Carteira da Mota-Engil na América Latina cresce com obras de 315 milhões de euros

Por a 17 de Fevereiro de 2020


A Mota-Engil ganhou a construção de uma central de produção de energia na Colômbia no valor da 270 milhões de euros. Através da sua subsidiária local, a construtora portuguesa ganhou o concurso internacional para a construção da central de produção de energia para a Talasa ProjectCo SAS, sociedade veículo de capitais maioritariamente chineses, entre os quais da China Communications Construction Company (CCCC) e da China Three Gorges Corporation (CTG).

Também recente é a assinatura de um contrato para a construção, no prazo de 540 dias, de um novo troço de 24 km da estrada que irá ligar Barranca Larga a Ventanilla, no México. Uma obra orçada em 45 milhões de euros.
Ambos os contratos “são exemplo da dinâmica comercial da Mota-Engil na América Latina, continuando esta região a afirmar-se como potenciadora do desenvolvimento do grupo”, sublinha a construtora em comunicado.

A Mota-Engil marca presença na América Latina desde 1998, tendo iniciado a sua actividade através do Peru. Hoje, a presença nesta região soma já, para além do Peru, a presença noutros seis outros mercados (Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, México e República Dominicana), um portefólio de 77 empresas (entre participadas e próprias), uma carteira de encomendas de cerca de 1 500 milhões de euros (2018), que geraram um volume de negócios de 1 065 milhões de euros.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *