Deloitte: Mais investimento na gestão de portfolios imobiliários

Por a 9 de Fevereiro de 2018

Os investimentos Value Added são aqueles que mais atraem os investidores em Portugal, sendo que a preferência vai igualmente para produtos de portfolio. Estas são algumas das conclusões do Real Estate Investment Survey, realizado pela consultora Deloitte, durante o quarto trimestre de 2017 e que indica também algumas perspetivas para 2018.

Neste sentido, 44% dos inquiridos assumem como estratégia de investimento activos que mais tarde possam acrescentar valor aos seus negócios, em particular através de fundos de investimento para financiar estas aquisições. Já 36% optam por investir na gestão de portfolio, normalmente património cuja rendibilidade será mais segura.

Os fundos soberanos serão também os maiores investidores de imobiliário, totalizando já 50% dos negócios realizados, sendo que estes são maioritariamente de origem europeia (69%), logo seguidos pelos asiáticos (25%).

A banca destaca-se igualmente como a principal fonte de financiamento para aquisições de imobiliário, com 50% dos inquiridos a indicarem esta escolha.

Face ao terceiro trimestre de 2017, as estratégias de investimento e desinvestimento perderam representatividade em detrimento de uma estratégia de gestão de portfolio.

Da mesma forma, em relação ao período transacto, o estudo prevê um aumento no volume e preço de transacção para os próximos três meses nos sectores residencial, comércio, serviços e hoteleiros.

Em termos de taxas de rentabilidade é esperado que estas se mantenham no comercio e serviços, industrial e hoteleiro. Já no residencial pode assistir-se a uma estagnação ou ligeira redução das mesmas.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *