Santa Clara 1728 vence prémio internacional Viero 50 Anos

Por a 21 de Dezembro de 2017

©Nelson Garrido

O Hotel Santa Clara 1728, projecto da autoria do Gabinete Aires Mateus, é o vencedor do Prémio Viero 50 Anos atribuído no âmbito de uma competição internacional promovida pela marca italiana Viero para festejar o seu 50º aniversário.

A marca especialista na reabilitação e recuperação de edifícios, bem como em soluções decorativas e de isolamento, detida pelo Grupo Cromology, do qual a Tintas Robbialac faz parte, desafiou arquitectos, designers, artistas e criativos de todo o mundo a apresentar trabalhos nos quais tivessem recorrido a produtos e soluções Viero. Ao todo, a Viero recebeu 19 candidaturas às categorias de textura e projectos, vindas da China, Índia, Emirados Árabes Unidos e Europa.

Santa Clara 1728

O projecto de requalificação do Hotel Santa Clara 1728 – que converteu um edifício do século XVIII num hotel situado no centro histórico de Lisboa – acabou por se destacar, nomeadamente pela capacidade demonstrada em “respeitar a história de um edifício, enquanto a interpreta com uma visão contemporânea, e a de narrar histórias, através da harmonia do ambiente, sempre com uma sensibilidade ímpar”, refere a Tintas Robbialac em nota de imprensa enviada ao CONSTRUIR, salientando que, o júri da Viero viu “reflectido neste projecto a procura incessante da beleza que reflecte a actual visão da marca”.

De acordo com a mesma fonte, a juntar a estes argumentos, os irmãos Manuel e Francisco Aires Mateus recorreram a dois produtos da colecção decorativa Viero: “o Marmorin Hydro que combinado com a Hydro Protection garante a protecção e evita danos de humidade em superfícies em contacto com a água, nomeadamente zonas de chuveiros ou saunas”. Os dois produtos, que se destacam pela permeabilidade ao vapor de água, são comercializados em Portugal em exclusivo pela Tintas Robbialac.

A mesma fonte destaca ainda a unidade hoteleira situada no Campo de Santa Clara, fazendo referência à “atmosfera acolhedora e serena que – através da pureza de linhas e superfícies, a combinação de alguns elementos seleccionados e a escolha refinada de matérias-primas – projecta o visitante numa dimensão de eternidade sonhada, em que as cores suaves, obras de arte e objectos de design se harmonizam no contexto arquitectónico”.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *