Edição digital
Assine já
Empresas

Nova plataforma integra soluções Weber, Placo e Isover

A plataforma da Saint-Gobain Portugal vai disponibilizar aos clientes e parceiros da empresa uma oferta integrada de produtos das marcas Weber, Placo e Isover

CONSTRUIR
Empresas

Nova plataforma integra soluções Weber, Placo e Isover

A plataforma da Saint-Gobain Portugal vai disponibilizar aos clientes e parceiros da empresa uma oferta integrada de produtos das marcas Weber, Placo e Isover

CONSTRUIR
Sobre o autor
CONSTRUIR
Artigos relacionados
Guardian SunGuard SNX 70 oferece luz, conforto e elegância
Empresas
Vulcano aposta na requalificação de recursos de engenharia
Empresas
Sector fintech na Europa recebeu 20MM de euros em capital de risco até Outubro
Imobiliário
Riportico elabora projecto da Zona Balnear e de Lazer de Unhais-o-Velho
Engenharia
Factoring garante mais de 11% do PIB europeu
Empresas
Real Forte III conta com “mais de 80% de vendas realizadas”
Imobiliário
Efacec entra no mercado italiano com contrato superior a 20 M€
Empresas
“Porto com Sentido” perto da centena de contratos de arrendamento
Construção
Portal da Construção Sustentável: Novo apoio à eficiência energética é “passo de gigante, mas para trás” 
Construção
Knauf Insulation: Relatório anual define “15% de emissões de carbono” como objectivo até 2025
Empresas

A Saint-Gobain Portugal acaba de lançar um novo website integrado. A nova ferramenta, dá ao usuário a possibilidade de pesquisar os produtos das marcas de construção do grupo. No novo website, é possível encontrar informação sobre a área corporativa da empresa, nomeadamente informações do Grupo em Portugal, bem como sobre a área de negócio, constando nessa secção informação sobre os produtos, sistemas, documentação e ferramentas técnicas das marcas ISOVER (isolamento térmico, acústico e protecção contra o fogo), Placo (fabrico e comercialização de gesso e placas de gesso laminado) e Weber (produção e comercialização de argamassas industriais).

“A plataforma visa, acima de tudo, ajudar clientes e parceiros a materializarem os seus espaços confortáveis e sustentáveis, prestando apoio técnico a todo o tipo de projectos”, justifica a empresa em comunicado. Entre as novas features, de destacar a velocidade do site e o facto de ser intuitivo, “com vista a facilitar o processo de pesquisa para o target profissional – arquitectos, construtores, engenheiros e orçamentistas – e não profissional “do it yourself”. É possível consultar também a lista de aplicadores e distribuidores dos produtos das várias marcas, pesquisando pela sua localização”, refere a Saint-Gobain Portugal.

O novo website coloca também à disposição do utilizador um calculador de consumo em algumas páginas de produto, ajudando-o a fazer um cálculo aproximado da quantidade de produto necessária para o seu projecto.

“Após alguns meses de trabalho e dedicação de toda a nossa equipa, estamos muito satisfeitos com o lançamento do novo website da Saint-Gobain Portugal. Com o novo site, o utilizador pode de forma fácil e intuitiva aceder às novidades, catálogos, informações técnicas de produtos, projectos, notícias e muito mais. Como sabemos que é uma mudança muito grande, a pesquisa dos produtos é disponibilizada através de dois formatos, por marca, uma vez que sabemos que o utilizador está habituado a aceder ao site de cada marca individualmente e a navegar deste modo, e por actividade, onde encontra uma oferta integrada de produtos que rapidamente satisfazem várias necessidades de uma obra. O novo website inclui ainda melhorias estéticas e possibilita uma melhor experiência, com uma navegação aperfeiçoada, permitindo aos visitantes encontrar facilmente a informação de que necessitam.”, sublinha Ana Rita Bastos, directora de Marketing da Saint-Gobain Portugal.

A Academia Saint-Gobain está, também, presente no novo site, no qual será possível encontrar informações sobre os webinars que irão acontecer, rever os anteriores e fazer formações online.

Pode aceder à plataforma aqui

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Artigos relacionados
Guardian SunGuard SNX 70 oferece luz, conforto e elegância
Empresas
Vulcano aposta na requalificação de recursos de engenharia
Empresas
Sector fintech na Europa recebeu 20MM de euros em capital de risco até Outubro
Imobiliário
Riportico elabora projecto da Zona Balnear e de Lazer de Unhais-o-Velho
Engenharia
Factoring garante mais de 11% do PIB europeu
Empresas
Real Forte III conta com “mais de 80% de vendas realizadas”
Imobiliário
Efacec entra no mercado italiano com contrato superior a 20 M€
Empresas
“Porto com Sentido” perto da centena de contratos de arrendamento
Construção
Portal da Construção Sustentável: Novo apoio à eficiência energética é “passo de gigante, mas para trás” 
Construção
Knauf Insulation: Relatório anual define “15% de emissões de carbono” como objectivo até 2025
Empresas
Empresas

Guardian SunGuard SNX 70 oferece luz, conforto e elegância

Este é um novo vidro com revestimento triplo prata que apresenta um maior controlo solar e uma transmissão de luz que se aproxima dos 70%, além de contar com um isolamento térmico elevado

CONSTRUIR

A Guardian Glass Europe lançou o produto mais recente na sua gama líder SunGuard eXtraSelective: o Guardian SunGuard SNX 70. Este é um novo vidro com revestimento triplo prata que apresenta um maior controlo solar e uma transmissão de luz que se aproxima dos 70%, além de contar com um isolamento térmico elevado. Além disso, também tem um aspecto simples e natural único e uma qualidade reflectora subtil que lhe permite atingir uma estética surpreendentemente uniforme em todos os contornos do design e em diferentes ângulos de visualização.

Isto significa que o SunGuard SNX 70 oferece aos arquitectos a oportunidade de introduzir mais luz natural, a possibilidade de melhoria na eficiência energética e no conforto para os habitantes, juntamente com uma estética de design superior. Estas características, por sua vez, podem conduzir a um melhor bem-estar dos ocupantes e são particularmente relevantes para edifícios de escritórios, cuidados de saúde e educativos, onde os níveis mais elevados de luz natural podem ajudar a incentivar a concentração, a recuperação e a aprendizagem.

O vidro é especialmente eficaz quando combinado com o Guardian UltraClear como base, disponível como SunGuard SNX 70 Ultra. Em unidades de isolamento duplo padrão, fornece 68% de transmissão de luz, 32% de factor solar e um valor Ug de 1,0 W/m2K. Em unidades de envidraçamento triplo oferece 62% de transmissão de luz, 30% de factor solar e um valor Ug de 0,5 W/m2K. A transparência superior do vidro também significa que as vistas de dentro e de fora são mais fiéis em cor.

Como parte da gama SunGuard na Europa e Rússia, o SunGuard SNX 70 tem uma Declaração Ambiental do Produto (EPD) e foi avaliado de forma independente ao abrigo do programa Produtos Cradle to Cradle Certified®, onde é certificado como Bronze.

Em termos estéticos, o reflexo exterior de 13% do vidro pode trazer um carácter elegante aos edifícios, ajudando-os a parecer mais vivos no ambiente que os rodeia e oferecendo um maior apelo visual aos transeuntes.

“Os arquitectos muitas vezes tiveram de comprometer o aspceto geral de uma fachada no que diz respeito ao vidro de alto desempenho. Agora, o SNX 70 oferece o equilíbrio perfeito entre o controlo solar, a transmissão de luz natural e uma estética surpreendentemente simples”, sublinha Andras Kovacs, Gestor de Produtos na área da Comercialização da Guardian Glass Europe

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Vulcano aposta na requalificação de recursos de engenharia

Empresa anunciou parceria com Instituto Politécnico de Castelo Branco. Primeiro webinar realiza-se no dia 15 de Dezembro, das 15h30 às 16h30, com o tema “Manutenção de Sistemas Solares Térmicos”

CONSTRUIR

A Vulcano, através do seu Instituto de Formação Vulcano (IFV), referência na formação e certificação dos profissionais nas áreas de água quente, energia solar térmica e climatização, anuncia a sua parceria com o Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) a pensar, principalmente, nos estudantes dos cursos de Engenharia Industrial e Engenharia Electrotécnica.

A primeira acção desta parceria já tem data marcada. No próximo dia 15 de Dezembro, das 15h30 às 16h30, vai realizar-se o webinar com o tema “Manutenção de Sistemas Solares Térmicos”.

Esta colaboração com o IPCB pretende criar uma ligação de proximidade entre o IFV e os estudantes, que possibilite a melhor compreensão das suas necessidades de forma a que seja possível ajudá-los na transição para o mercado laboral. Dentro das futuras acções conjuntas, destaca-se a realização de webinars ministrados por formadores do IFV que possibilitarão um maior contacto dos estudantes com a vida profissional.

