CBRE coloca 7 500 m2 de escritórios no Porto durante o Estado de Emergência

Por a 1 de Julho de 2020

A consultora CBRE concretizou o arrendamento de 7500 m2 de escritórios nos concelhos do Porto, Matosinhos e Maia durante o período do Estado de Emergência, provocado pela pandemia da Covid-19, anunciou em comunicado.

Esta performance foi alcançada “exclusivamente” por empresas internacionais, “o que vem confirmar a atractividade de Portugal como País e da região do Porto, em particular”, ressalva a consultora.

De acordo com André Vaz de Almada, director sénior de A&T Offices CBRE Portugal, “o mercado do Porto continua a mostrar sinais positivos, mesmo em contexto de pandemia”.

Estas transacções vêm, também, certificar as tendências previstas pela CBRE no início deste ano, que indiciavam a procura por parte das empresas internacionais de espaços de escritórios na cidade Invicta, com o propósito de instalarem as suas áreas de investigação e desenvolvimento (R&D), empresas do sector tecnológico, tanto nacionais como estrangeiras. “Apesar do abrandamento causado pela pandemia, o segmento de escritórios manteve-se dinâmico e a CBRE garantiu a capacidade de resposta e acompanhamento dos clientes”, afirma André Vaz de Almeida.

De acordo com as tendências apresentadas em Janeiro pela CBRE, as zonas de Matosinhos e da Baixa foram consideradas as mais atractivas, associada a uma vasta oferta de conveniência e lazer, espaços menos convencionais e uma boa rede de metropolitano. A escolha de localizações com estas características prende-se também com a vontade das empresas de atrair e reter talento, adequar os espaços de trabalho ao perfil dos seus colaboradores, melhorando a  experiência do quotidiano.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *