Edição digital
Assine já
Imobiliário

Belas Clube de Campo avança para a criação de residências seniores

“Quisemos anteciparmo-nos e dar resposta uma procura crescente por melhor qualidade de vida e novas soluções para esta faixa etária a que chamamos “Silver Age”

CONSTRUIR
Imobiliário

Belas Clube de Campo avança para a criação de residências seniores

“Quisemos anteciparmo-nos e dar resposta uma procura crescente por melhor qualidade de vida e novas soluções para esta faixa etária a que chamamos “Silver Age”

CONSTRUIR
Sobre o autor
CONSTRUIR
Artigos relacionados
Construção do Centro de Saúde de Loulé estimada em cinco milhões de euros
Construção
Governo investe 12M€ na reabilitação de esquadras na Madeira
Construção
Viana: Construção da ERPI do Carreço financiada com recurso ao PRR
Construção
Matosinhos recebe conferência para debater “Oportunidades e Desafios no Norte de Portugal”
Empresas
Três dezenas de marcas lusas na segunda edição de 2022 da Maison&Objet
Empresas
Rehau lança Rausilento
Empresas
homem a cortar tubos sanitários
Oli lança “eLINE” para uma higiene inteligente
Empresas
Garcia Garcia inaugura nova sede em Santo Tirso
Empresas
Uma Reabilitação cómoda e sustentável com Grupo Puma
Construção
OBO apresenta V10 Compact 2.0
Empresas

A resposta a uma necessidade dos residentes e o respeito por uma tendência crescente da classe senior que procura viver próximo da família, numa comunidade que lhes proporcione qualidade de vida e um estilo de vida activo.

É desta forma que os responsáveis do Belas Clube de Campo justificam a aposta no Silver Age Ready, um conjunto de soluções residenciais com serviços integrados, destinados a seniores activos que procuram qualidade de vida, tranquilidade e segurança, ao mesmo tempo que estão próximo da família.

“À medida que a esperança média de vida aumenta e as pessoas vivem saudáveis mais tempo, cresce o conceito de ‘envelhecimento activo’ e com ele a necessidade de uma melhor qualidade de vida, com novos modelos residenciais que proporcionem uma diversidade de serviços, um estilo de vida activo em contacto com a natureza e com o mundo exterior e uma maior proximidade à família”, justificam, em comunicado, os responsáveis do Belas Clube de Campo.

“Quisemos anteciparmo-nos e dar resposta uma procura crescente por melhor qualidade de vida e novas soluções para esta faixa etária a que chamamos “Silver Age”. Há muito que somos abordados sobre esta possibilidade, e neste momento temos reunidas todas as condições para lançar uma oferta de grande qualidade no Belas Clube de Campo destinada a seniores. Aqui é possível manterem a sua independência ao mesmo tempo que estão próximo da família. refere Gilberto Jordan, presidente do Conselho de Administração da Planbelas. “Tratam-se de apartamentos, com todo o conforto e comodidades, que podem ter associados um conjunto de serviços em função das necessidades de cada pessoa. Estamos inseridos num local único, em pleno contato com a natureza, com todos os serviços essenciais e agora com o apoio da Ibersaúde na área dos cuidados de saúde no domicílio”, acrescenta.

Os apartamentos do Lisbon Green Valley caracterizam-se por uma arquitectura moderna e sofisticada, com excelentes áreas e acabamentos. Foram pensados para permitir uma boa circulação em todo o espaço, sem barreiras arquitectónicas, como degraus ou zonas mais estreitas de passagem. São apartamentos de tipologia T1, de piso térreo, com jardim e piscina privativa que permitem tirar partido de toda a envolvência. Dispõem ainda de uma suite, sala de estar com zona de refeições, cozinha totalmente equipada com zona de lavandaria, garagem e arrecadação.

O Belas Clube de Campo integra ainda um conjunto de serviços e comodidades diferenciadoras, que permitem assegurar a qualidade de vida das famílias em todas as gerações. Vigilância 24 horas/dia, parafarmácia, analises clínicas ao domicílio, minimercado, cabeleireiro, posto CTT, healthclub, restaurantes, lavandaria, golfe, ténis, e serviço de shuttle, são alguns dos exemplos dos serviços disponíveis.

Na área dos cuidados de saúde, foi estabelecido um protocolo com a Ibersaúde, de forma a assegurar uma vasta oferta de cuidados ao domicílio, tais como acompanhamento 24horas/dia, cuidados de higiene, cuidados de enfermagem, acompanhamento médico de diferentes especialistas, fisioterapia, tratamentos de feridas, entre outros, que visam promover o envelhecimento activo e saudável, nos vários ciclos de vida, maximizando o nível de independência no conforto do lar.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Artigos relacionados
Construção do Centro de Saúde de Loulé estimada em cinco milhões de euros
Construção
Governo investe 12M€ na reabilitação de esquadras na Madeira
Construção
Viana: Construção da ERPI do Carreço financiada com recurso ao PRR
Construção
Matosinhos recebe conferência para debater “Oportunidades e Desafios no Norte de Portugal”
Empresas
Três dezenas de marcas lusas na segunda edição de 2022 da Maison&Objet
Empresas
homem a cortar tubos sanitários
Rehau lança Rausilento
Empresas
Oli lança “eLINE” para uma higiene inteligente
Empresas
Garcia Garcia inaugura nova sede em Santo Tirso
Empresas
Uma Reabilitação cómoda e sustentável com Grupo Puma
Construção
OBO apresenta V10 Compact 2.0
Empresas
Construção

Construção do Centro de Saúde de Loulé estimada em cinco milhões de euros

O investimento alocado à obra ronda os cinco milhões de euros, financiados pela Autarquia de Loulé (65%) e Administração Central (35%). O prazo de execução previsto é de dois anos e meio

CONSTRUIR

Vão finalmente arrancar os trabalhos de construção da nova Unidade de Saúde de Loulé, um investimento estimado em cinco milhões de euros repartido entre o município e a administração central.

De acordo com o município, liderado por Vitor Aleixo, está agendada para o próximo dia 8 a assinatura do auto de consignação da obra do centro de saúde e lançada a primeira pedra do novo edifício.

Este equipamento irá localizar-se num terreno junto ao atual Centro de Saúde e contará com valências distintas: Agrupamento de Centros de Saúde Central – ACES Central, Unidade de Saúde Familiar Lauroé – USF Lauroé, Unidade de Cuidados de Saúde na Comunidade – UCC Gentes de Loulé e Centro de Saúde Universitário, este último da responsabilidade do ABC – Algarve Biomedical Center.

“Numa altura em que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) é um tema que está na ordem do dia na sociedade portuguesa, esta Unidade constitui uma resposta importante às necessidades existentes ao nível dos cuidados de saúde da região algarvia, sobretudo em termos de equipamentos, já que permitirá melhorar serviços, em especial na zona com maior densidade populacional”, pode ler-se na pagina da autarquia algarvia.

O investimento alocado à obra ronda os cinco milhões de euros, financiados pela Autarquia de Loulé (65%) e Administração Central (35%). O prazo de execução previsto é de dois anos e meio.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Construção

Governo investe 12M€ na reabilitação de esquadras na Madeira

A Secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, afirmou que o Governo vai investir 12 milhões de euros na reabilitação de cinco esquadras da Polícia de Segurança Pública na Madeira

CONSTRUIR

“São projectos de execução que estão concluídos e que em breve esperemos estar em condições de lançar o contrato interadministrativo, de forma que a obra possa iniciar-se, com a garantia de que o financiamento será feito pela administração central”, referiu Isabel Oneto. A Secretária de Estado esteve presente na cerimónia comemorativa do 144.º aniversário do Comando da Polícia de Segurança Pública (PSP) da Madeira, no Funchal, que decorreu no final da semana passada.

Na ocasião a responsável afirmou que, no âmbito dos investimentos a canalizar para a Região Autónoma da Madeira, será lançado, em breve, “o concurso de empreitada das Esquadras da Ponta do Sol e de Santa Cruz”, a resolução definitiva do “processo da Esquadra de Machico” e o avanço do “projecto para a Calheta e Porto Santo, sendo que o projecto para a requalificação da Esquadra de Porto Moniz já está em execução”, precisou.

A Secretária de Estado relembrou que estes projectos decorrem da Lei da Programação das Infraestruturas e Equipamentos das Forças e Serviços de Segurança, que prevê um investimento global superior a 607 milhões de euros.
Será também disponibilizada, conforme referiu, uma verba de 15 milhões de euros ao nível nacional para compra de equipamento de protecção individual, uma vez que, em média, por dia, seis agentes da autoridade são vítimas de agressão.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Construção

Viana: Construção da ERPI do Carreço financiada com recurso ao PRR

Foi garantido um financiamento público de 1.749.065 euros para o Centro Social e Cultural de Carreço, para Construção de Edifício destinado a ERPI – Estrutura Residencial para Idosos, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência

CONSTRUIR

O presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, anunciou a 63 protocolos para a requalificação e alargamento da rede de equipamentos e respostas sociais no Norte, numa sessão que contou com a presença da ministra da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, numa cerimónia que incluiu um importante investimento para o concelho vianense, garantindo financiamento para um novo hotel sénior em Carreço.

Assim, na cerimónia foi garantido um financiamento público de 1.749.065 euros para o Centro Social e Cultural de Carreço, para Construção de Edifício destinado a ERPI – Estrutura Residencial para Idosos, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência.

De acordo com a IPSS, o novo equipamento, cuja construção se prevê concluída no próximo ano, terá capacidade para 49 residentes e criará cerca de 30 postos de trabalho, permitindo assim alargar a capacidade de resposta da Instituição às necessidades da comunidade.

O Centro Social e Cultural de Carreço é uma Instituição Particular de Solidariedade Social e, como tal, possui como âmbito de intervenção a área social. Foi fundado em 1994 com o intuito de colmatar graves lacunas sociais na freguesia, designadamente a precariedade de vida dos idosos e a falta de acompanhamento e apoio às faixas etárias mais jovens.

Atualmente com seis respostas sociais protocoladas com a Segurança Social, o Centro Social e Cultural de Carreço “cuida com amor” e conta com mais de 700 sócios. Com uma equipa técnica multidisciplinar, esta Instituição oferece à comunidade serviços de grande qualidade, através das seguintes respostas: Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (Hotel Sénior), Centro de Dia, Serviço de Apoio Domiciliário, Centro de Convívio, Creche e Cantina Social.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Matosinhos recebe conferência para debater “Oportunidades e Desafios no Norte de Portugal”

A conferência “Atlantic Talks: Oportunidades e Desafios no Norte de Portugal”, irá decorrer na Biblioteca Municipal Florbela Espanca, em Matosinhos, no dia 19 de Setembro

CONSTRUIR

A conferência “Atlantic Talks: Oportunidades e Desafios no Norte de Portugal”, que irá decorrer na Biblioteca Municipal Florbela Espanca, em Matosinhos, no dia 19 de Setembro, tem como objectivo o debate sobre as melhores formas de inserir negócios inovadores na região Norte do País. Relações entre parceiros e fornecedores, sinergias, networking, contribuições em ter a sua empresa hospedada na região Norte de Portugal, são outros temas a serem abordados.

Organizada pela Atlantic Hub,  empresa global que ajuda empresários brasileiros no processo de internacionalização de empresas a partir de Portugal, em parceria com a Câmara Municipal de Matosinhos e do escritório de advogados Brasil Salomão, e com o apoio da Agência Bauc, vai contar com a presença de Marta Pontes, vereadora da Economia da Câmara Municipal de Matosinhos, na sessão de abertura, prevista para as 16 horas, seguida da apresentação de Eduardo Migliorelli, o CEO da Atlantic Hub e que irá transmitir a sua experiência profissional e perspectivas de como construir o seu negócio em Portugal.

O evento conta, ainda, com a participação do sócio do escritório Brasil Salomão, Fernando Senise, e Miguel Kramer, Of Counsel do mesmo escritório de advogados, assim como de Tiago Maia, Institucional Relations Manager do Lionesa Group, e Luís de Matos, Chairman & CEO da Follow Inspiration.

A sessão de encerramento, com o tema “Por que empresas ágeis e escaláveis escolhem o Norte de Portugal?” fica a cargo de Regina Bronstein, partner da OIBR Squad Brasil-Portugal, Nelson Sachse, Founder and Head of Tecnology da Matosinhos.tech, e Marcelos Bastos, director comercial e administrativo da Sizebay Portugal e Brasil.

O Atlantic Station é o hub de Inovação da Atlantic Hub, que junto com o Grupo Martinhal construíram uma parceria com o objectivo de acelerar o processo de entrada, validação e atracção de negócios inovadores no mercado europeu.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Três dezenas de marcas lusas na segunda edição de 2022 da Maison&Objet

A segunda edição de 2022 da feira bianual de mobiliário e decoração Maison & Objet, que se realiza no Parque de Exposições de Villepinte, em Paris, decorre de 8 a 12 de Setembro

CONSTRUIR

O carácter selectivo da feira (marcada pela qualidade, design, originalidade) continua a colocar a Maison&Objet no topo das feiras internacionais mais importantes do sector. Nesta que é a segunda edição do ano estarão representadas 29 empresas/marcas portuguesa, numa mostra diversificada do que se faz no nosso país.

A Maison & Objet será visitada na tarde do dia 9 de Setembro pelo Secretário de Estado da Internacionalização, Bernardo Ivo Cruz, que será acompanhado pelo Embaixador de Portugal em França, Jorge Torres Pereira, pela administradora da AICEP, Rita Araújo, por representantes da APIMA e por elementos da equipa da AICEP em Paris e em Portugal.

A Maison & Objet, que abrange diversos ramos da fileira casa (mobiliário, têxtil, bem-estar, mesa, iluminação, artigos decorativos, projectos e espaços de trabalho dedicados a temas específicos), realiza-se desde 1995, e é uma das feiras internacionais com mais notoriedade a nível mundial, contando com cerca de 2500 expositores e mais de 50 mil visitantes únicos. Esta feira também beneficia de uma excelente cobertura mediática contando com cerca de 1000 jornalistas estrangeiros num total de um pouco mais de 2 mil profissionais.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
homem a cortar tubos sanitários
Empresas

Rehau lança Rausilento

o novo sistema de tubos e acessórios para drenagem das águas residuais no interior dos edifícios combina a tecnologia e materiais de primeira linha para um melhor desempenho, em especial ao nível da redução de ruídos

CONSTRUIR

Rehau lança uma nova linha de produtos, Rausilento, um sistema de tubos e acessórios para drenagem das águas residuais no interior dos edifícios que combina a tecnologia sofisticada com materiais de primeira linha, para um melhor desempenho. O novo sistema recorre a uma estrutura multicamada com enchimentos absorventes de som e uma densidade de tubo de 1,2 g/cm³, este sistema garante um ambiente silencioso. Com níveis de ruído de apenas 18 dB(A) testados e comprovados pelo Instituto Fraunhofer, o Rausilento melhora consideravelmente o nível mínimo de ruído exigido para as instalações sanitárias. Ultrapassa mesmo em muito os valores acústicos máximos exigidos pelo CTE DB HR.

Os tubos são constituídos por três camadas distintas. A camada exterior é feita de polipropileno resistente ao impacto e ao choque (PP) a baixas temperaturas, o que assegura uma elevada aptidão para utilização em estaleiros de construção mesmo a baixas temperaturas no inverno. A camada intermédia é feita de PP reforçado com minerais, e a camada interior extremamente lisa evita depósitos e incrustações.

Com uma vasta gama de diâmetros de DN 32 a DN 160, Rausilento cobre os requisitos para a instalação completa de sistemas de esgotos domésticos, bem como para coletores para a recolha de tubos de queda. O sistema é completado por uma vasta gama de acessórios, suportes e sistemas de proteção contra incêndios.

O Rausilento é leve e fácil de montar e pode ser instalado por um único operador. O baixo peso dos tubos em comparação com os tubos convencionais de ferro fundido SML facilita muito a instalação, e graças à escala impressa diretamente nos tubos, o corte à medida é também muito mais rápido. Além disso, a nova gama de produtos é completada também com o colarinho anti-incêndio REHAU FP com aprovação ETA para o atravessamento de tubos através das lajes ou paredes resistentes ao fogo. O sistema também é convincente devido à sua rápida disponibilidade no distribuidor.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Oli lança “eLINE” para uma higiene inteligente

A Oli amplia a sua gama de soluções tecnologicamente avançadas com o lançamento da eLINE, uma placa electrónica que possibilita a activação da descarga de água do autoclismo sem contacto

CONSTRUIR

A Oli amplia a sua gama de soluções tecnologicamente avançadas com o lançamento da eLINE, uma placa electrónica que possibilita a activação da descarga de água do autoclismo sem contacto.

O accionamento automático é controlado por um sensor de infravermelhos inteligente (com uma distância de detecção até 900mm), que também adapta o volume de descarga de água (parcial ou completa).

Com esta tecnologia sanitária, a OLI eleva os níveis de higiene e reduz os focos de contaminação nos espaços de banho, por via da ausência de contacto manual com a placa de comando, e aumenta a eficiência hídrica, na medida em que o volume de água da descarga é determinado pelas necessidades de limpeza.

A eLINE está disponível em duas versões – Standard e Rádio -, que trazem novas funcionalidades à casa de banho, como a personalização das opções de higiene através do smartphone e a descarga remota através de um comando.
A versão Standard, com ligação bluetooth, integra uma aplicação móvel, disponível em iOS e Android, que permite alterar as configurações padrão do sistema, nomeadamente ao nível da calibração do motor, do perfil do utilizador, da monitorização da descarga, entre outros ajustes.

A versão Rádio, para além das funcionalidades asseguradas pela ligação bluetooth, permite uma activação remota, através de um comando específico.

A eLINE, desenvolvida no Centro de Investigação e Desenvolvimento da Oli, em Aveiro, é o resultado do encontro da tecnologia e do design minimalista. Fabricada em aço inoxidável, o que lhe confere uma elevada resistência, esta solução possui um sistema de bloqueio antivandalismo, tornando-a ideal para casas de banho públicas.

Com recurso à tecnologia patenteada, a OLI desenvolve continuamente melhores soluções sanitárias para transformar os espaços de banho em lugares hidricamente eficientes, intuitivos e inclusivos.

A OLI integra o “top 10” das empresas portuguesas que mais patenteiam na Europa, sendo a mais inovadora no sector da construção, de acordo com os últimos relatórios do Instituto Europeu de Patentes. Actualmente dispõe de 38 patentes activas.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Garcia Garcia inaugura nova sede em Santo Tirso

As novas instalações localizam-se no centro de Santo Tirso, na zona da antiga Fábrica Arco Têxtil. Já em Moreira de Cónegos, Guimarães, anterior morada da sede, fica apenas o estaleiro central

CONSTRUIR

A Garcia Garcia, construtora especializada no design and build de edifícios industriais, logísticos, residenciais e de serviços, inaugura esta segunda-feira, dia 5 de Setembro, o seu novo edifício sede. Actualmente gerida pela quarta geração da família Garcia, as novas instalações da empresa localizam-se no centro de Santo Tirso, na zona da antiga Fábrica Arco Têxtil. Já em Moreira de Cónegos, Guimarães, anterior morada da sede, fica apenas o estaleiro central. 

A empresa instala-se assim no renovado edifício de escritórios da antiga Fábrica do Arco Têxtil, construído há décadas pela própria Garcia Garcia, cujas origens remontam a Vila das Aves, Santo Tirso. Tem sido neste concelho que a empresa tem realizado os maiores investimentos, nomeadamente no Parque Industrial da Ermida, onde além do desenvolvimento do próprio parque, construiu as unidades industriais que ali se encontram.

“Com a mudança da sede procurávamos uma maior centralidade, com uma envolvente diferenciada e mais completa, assim como uma maior proximidade aos grandes centros urbanos. Com este novo edifício passamos também a dispor de um espaço moderno, adequado à nossa nova realidade e capaz de oferecer todo o conforto e as melhores condições aos nossos colaboradores”, explica a administração da empresa.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos

Uma Reabilitação cómoda e sustentável com Grupo Puma

A renovação da cerâmica tornou-se uma das usuais grandes mudanças na hora de dar um novo ar à sua casa

Carmen Noronha

 

Atualmente, os revestimentos cerâmicos podem ser renovados sem a necessidade de remoção dos anteriores, utilizando a linha Profissional do Grupo Puma. Além disso, você ajuda a minimizar o desperdício e reduzir o custo da mão-de-obra, assim como as demolições incómodas. Mas para isso, devem ser levadas em conta as seguintes considerações:

  • Avaliação do suporte: o suporte cerâmico antigo deve estar perfeitamente aderido à sua base, ser forte e resistente, que ao bater não soe a oco e avaliar a sua capacidade de suportar o peso do novo sistema cerâmico.
  • Limpeza do suporte: é sempre aconselhável efetuar uma lavagem prévia ou decapagem com água ligeiramente acidificada para que todos os resíduos que possam ficar na superfície (detergentes, gorduras, etc…) sejam removidos do suporte. Uma vez lavado com água acidificada, deve ser lavado com água limpa para remover quaisquer vestígios de ácido que possam ter permanecido.
  • O adesivo a ser utilizado deve ser um adesivo adequado para sobreposição de revestimentos cerâmicos, como é a Linha Profissional do Grupo Puma, que aceita uma cerâmica existente como base de assentamento. São adesivos de alta prestação, com alto teor em resina. (link: https://www.grupopuma.com/pt-PT/produtos/familia/linha-pegoland-profissional-pt )
  • Colocar a nova cerâmica escolhida respeitando sempre as juntas de colocação (mínimo 1,5 mm no interior e 5 mm no exterior) entre as cerâmicas.
  • Preencha a nova junta com argamassa de rejuntamento, como Pegoland Profissional Junta. A escolha de uma boa argamassa de rejuntamento é fundamental: a junta é o que dará ou não o devido destaque à cerâmica escolhida, e a sua qualidade e durabilidade são fatores muito importantes. Algo que devemos prestar atenção ao escolher um material de rejuntamento é:
    1. A sua alta impermeabilidade: quanto menos poroso for, mais durável será, menos se sujará e mais protege da entrada de água no sistema cerâmico.
    2. A homogeneidade da cor: para que as juntas sejam o mais discretas possível e alcancemos a uniformidade de cor que tanto procuramos entre cerâmica e junta, devem ser escolhidas argamassas cuja homogeneidade de presa torne a sua cor uniforme e estável ao longo do tempo. Quer conseguir esse efeito camaleão?
    3. Alta resistência mecânica: para que não fissure ou quebre com o tempo.
    4. Efeito protetor da saúde: argamassas bacteriostáticas, antifúngicas e antialgas, para que os microrganismos não proliferem na sua superfície. Este aspeto é ainda mais importante se a cerâmica for colocada em zonas húmidas (casas de banho, cozinhas ou piscinas).
  • Com o Grupo Puma ajudamos a alcançar a mudança que procura de forma confortável, duradoura e sustentável.

    Para mais informações sobre qualquer um dos nossos sistemas ou produtos, o GRUPO PUMA dispõe da Oficina Técnica:

    Email: [email protected]

    Web: www.grupopuma.com

     

     

    Sobre o autorCarmen Noronha

    Carmen Noronha

    cnoronha2020
    Mais artigos
    Empresas

    OBO apresenta V10 Compact 2.0

    A segunda geração do descarregador de sobretensões compacto tem uma capacidade total de descarga até 60 kA (8/20) e oferece uma solução integrada 3+1 para sistemas de rede TN e TT, com uma largura de Modul 45 mm

    CONSTRUIR

    A OBO Bettermann Portugal apresenta o V10 Compact 2.0, a versão que vem substituir o V10 Compact e que está agora ainda mais optimizada. O descarregador de sobretensões compacto tipo 2+3 tem uma capacidade total de descarga até 60 kA (8/20). Oferece uma solução integrada 3+1 para sistemas de rede TN e TT, com uma largura de Modul 45 mm, possuindo elevado desempenho com tecnologia de varistores. 

    A nova versão V10 Compact 2.0 agora é adequada não apenas para o uso no quadro parcial, mas também no quadro distribuidor principal (quadro geral) em edifícios sem sistema exterior de protecção contra raios e com a alimentação de energia através de cabo aterrado, bem como dispositivo de proteção para sistemas elétricos com máquinas rotativas.

    Com uma largura de apenas 45 mm, o V10 Compact 2.0 destaca-se pelo seu “design compacto”. Os detalhes adicionais do descarregador de sobretensões compacto incluem as aberturas dos parafusos ampliadas, o corte térmico/dinâmico e um display de função visual LED.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos

    Navegue

    Sobre nós

    Grupo Workmedia

    Mantenha-se conectado

    ©2021 CONSTRUIR. Todos os direitos reservados.