na área metropolitana de Lisboa.

Em comunicado a AML avançou ainda que está a ser desenvolvida, pela Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa, uma plataforma de informação “metropolitana” sobre habitação “que terá como principais objectivos a obtenção de dados em tempo real da execução física e financeira das candidaturas, a caracterização das soluções, a identificação de tendências, a realização de análises comparativas e a identificação de potenciais obstáculos à celeridade de execução dos projectos”. A expectativa é que a mesma venha a estar activa até ao final de Março de 2023, data a partir da qual estará apta para produzir, periodicamente, sínteses globais de informação e também relatórios com informação mais detalhada, tanto à escala municipal, como à escala metropolitana.

Integram a AML os concelhos de Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Imobiliário

Savills apoia AUTODOC na abertura do seu novo centro tecnológico em Portugal

O novo tech hub do retalhista automóvel europeu irá ocupar perto de 1000 m2 no Lagoas Park, com projecto do departamento de arquitectura da Savills Portugal, consultora responsável pelo colocação

CONSTRUIR

A equipa da Savills Office Agency assistiu a AUTODOC, um dos principais retalhistas on-line de peças e acessórios para veículos na Europa, durante o processo de leasing no Lagoas Park. Depois de apoiarem a sua localização temporária, no edifício The Tower, o departamento de arquitectura de Savills é agora responsável pelo projecto do novo escritório da AUTODOC.

Com sede em Berlim, a AUTODOC, que está presente em 26 países europeus, procurou a Savills para encontrar um espaço flexível para o seu escritório em Portugal.

Inicialmente, a equipa de Escritórios da Savills Portugal ficou responsável pelo arrendamento num espaço temporário localizado no edifício The Tower, tendo ficado a cargo do departamento de arquitectura o projecto de fit out. Após a experiência no espaço flex, a AUTODOC avançou agora para a ocupação de um espaço de escritório com cerca de 950 m2, Lagoas Park.

Com mais de 100 mil m2 de espaços de escritórios, o Lagoas Park integra 14 edifícios independentes. Localizado em Oeiras, beneficia de excelentes acessos à Grande Lisboa, integrando um leque diversificado de empresas de prestígio.

“Foi realmente um privilégio trabalhar durante os últimos meses com uma equipa dinâmica, com objectivos bem definidos como a equipa da AUTODOC. É o exemplo de outra empresa grande e internacional que escolheu Lisboa para a implementação do seu centro tecnológico, tendo decidido instalar-se na zona 6 do Mercado de Escritórios de Lisboa”, afirma Frederico Leitão de Sousa, head of corporate solutions da Savills Portugal.

“A abertura em Lisboa oferece-nos o potencial significativo para o desenvolvimento de talentos tecnológicos e para um maior crescimento da nossa empresa. Portugal é um local estrategicamente importante para nós. Vemos que a reserva de talentos portugueses está em contínua expansão e mostra a excepcional qualidade dos profissionais que gostaríamos realmente de ter como parte da nossa equipa AUTODOC. Estamos felizes por termos encontrado um parceiro comercial local tão fiável e criativo na Savills Office Agency para nos apoiar na abertura do nosso novo tech hub”, conta Dmitry Zadorojnii, Co-CEO da AUTODOC.

O departamento de Arquitectura da Savills Portugal está envolvido no processo de colocação da AUTODOC, sendo responsável pela concepção do novo escritório. “Apoiámos a entrada e a personalização do escritório temporário no The Tower, para garantir que os colaboradores entravam num escritório com a imagem e ambiente AUTODOC. Pela excelente experiência relação de confiança estabelecida, estamos a desenvolver o projeto do novo escritório no Lagoas Park em formato Design & Build, que deverá estar concluído no início do 2º trimestre de 2023, explica Pedro Gomes, arquitecto associado da Savills.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Dossier relacionado
Lagoas Park
Edição Digital

O novo hotel na encosta do Douro que nascerá até 2026, a nova orgânica do Governo e as apostas da Promiris na edição 474 do CONSTRUIR

As previsões para a actividade do Sector em 2023, o projecto de um novo hotel para as Margens do Douro e o resultado do concurso para os terrenos da Oficina do Ferro, no Porto, na edição 474 do CONSTRUIR

CONSTRUIR

Cerejeira Fontes Architects assinam habitação e hotel nas margens do Douro
É em 2026 que está prevista a conclusão do “Porto Douro Marina & Villas”, na encosta do rio Douro, junto à barragem Crestuma-Lever. Os muros das vinhas, os socalcos e as próprias vinhas, tão típicos da região, estão na génese da concepção do projecto que pretende respeitar a tipologia do terreno e a paisagem

A democratização das renováveis
Liderada por João Loureiro, a Image4ALL dedica-se ao diagnóstico, desenvolvimento e implementação de soluções de energia. Empresa entra em 2023 com perspectivas de forte crescimento

Dupla Rafael Montes e Miguel Acosta assinam ‘novo’ Quarteirão da Oficina do Ferro
A proposta dos arquitectos Rafael Montes e Miguel Acosta foi a vencedora do concurso para a revitalização do Quarteirão da Oficina do Ferro, espaço que inclui o antigo Palácio Ford, no Porto. Criatividade e inovação, assim como a sustentabilidade económica e ambiental da proposta foram os critérios que mais pesaram na decisão do júri

Criação de Ministério atesta importância da Habitação
Marina Gonçalves, até agora secretaria de Estado da Habitação, na dependência do Ministério das Infraestruturas, passa a liderar, aos 34 anos a nova pasta, depois de confirmada a criação de um novo ministério. Passo dado pelo primeiro-ministro é encarado como o reconhecimento da importância que esta temática tem. Associações estão satisfeitas com a escolha da nova

Coimbra, Aveiro e Faro no radar da Promiris
Os responsáveis da Promiris revelam ao CONSTRUIR que analisam a implementação de residências de estudantes em novas cidades, alargando a aposta já feita em Lisboa e Porto

Dossier:
Casa de Banho

As empresas revelam um “optimismo moderado” assente no crescimento da construção. É notório, contudo, que nenhuma estratégia descarta o impacto ambiental ou sustentabilidade

A versão completa desta edição é exclusiva para subscritores do CONSTRUIR. Pode comprar apenas esta edição ou efectuar uma assinatura do CONSTRUIR aqui obtendo o acesso imediato.

Para mais informações contacte: Graça Dias | [email protected] | 215 825 436

Nota: Se já é subscritor do CONSTRUIR entre no site com o seu Login de assinante, dirija-se à secção PLUS – Edição Digital e escolha a edição que deseja ler

ACEDA AQUI À VERSÃO DIGITAL DA EDIÇÃO IMPRESSA DO CONSTRUIR 474

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Construção

Vila Galé abre quatro novas unidades em Portugal num investimento superior a 35 M€

Com 37 hotéis em Portugal e no Brasil, a Vila Galé alcançou em 2022 um volume de negócios de 218 M€. Mais 20% do que em 2019, fazendo deste “um ano excelente”, afirmou Jorge Rebelo de Almeida, presidente do Grupo

CONSTRUIR

Com 37 hotéis em Portugal e no Brasil, a Vila Galé alcançou em 2022 um volume de negócios de 218 milhões de euros. Mais 20% do que em 2019, fazendo deste “um ano excelente”, afirmou Jorge Rebelo de Almeida, presidente do Grupo.

Nos 27 hotéis que tem em Portugal, as receitas somaram cerca de 135 milhões de euros, mais 17,5% quando se compara com o período pré-pandemia, com cerca de 973 mil quartos ocupados, 1,95 milhões de dormidas e 670 mil clientes, contando com as novas unidades abertas em 2020.

Desde 2019, a Vila Galé abriu mais dois hotéis em território nacional, o Vila Galé Collection Alter Real e o Vila Galé Serra da Estrela e expandiu o Vila Galé Douro Vineyards, um agroturismo em Armamar que passou de sete para 49 quartos.

Ao longo deste ano, o grupo Vila Galé abrirá quatro novas unidades em Portugal, num investimento que ascende a mais de 35 milhões de euros, criando 170 postos de trabalho diretos. O Vila Galé Monte do Vilar, em Beja, tem abertura prevista para o início de Abril. Trata-se de um agroturismo vocacionado para adultos e casais e para a realização de eventos, localizado no Clube de Campo Vila Galé, com um investimento de mais de quatro milhões de euros.  Também no Clube de Campo, em Beja, grupo está a investir mais dez milhões de euros para abrir em 30 de Maio de 2023 um hotel com um conceito totalmente inovador. No O Vila Galé Nep Kids os adultos só poderão entrar quando acompanhados por crianças. Inteiramente pensado para os mais novos, terá na primeira fase 80 quartos, parque aquático com várias piscinas exteriores e escorregas, carrossel, trampolins, insufláveis, Clube Nep com brinquedoteca e spa infantil, e muitas outras atrações infantis que vão superar largamente a expectativa das crianças. Ainda no Clube de Campo Vila Galé, o hotel rural existente será reconvertido num hotel vocacionado para o Enoturismo e a Olivicultura e denominado Vila Galé Alentejo Vineyards and Olive – Resort de Campo.

Em São Miguel, nos Açores surgirá também o Vila Galé Collection São Miguel, uma unidade de charme com 92 quartos, resultante da requalificação do edifício onde antigamente funcionavam o convento e hospital de São Francisco, numa parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Ponta Delgada. Este projecto, que mereceu um investimento de mais de 12 milhões de euros.

Em Tomar mais um projecto de reabilitação de património histórico, o Vila Galé Collection Tomar, no centro da cidade, com data prevista de abertura a 1 de Julho de 2023 e um investimento de mais de 10 milhões de euros. O projecto irá recuperar e transformar várias áreas do antigo Convento de Santa Iria e do Colégio feminino, adquiridos à Câmara Municipal de Tomar.

Em Portugal, a Vila Galé está ainda a desenvolver o Vila Galé Paço do Curutêlo, no concelho de Ponte de Lima, Viana do Castelo, onde já decorrem trabalhos de arranque de eucaliptos e de preparação dos terrenos para plantação de 30 hectares de vinhas. O empreendimento, que deverá estar concluído em 2024, inclui um hotel com 49 unidades de alojamento, 19 suites e um apartamento T2, piscinas exteriores para adultos e crianças, salão de eventos, bar, dois restaurantes, biblioteca e um espaço museológico dedicado à história do Paço que é anterior a 1143, data da nacionalidade de Portugal. Terá ainda uma forte componente de enoturismo, com a construção de uma vinícola de vinhos verdes e espumantes. Será a terceira, juntando-se à Santa Vitória, para os vinhos e azeites regionais alentejanos, e Val Moreira para os vinhos do Douro.

No Brasil, há também três novos projectos em desenvolvimento, com lançamento do primeiro Vila Galé Collection no Cumbuco, numa frente de mar e da Lagoa do Cauipe.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Imobiliário

JLL comercializa Panorama Setúbal Apartments

Promovido pela Taga Urbanic, em conjunto com a Incentiveste, o futuro empreendimento enontra-se perto da serra e do rio, assim como de alguns dos principais equipamentos e valências da cidade

CONSTRUIR

Entre a serra e o rio, o Panorama Setúbal Apartments é o novo projecto residencial da cidade que se encontra a ser comercializado em regime de exclusividade pela JLL.

Com 77 apartamentos de diversas tipologias e amplas áreas privativas, distribuídos por cinco andares, com tipologias entre o T0 e o T3, o Panorama Setúbal Apartments vai surgir nas antigas instalações da Universidade Moderna, promovido pela Taga Urbanic, em conjunto com a Incentiveste.

O empreendimento conta, ainda, com ginásio, piscina, recepção, sala multiusos com copa e ligação ao jardim privado do edifício. Além das áreas amplas e das vistas generosas entre a serra e o rio, todas as frações contam com arrecadação e estacionamento privativo, sendo que os apartamentos localizados ao nível dos pisos térreo e cobertura contam ainda com grandes terraços e jardins privados e, algumas das frações, têm também garagem com acesso directo aos apartamentos.

Patrícia Barão, head of Residential da JLL, refere que “Setúbal tem uma procura residencial
cada vez mais forte, pois é um mercado que combina cidade, serra e mar, com uma gama de
preços bastante competitiva. O Panorama Setúbal Apartments é um projecto de características únicas que vem dar resposta à procura, integrando valências e comodidades pouco comuns neste mercado”.

“Estamos muito entusiasmados por finalmente ingressar no mercado de Setúbal, uma localização que tem muito para oferecer para quem ali vive ou quer investir, desde a proximidade às praias, à Serra da Arrábida, a Tróia e mesmo a Lisboa. Este é um projecto com características únicas em Setúbal, com um amplo terraço com vista 360º, marcando claramente o tipo de produto que pretendemos desenvolver na nossa estratégia de crescimento a sul do país”, refere Tzafrir Fiks, chief marketing officer da Taga Urbanic.

Também segundo Moisés Broder, presidente da Incentinveste, considera estar “a colaborar com a crescente procura na cidade de Setúbal, podendo disfrutar de magnífica
gastronomia, excelentes vinhos da região vizinha e as magnífias praias que são o encanto
dos apreciadores de “praia de areia branca” e enriquece o parque habitacional da cidade.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 CONSTRUIR. Todos os direitos reservados.