Aprovados 700 M€ para projectos empresariais no Alentejo

Por a 24 de Setembro de 2018


Durante o segundo congresso do movimento de cidadania «Melhor Alentejo», que decorreu em Portalegre, Pedro Marques, ministro do Planeamento e Infraestruturas, confirmou que foram aprovados 700 milhões de euros em projectos empresariais para a região Alentejo, no âmbito do programa Portugal 2020.

Um investimento que irá permitirá “diversificar a actividade económica na região e reforçar as condições de especialização do seu perfil de desenvolvimento”, de acordo com comunicado emitido.

O Ministro destacou as obras na ferrovia, que estão a decorrer, para a construção do futuro Corredor Internacional Sul, acrescentando que “este grande esforço de investimento nesta linha ferroviária – que atravessa o Alentejo – viabilizará a instalação de plataformas logísticas e industriais que criam valor para o território e o tornam mais atractivo para a instalação de empresas e localização de empregos”.

Paralelamente a estes investimentos, foram lançadas “candidaturas para a construção ou ampliação de Áreas de Acolhimento Empresarial na Região do Alentejo” que “serão importantes para reforçar e disseminar a dinâmica de industrialização que se está a verificar com investimentos como a Embraer, a Mecachrome ou a Tekever, realizados com o apoio do Portugal 2020, que estão a criar novos polos de desenvolvimento, e a criar emprego qualificado”.

O Ministro referiu também que foram disponibilizados “mais de 400 milhões de euros para a realização de investimentos de proximidade, incluindo intervenções de reabilitação urbana e do património cultural nas cidades e vilas alentejanas”, com efeitos na atracção turística.

A desertificação, gestão da água, desenvolvimento económico e as infraestruturas rodoviárias e ferroviárias foram os temas centrais do congresso, que reuniu vários oradores convidados pelo movimento.

O movimento de cidadania «Melhor Alentejo» foi criado em 2016 por um grupo de cidadãos naturais ou com ligação à região.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *