Como o conceito ‘Home Staging’ pode valorizar um imóvel

Por a 6 de Maio de 2019


A Housers, plataforma de crowdfunding espanhola onde é possível investir com um mínimo de 50€ em projectos imobiliários, destaca as vantagens de usar o Home Staging, técnica de decoração usada por muitos promotores imobiliários para aumentar a atractividade e rentabilidade de um imóvel para o arrendar ou vender no mercado.

Teresa Pietra Torres, decoradora de vários projectos imobiliários financiados na Housers e cofundadora da Mint Design, afirma que “a venda ou arrendamento de um imóvel nem sempre é tarefa fácil. Segundo dados da Associação Espanhola de Home Staging, a venda de um imóvel é oito vezes mais rápida quando se recorre a esta técnica”.

“O conceito mostra o potencial do imóvel com decoração adequada para as suas funcionalidades, sem criar ilusões ou simular aspectos negativos. O Home Staging deve ser assim adaptado a cada espaço, de forma a torná-lo atractivo, sem exigir custos elevados”, acrescenta Madalena Cabral, também decoradora dos projectos imobiliários da Housers e cofundadora da Mint Design.

Neste sentido, a Housers apresenta cinco formas de Home Staging para valorizar um imóvel nas melhores condições:

Cores neutras – Usar cores neutras abre o espaço e tornam-no acolhedor, ao passo que com cores escuras e garridas, o imóvel parece pesado, cansativo e pequeno. O esquema de cores leves deve ser acompanhado por móveis de madeira claros, brancos e cinzentos. Já para colmatar cores escuras, é possível recorrer a opções práticas com pouco investimento como trocar cortinas por tecidos leves, optar por colchas de cama brancas e colocar almofadas em tons pasteis.

Despersonalizar o espaço – Para tornar o ambiente mais aberto e pronto a ser habitado, devem retirar-se objectos que estão a mais e que podem criar confusão. O objectivo é tornar o espaço numa tela em branco e permitir que o comprador se imagine no imóvel, o que implica que objectos pessoais como loiças, livros, fotografias não devem estar presentes. Uma limpeza profunda a todas as divisões também renova o espaço.

Organizar o mobiliário – O bom funcionamento do espaço depende da organização e dimensão do mobiliário. Sofás demasiado grandes ou móveis altos para determinados espaços, são exemplos que tornam o espaço fechado e pequeno. A proporção ideal da mobília varia consoante cada espaço, por isso para que a casa seja funcional e apelativa, é importante ter em conta as dimensões antes de adquirir mobiliário.

Iluminação – A luz natural é um dos factores mais importantes num imóvel, contudo nem sempre é abundante. Existem várias formas de aumentar a luminosidade dos espaços, como trocar luzes brancas por amarelas, pois transmitem bem-estar e conforto; optar por paredes brancas; evitar iluminação de tecto e apostar em vários pontos de luz espalhados pelo espaço que valorizem cada canto e transmitam conforto em cada divisão.

Fotografias – O Home Staging começa na internet com pesquisa por fotografias do imóvel. Ter boas fotografias que mostram o espaço é essencial, já que são a primeira impressão para o potencial comprador ou inquilino. Fotografias que evidenciem um espaço convidativo organizado, confortável e funcional aumentam as probabilidades de compra ou arrendamento. Flores, luz, almofadas e um espaço limpo ajudam a criar fotografias mais profissionais e a atrair potenciais clientes.

Muitos dos promotores imobiliários que recorrem à Housers, utilizam a técnica de Home Staging, nomeadamente na reforma de espaços para arrendamento e construção de imóveis para venda. O objectivo é acrescentar valor e diminuir os períodos de venda ou arrendamento, através de uma remodelação baseada no design, inovação e sustentabilidade

.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *