Projecto da chinesa Heng Tai para o Parque das Nações em discussão pública

Por a 17 de Agosto de 2018

 


O projecto de habitação e comércio, promovido pela holding chinesa Heng Tai e da autoria de Frederido Valsassina, encontra-se em discussão pública entre os dias 22 de Agosto e 11 de Setembro de 2018.

O período de discussão pública é referente a algumas alterações realizadas no loteamento dos terrenos sitos junto da rua Conselheiro Lopo Vaz, no Parque das Nações e surgem na sequência das alterações também proposta pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) para o loteamento do terreno contiguo, na rua Padre Joaquim Alves Correia.

 

Neste sentido, o presente processo de discussão pública incide, sobretudo, sobre a integração das propostas de espaço público de acordo com o desenho final no âmbito do loteamento adjacente, a definição do limite das obras de urbanização integradas na presente operação urbanística, assim como a delimitação do espaço verde a sul da área de intervenção do seu desenho e cotas altimétricas.

 

A solução urbanística propõe a constituição de dois lotes autónomos para a construção de edifícios de habitação e comércio, num total de 112 fogos. O projecto está inserido numa parcela com mais de 6 mil m2, delimitada a norte-poente pela Rua Padre Joaquim Alves Correia e lote 7, a sul-nascente pela Rua Conselheiro Lopo Vaz e próximo da Av. Infante D. Henrique, Av. D. João II e interface da estação do Oriente.

 

“Trata-se um empreendimento que se pretende que venha a constituir uma referência no seu segmento, pela sua qualidade e que possa vir a contribuir significativamente para o desenvolvimento sócio económico e ambiental sustentado da zona, tornando-se uma mais valia para esta área da cidade”, refere o gabinete de arquitectura Frederico Valsassina Arquitectos na memória descritiva do projecto.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *