Edição digital
Assine já
    PUB

    CPI realiza III Congresso da Luz a 12 de Outubro

    Segundo o CPI, é “urgente e importante que se tome consciência das inovações e dos regulamentos que estão a ser preparados e que vão provocar mutações na forma de preparação e desenvolvimento de projectos”

    Pedro Cristino

    CPI realiza III Congresso da Luz a 12 de Outubro

    Segundo o CPI, é “urgente e importante que se tome consciência das inovações e dos regulamentos que estão a ser preparados e que vão provocar mutações na forma de preparação e desenvolvimento de projectos”

    Pedro Cristino
    Sobre o autor
    Pedro Cristino
    Artigos relacionados
    Nolon comercializa empreendimento Canidelo Residences
    Imobiliário
    Presença portuguesa “bate recorde” na BAU 2025
    Empresas
    Albergaria avança com reabilitação de dois bairros sociais num investimento de 1,5M€
    Construção
    Nova Unit chega ao mercado para responder à “crescente procura” por habitações em CLT
    Construção
    Sede da Simon em Barcelona distinguida nos Prémios Cataluniya Construcció
    Arquitectura
    Nova Loja Online Gyptec
    Arquitectura
    Matosinhos recebe investimento de 12 M€ da Thomas & Piron
    2ª edição do ArchiRevi já conhece os primeiros 10 finalistas
    Arquitectura
    Grupo Zehnder adquire espanhola Siber por 86 M€
    Empresas
    Lisboa: Programa ‘Morar Melhor’ reabilita mais três bairros municipais
    Construção

    O Centro Português de Iluminação (CPI) divulgou o programa do III Congresso da Luz – Ambiente e Sustentabilidade, que irá realizar em Lisboa, nas instalações do Lispólis, no dia 12 de Outubro.

    “Mais uma vez, o CPI congrega em Lisboa um painel de especialistas nacionais e estrangeiros que irão apresentar comunicações de relevante interesse para técnicos, empresários, especialistas, engenheiros, arquitectos, engenheiros técnicos, projectistas, designers, estudantes e todos os que se interessam pela boa utilização da luz e pelo design”, afirma o CPI em comunicado de imprensa.

    A organização do evento realça a importância de temas como o novo RCESES, eficiência energética, inovação com grande incidência em tecnologias LED, entre outros que irão ser “esclarecidos” neste congresso.

    Segundo o CPI, é “urgente e importante que se tome consciência das inovações e dos regulamentos que estão a ser preparados e que vão provocar mutações na forma de preparação e desenvolvimento de projectos, assim como da utilização de materiais que serão apresentados pelas empresas representadas no III Congresso da Luz”.

    Artigos relacionados
    Nolon comercializa empreendimento Canidelo Residences
    Imobiliário
    Presença portuguesa “bate recorde” na BAU 2025
    Empresas
    Albergaria avança com reabilitação de dois bairros sociais num investimento de 1,5M€
    Construção
    Nova Unit chega ao mercado para responder à “crescente procura” por habitações em CLT
    Construção
    Sede da Simon em Barcelona distinguida nos Prémios Cataluniya Construcció
    Arquitectura
    Nova Loja Online Gyptec
    Arquitectura
    Matosinhos recebe investimento de 12 M€ da Thomas & Piron
    2ª edição do ArchiRevi já conhece os primeiros 10 finalistas
    Arquitectura
    Grupo Zehnder adquire espanhola Siber por 86 M€
    Empresas
    Lisboa: Programa ‘Morar Melhor’ reabilita mais três bairros municipais
    Construção
    PUB

    A Nolon, marca imobiliária do grupo Finsolutia, está a comercializar o empreendimento Canidelo Residences, formado por seis moradias premium V4 no coração de Canidelo, em Vila Nova de Gaia. Este projecto residencial, com conclusão prevista para o final de 2025, destaca-se como um exemplo de requalificação urbana, respeitando o património cultural da zona envolvente e todas as regulamentações urbanísticas.

    Com assinatura do gabinete de arquitectura UrbanCore, o design foi pensado ao pormenor para maximizar a relação entre os espaços interiores e o exterior. Foram criados dois logradouros, sendo o primeiro voltado para a via pública e o segundo na zona posterior, destinado ao uso privativo dos moradores.

    O Canidelo Residences é marcado pela sua imagem contemporânea sóbria e design sofisticado, características que se traduzem em espaços amplos no interior e acabamentos de excelência, com vista para o mar e rio Douro.

    Com áreas brutas de construção que variam entre os 319 me e 339 m2, estas moradias de luxo situam-se a uma distância de apenas 5 minutos da Praia de Lavadores, da Reserva Natural do Estuário do Douro e da Douro Marina.
    Neste empreendimento de luxo, as seis moradias, dispostas duas-a-duas em terrenos independentes entre os 288 m2 e os 450 m2, conjugam, assim, a melhor orientação solar e a paisagem envolvente.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    Presença portuguesa “bate recorde” na BAU 2025

    São mais de 20 as empresas portuguesas que irão expor os seus produtos e soluções, cuja temática da feira pretende reflectir o conceito de “climate-friendly”

    A presença portuguesa, nesta que é considerada a feira “líder mundial” de arquitectura, materiais e sistemas de construção, aponta para a inscrição de mais de 20 empresas que irão expor em 1400 metros quadrados (m2). “

    A BAU 2025 irá decorrer de 13 a 17 de Janeiro e, embora haja ainda algum espaço para as últimas inscrições de expositores, a organização já declarou que os 18 pavilhões se encontram esgotados.

    A presença portuguesa, nesta que é considerada a feira “líder mundial” de arquitectura, materiais e sistemas de construção, aponta para a inscrição de mais de 20 empresas que irão expor em 1400 metros quadrados (m2). “Trata-se de um novo recorde de expositores e, em 10 anos, Portugal passou a ocupar o triplo de área de exposição”, indica a organização da feira.

    O tempo é de resiliência e as intervenções urbanas e arquitectónicas requerem um pensamento holístico. As cidades terão de adotar necessariamente princípios sustentáveis e a construção tem de corresponder às exigências “climate-friendly”.

    “Todos os agentes irão estar presentes neste encontro de cinco dias em Munique e todos, entidades públicas, arquitectos e engenheiros são peças-chave e partes fundamentais da resposta global que a indústria deve assumir”, reforçam.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Construção

    Albergaria avança com reabilitação de dois bairros sociais num investimento de 1,5M€

    Este investimento integra a estratégia de reabilitação e construção do parque habitacional do município, a qual conta com um financiamento global superior a 4,2 milhões de euros do PRR

    O município de Albergaria-a-Velha avança com a requalificação de dois bairros sociais, num total de 44 habitações, 32 no Bairro das Lameirinhas e 12 no Bairro de Napoleão. O investimento, superior a 1,5 milhões de euros terá um impacto na vida de 150 pessoas.

    A reabilitação dos dois bairros irá incidir essencialmente na substituição de coberturas e pavimentos, na beneficiação de caixilharias, casas de banho, móveis de cozinha e roupeiros, na colocação de bombas de calor, entre outros trabalhos, visando uma melhor eficiência energética e conforto para os moradores.

    “É um marco muito importante para Albergaria-a-Velha a concretização de um objetivo do executivo, melhorar a habitação social municipal conferindo-lhe a dignidade e adequação que os moradores merecem. Neste momento damos início à requalificação de dois bairros de habitação social cujo montante ascende a 1,5 milhões de euros, após a garantia do seu financiamento a 100%, reflectindo todo o empenho na concretização de uma estratégia habitacional oportuna”, assegura Catarina Mendes, vereadora responsável pela área de Habitação do município.

    A reabilitação do parque habitacional municipal integra a Estratégia Local de Habitação do Município de Albergaria-a-Velha será um contributo relevante para melhorar as condições de acesso da população à habitação, incluindo ainda vários programas de apoio nesta área, tais como o programa de Apoio ao Arrendamento Urbano para Fins Habitacionais ou o Apoio à Recuperação de Habitações Degradadas.

    Este projecto decorre no âmbito das candidaturas submetidas pelo Município junto do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), para financiamento pelo Plano de Recuperação e Resiliência, no âmbito do Programa de Apoio ao Acesso à Habitação. Recorde-se que o Município celebrou, no dia 12 de Junho, o Termo de Responsabilidade e Aceitação relativo a Candidaturas para Reabilitação e Construção de Habitações, numa cerimónia que teve lugar na CCDR Centro, em Coimbra, e que contou com a presença do ministro das Infraestruturas e Habitação, Miguel Pinto Luz e do ministro Adjunto e da Coesão, Manuel Castro Almeida, tendo sido já garantido um financiamento global superior a 4,2 milhões de euros.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Construção

    Nova Unit chega ao mercado para responder à “crescente procura” por habitações em CLT

    A Unit nasce da “vontade mútua” de utilizar a inovação, o design, a arquitectura e a tecnologia como ferramentas de mudança positiva, contribuindo para uma construção “ambientalmente e economicamente mais responsável”

    Fundada em 2023 por Francisco Salgado Ré, arquitecto português cofundador do atelier AND-RÉ, e Esther Bahne, marketeer alemã com vasta experiência em negócios sustentáveis, a Unit nasce da “vontade mútua” de utilizar a inovação, o design, a arquitectura e a tecnologia como ferramentas de mudança positiva, contribuindo para uma construção “ambientalmente e economicamente mais responsável”.

    Dado o “elevado” interesse por experiências de alojamento em ambientes de natureza, a entrada da Unit Living no mercado português tem sido “positiva”.

    A Unit Living diferencia-se pelo design e estética que conferem às unidades, permitindo múltiplas configurações conforme as necessidades e preferências de cada cliente. Entre estas incluem-se a posição das janelas, para que se enquadrem na melhor paisagem do local, o acabamento da madeira exterior, disponível nos tons Natural Wood, Black Stained e Whitewashed, ou as paredes interiores, que podem manter a cor natural da madeira ou ser pintadas de branco.

    As UNITs incluem uma casa de banho completa, podendo ser equipadas com uma cozinha, guarda-roupa, secretária, mobiliário, entre outros elementos de configuração disponíveis. O deck externo permite conectar várias unidades, uma funcionalidade importante para quem procura opções de maior dimensão ou deseja aumentar a estrutura actual.

    Tudo começa na selecção de materiais, com toda a estrutura das UNIT´s feita em CLT (Cross-Laminated-Timber), um material de construção sustentável composto por várias camadas de madeira coladas perpendicularmente entre si, formando painéis de grande resistência e estabilidade, conferindo assim a durabilidade desejada às unidades.

    “O CLT é um material sustentável que conserva as propriedades da madeira natural, elevando os valores estéticos e sensoriais dos espaços. Proporciona inúmeras vantagens em relação à construção tradicional em betão, nomeadamente a elevada resistência e robustez, aliada a tempos de construção mais rápidos, redução de custos e desperdício, bem como um menor impacto ambiental desde o fabrico, passando pelo transporte, até à instalação no local” afirma Francisco Salgado Ré, cofundador da Unit Living.

    Rapidez é uma das palavras-chave do projecto, sendo necessárias apenas 12 semanas para a fabricação das UNITs. Importa destacar também o cuidado no processo de implementação, que é feito de modo a minimizar o impacto nos terrenos, uma vez que cada UNIT é entregue já finalizada, limitando o número e a profundidade das intervenções no solo.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos

    Simon – Switch Barcelona (@puigdellivol)

    Arquitectura

    Sede da Simon em Barcelona distinguida nos Prémios Cataluniya Construcció

    A transformação da antiga fábrica num edifício de escritórios recebeu o prémio ex aequo para a Remodelação 2024

    A Switch, a nova sede corporativa da Simon em Barcelona, foi galardoada com o prémio ex aequo para a Remodelação 2024 na XXIª edição dos Prémios Catalunya Construcció.

    De acordo com o Colégio de la Arquitetura Técnica de Barcelona (Cateb), que atribuiu os prémios com o apoio da Arquinfad e do Consejo de la Arquitetura Técnica de Catalunya, o edifício destacou-se pela “notável” transformação da sua antiga fábrica num edifício de escritórios moderno e sustentável, preservando e realçando a estrutura original.

    Os Prémios Catalunya Construcció destacam a qualidade da obra construída, os métodos e processos de execução e o trabalho profissional das equipas técnicas, muitas vezes multidisciplinares.

    Esta conquista foi possível graças aos principais colaboradores no desenvolvimento e execução da obra, entre os quais Dalmau Morros, Bis, b720 Fermín Vázquez Arquitectos, Calaf, Agefred, Martí Avilés, Antoni Arola, Katty Schiebeck, MMAS Lighting Design con Michela Mezzavilla, e JG Ingenieros.

    O júri desta edição foi constituído por profissionais de renome, como Teresa Arnal, chefe de obra e empresária, Josep Augé, coordenador de Saúde e Segurança, Vanessa Ballester, profissional liberal, Miquel Espinet, arquiteto, Josep Lluís Gil, gestor de projeto e Ismael Guerrero, engenheiro.

    Estes peritos efectuaram uma selecção entre as 22 candidaturas finalistas que concorriam em seis categorias: Gestão de Execução da Obra, Chefe de Obra, Gestão Integrada de Projeto, Coordenação de Segurança e Saúde, Inovação em Construção e Reabilitação (Patrimonial, Funcional, Energética).

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos

    Nova Loja Online Gyptec

    A Gyptec renovou e melhorou a sua loja online, e oferece agora uma experiência de compra completamente nova aos seus clientes.

    A nova loja conta com um novo design e uma navegação mais rápida, foram também adicionadas novas funcionalidades e simplificada a gestão de encomendas. O objetivo desta atualização é simplificar as rotinas dos clientes, poupando-lhes tempo no processo de compras.

    Entre as várias novidades, destacam-se:

    • Consulta / modificação / cancelamento das propostas na área de clientes;
    • Possibilidade de descarregar os documentos da conta corrente
    • Gerir pagamentos na área dos documentos por regularizar
    • Cálculo do volume das cargas
    • Atualização do catálogo de prémios

    Estas novas funcionalidades permitem aos clientes consultar as propostas que já foram inseridas no sistema (ativas), as que foram canceladas / modificadas e ainda as que passaram a encomendas. Por outro lado, poderão também descarregar as faturas em conta corrente, e os restantes documentos.

    Poderão ainda consultar a conta corrente, documentos por regularizar e emitir referências MB de um lote de pagamentos que se pretenda liquidar ou efetuar o pagamento por transferência bancária.

    A Gyptec fortalece assim a sua presença digital, dando mais um passo na modernização e simplificação dos processos de gestão. Com a nova loja online nunca foi tão fácil fazer compras.

    Saiba tudo em: https://gyptec.eu/nova-loja-online-gyptec/

    Sobre o autorBrand SHARE

    Brand SHARE

    Mais artigos

    Matosinhos recebe investimento de 12 M€ da Thomas & Piron

    Com assinatura do atelier Mofase, o Docks Matosinhos destaca-se pela sua arquitectura moderna, que recupera o carácter industrial desta zona da cidade. A construção, a cargo da Gabriel Couto, está prevista para o segundo semestre de 2024

    CONSTRUIR

    A promotora belga Thomas & Piron anuncia novo investimento de cerca de 12 milhões de euros num empreendimento em Matosinhos. O inicio da construção, que está a cargo da empresa Gabriel Couto, está previsto para o segundo semestre de 2024 e conclusão apontada para o início de 2026.

    Com assinatura do atelier Mofase, o Docks Matosinhos destaca-se pela sua arquitectura moderna, que recupera o carácter industrial desta zona da cidade, onde prevaleceram durante algum tempo actividades industriais e comerciais ligadas à pesca.

    Com um conceito loft e com áreas generosas, todos os apartamentos foram projectados com salas de estar com cozinha em open space e com amplas janelas, maximizando o espaço e a luz natural para proporcionar maior conforto e bem-estar.

    Em comercialização desde 17 de Junho, o edifício de cinco pisos irá acolher 31 fracções residenciais, com tipologias T1 e T2 e com áreas que variam entre os 53 metros quadrados (m2) e os 114 m2, todos com varandas e estacionamento subterrâneo.

    O empreendimento conta, ainda, com um espaço que será dedicado exclusivamente para a instalação de um coworking com aproximadamente 1.500 m2.

    Com um design funcional e acabamentos modernos, o Docks Matosinhos incorpora princípios de sustentabilidade que visam minimizar o seu impacto ambiental e promover um estilo de vida eco responsável, com a aposta na utilização de materiais de construção sustentáveis, de origem local ou, no mínimo, transformados em território nacional, para garantir uma maior eficiência energética.

    Estas medidas são complementadas pela criação de espaços verdes, que também contribuem para a biodiversidade local, de acordo com os padrões e necessidades de habitação actuais.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos

    Alunos da Universidade de Évora

    Arquitectura

    2ª edição do ArchiRevi já conhece os primeiros 10 finalistas

    Aveiro, Cascais, Castelo Branco, Matosinhos e Vila Nova de Famalicão foram alguns dos pontos do País de onde chegaram os projectos que responderam ao desafio da Revigrés e do Archi Summit

    CONSTRUIR

    O júri já elegeu os 10 melhores projectos da primeira fase da segunda edição do ArchiRevi Challenge. Aveiro, Cascais, Castelo Branco, Matosinhos e Vila Nova de Famalicão foram alguns dos pontos do País de onde chegaram os projectos que responderam ao desafio da Revigrés e do Archi Summit: criar um projecto sustentável inspirado no minimal space design, através da aplicação dos materiais cerâmicos da Revigrés.

    De Dezembro a Abril, foram quase três centenas os alunos de Arquitectura, Design e Engenharia Civil que assistiram às masterclasses sobre as características e contributo da cerâmica para a sustentabilidade da construção.

    Desde estabelecimentos comerciais e espaços de restauração, a apartamentos e pequenas divisões, foram variadas as propostas apresentadas, aos quais os futuros profissionais deram uma nova vida com combinações de cores, formatos e efeitos estéticos, soluções alternativas e, nalguns casos, disruptivas do uso tradicional da cerâmica.

    Para Victor Ribeiro, CEO da Revigrés, “a crescente adesão ao ArchiRevi vem comprovar que marcas como a Revigrés podem e devem continuar a contribuir para a formação das novas gerações de profissionais do sector da construção, sensibilizando-os para a utilização de materiais mais sustentáveis”.

    Os 10 finalistas vão estar em exposição no Archi Summit 2025 juntando-se aos que serão apurados na segunda fase do ArchiRevi Challenge, a partir de setembro de 2024.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    Grupo Zehnder adquire espanhola Siber por 86 M€

    Esta operação permite reforçar a posição da Zehnder no sector da ventilação residencial em Espanha e Portugal, na medida em que a carteira de produtos da Siber está “perfeitamente adaptada às necessidades dos clientes no Sul da Europa e cobre o segmento de preços competitivos”

    CONSTRUIR

    O Grupo Zehnder, especialista internacional em soluções para um clima interior confortável e energeticamente eficiente e saudável, adquiriu a empresa espanhola de ventilação Siber por cerca de 86 milhões de euros. Uma operação que permite reforçar a posição da Zehnder no sector da ventilação residencial em Espanha e Portugal.

    A carteira de produtos da Siber está perfeitamente adaptada às necessidades dos clientes no Sul da Europa e cobre o segmento de preços competitivos. Este facto ajudará o Grupo a expandir o seu crescimento nos países do Sul da Europa, em linha com a sua estratégia de expansão.

    “A partir de uma equipa que trabalha no Sul da Europa, estamos a trabalhar intensamente num ambicioso plano de desenvolvimento. Para manter a nossa liderança europeia no sector da ventilação, o Grupo Zehnder necessita de uma presença mais forte no Sul da Europa, que é um objectivo de crescimento a médio prazo. Acreditamos que a Siber pode dar um contributo significativo para este crescimento nesta região. Na Europa Central, a Zehnder é o actor mais forte no mercado da ventilação residencial. Em Espanha, somos líderes em inovação, qualidade e serviço, e a Siber complementará o nosso grupo com uma gama de produtos mais competitiva”, afirmou Josep Castellà, director-geral do Grupo Zehnder em Espanha e Portugal.

    Outro pilar “fundamental” para a Zehnder se manter “competitiva e relevante” no mercado é a inovação. Anualmente, a marca lança cerca de 10 inovação de produtos a nível global na área de ventilação, além de melhorias e evoluções significativas, graças ao trabalho contínuo do nosso Centro de Competências.

    Sobre este aspecto, Carlos Rico, director técnico e de produto, dá como exemplo as soluções ComfoVar Aero, uma solução para edifícios multifamiliares com máquinas centralizadas de caudal médio e elevado, e o ComfoAir Fit, a máquina mais versátil e económica do seu segmento para o mercado multifamiliar, entre outros.

    “Acreditamos que esta aquisição pode perfeitamente complementar e reforçar algumas das soluções que a Zehnder já está a lançar em mercados como o da habitação em altura e aumentar a nossa capacidade de inovação na região do Sul da Europa”, acrescentou Carlos Rico.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos

    Avenida de Berlim (Lisboa)

    Construção

    Lisboa: Programa ‘Morar Melhor’ reabilita mais três bairros municipais

    As obras serão realizadas nos Bairros da Avenida de Berlim, Quinta dos Ourives e Boavista, com vista ao aumento das condições térmicas, de segurança, das condições de habitabilidade e de conservação, num total de 25 lotes 

    CONSTRUIR

    O Programa de Reabilitação ‘Morar Melhor’, criado em virtude dos contratos celebrados entre a Gebalis e a Câmara Municipal de Lisboa (CML), terá novas empreitadas em três bairros da capital. Desta feita, as obras serão realizadas nos Bairros da Avenida de Berlim, Quinta dos Ourives e Boavista, totalizando-se a conservação de 25 lotes.

    Todas as obras que agora iniciam têm como objetivos principais promover o aumento das condições térmicas dos edifícios, de segurança, das condições de habitabilidade e do tempo de conservação dos lotes. Para tal, serão intervencionadas as coberturas e beirais, portas, fachadas dos lotes, caixilharias, além da requalificação de espaços interiores comuns e exteriores.

    Segundo Fernando Angleu, presidente do Conselho de Administração da Gebalis, “o início de três novas empreitadas materializam, uma vez mais, o compromisso assumido pela Gebalis para com o Município e, sobretudo, para com os residentes nos bairros municipais, no sentido de aumentar o conforto habitacional e melhorar a sua qualidade de vida.”

    Fernando Angleu acrescenta que as três intervenções descritas “fazem já parte de um novo leque de intervenções previstas para 2024 que Programa Morar Melhor realizará em Lisboa”.

    Na zona Norte da cidade, o Bairro da Avenida de Berlim, situado nos Olivais, receberá obras de reabilitação em seis lotes, correspondentes a 87 fracções, num investimento de cerca de um milhão de euros. A intervenção, que se prevê concluída no primeiro trimestre de 2025, engloba a remodelação e conservação dos lotes, conferindo-lhes maior qualidade e funcionalidade em matérias de eficiência térmica e de segurança.

    Por sua vez, no Bairro dos Ourives, no Beato, o Programa ‘Morar Melhor’ será responsável pela conservação de cinco lotes, com 104 fogos habitacionais, sendo para tal investidos cerca de 1,1 milhão de euros numa empreitada que se estima concluída também no primeiro trimestre de 2025.

    Um ano após o início da intervenção no Bairro da Boavista, localizado na freguesia de Benfica, nas franjas do Parque Florestal de Monsanto, a Gebalis regressa para novas operações de reabilitação. Esta nova empreitada, com dotação orçamental superior a 2,5 milhão de euros e com prazo para conclusão previsto para o segundo trimestre de 2025, incluirá 14 lotes, com impacto em 168 fogos habitacionais.

    Considerado o maior investimento realizado na habitação municipal desde o Programa Especial de Realojamento (PER), o Programa Morar Melhor inclui intervenções de fundo em 478 edifícios, impactando 8614 frações, e reabilitação directa de 1545 fogos habitacionais.

    As próximas empreitadas, que deverão começar durante o Verão, terão lugar no Bairro Casalinho da Ajuda, Bairro Alta de Lisboa – PER 3, Bairro Alta de Lisboa – PER 4, Bairro Alto da Faia, Bairro Padre Cruz e Bairro Carlos Botelho.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB

    Navegue

    Sobre nós

    Grupo Workmedia

    Mantenha-se informado

    ©2024 CONSTRUIR. Todos os direitos reservados.