João Francisco Silva, formador e dinamizador do IFV, afirma que “o objectivo é criar um espaço de formação para os profissionais de hoje e do futuro. Se queremos estar próximos do futuro, faz todo o sentido estabelecer uma parceria que ajudará a próxima geração de profissionais a ter um leque de experiências e conhecimento que lhes dêem ferramentas para ingressarem no mercado. Esta parceria com o Instituto Politécnico de Castelo Branco demonstra esta nossa vontade e temos aqui o parceiro ideal para projectarmos um amanhã mais qualificado no nosso país”.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Factoring garante mais de 11% do PIB europeu

No primeiro semestre, o sector apoiou a economia portuguesa em 15,8 mil milhões de euros. Em Portugal, o Factoring representava, no final do primeiro semestre, 15,4% do Produto Interno Bruto (PIB) do país

CONSTRUIR

O Factoring está a reforçar o peso na economia europeia neste segundo ano pandémico, demonstram os dados relativos ao primeiro semestre do ano, revelados pela EUF, Federação Europeia do sector. No acumulado do continente europeu, foi praticamente atingido o bilião de euros no primeiro semestre de 2021.

Em Portugal, o Factoring representava, no final do primeiro semestre, 15,4% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, fruto de um crescimento dos créditos tomados de 4,1% face ao período homólogo do ano passado. Nos primeiros seis meses deste ano, o total de créditos tomados pelo Factoring em Portugal foi na ordem dos 15,8 mil milhões de euros.

O crescente peso do Factoring na União Europeia é fortemente impulsionado pela prestação nos maiores actores deste sector, França, Alemanha e Itália. Somados, os três mercados constituem 55% dos 787,2 mil milhões de euros registados pelo Factoring no espaço comum. Nestes países, os créditos tomados tiveram um crescimento superior ao dos respectivos PIB, com a Alemanha em plano especial, com um reforço de 8,6% no Factoring.

A resiliência do Factoring verifica-se igualmente quando consideramos o total do continente – contabilização que já inclui o Reino Unido, segundo maior mercado para o sector –, com uma retoma clara e em linha com o espaço da União, registando-se uma produção de 953,4 mil milhões de euros. No primeiro semestre de 2020, período parcialmente limitado pelo confinamento ao longo do continente, os países europeus somavam apenas 853,2 mil milhões de euros em créditos tomados.

A recuperação no primeiro semestre de 2021 representa o regresso ao crescimento, mesmo em relação a valores de 2019, em que o mercado europeu tomou 896,5 mil milhões em créditos, comparativamente aos 953,4 mil milhões de 2021.

“No primeiro semestre de 2021 notou-se um franco aumento no recurso ao Factoring por parte das empresas como reflexo do aumento das transacções económicas”, nota Pedro Cunha, vice- presidente da Associação Portuguesa de Leasing, Factoring e Renting (ALF) responsável pelo Factoring. “Como tão bem demonstra o ‘motor’ europeu, a Alemanha, o Factoring é uma peça fundamental para dar às empresas um suporte que lhes assegure agilidade e segurança nos pagamentos e nos recebimentos, podendo elas concentrar-se em desafios e investimentos fundamentais, como são a inovação, digitalização, combate às alterações climáticas e fundamentalmente, desenvolver o seu negócio”, reforça o porta-voz da ALF, associação nacional membro da Federação Europeia de Factoring (EUF).

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Efacec entra no mercado italiano com contrato superior a 20 M€

A entrada no mercado italiano é marcada pela assinatura de um contrato na área de Switchgear com a e-distribuzione, a maior empresa de distribuição de energia eléctrica em Itália pertencente ao Grupo Enel

CONSTRUIR
tagsEfacec

A entrada da Efacec no mercado italiano é marcada pela assinatura de um contrato na área de Switchgear com a e-distribuzione, a maior empresa de distribuição de energia eléctrica em Itália pertencente ao Grupo Enel, líder integrado nos mercados globais de energia e energias renováveis e o  primeiro operador mundial do sistema de distribuição privado.

“Este contrato é da maior importância, uma vez que é o nosso primeiro grande projecto neste país, e prova o reconhecimento da excelência da Efacec para além das nossas fronteiras. A Itália é um mercado importante e um mercado onde nos orgulhamos de ter uma presença significativa a partir de agora”, afirma António Andrade, director da área de Aparelhagem da Efacec.

Entre os outros fornecedores adjudicados no concurso público lançado pelo Grupo Enel, a Efacec foi nomeada para um contrato de 20 milhões para cobrir o fornecimento de 2.300 células de média tensão (utilizadas para controlar, proteger e isolar redes eléctricas), das quais cerca de 300 estão equipadas com tecnologia livre de SF6 (não utiliza gases nocivos). A solução destaca-se pela sua inovação tecnológica e forte contribuição para a neutralidade de carbono. A Efacec está em vias de completar a aprovação das células de média tensão, prevista para a primeira metade de 2022.

O projecto representa o esforço da Efacec para conceber produtos com menor impacto ambiental, graças à utilização da tecnologia de comutadores livres de SF6 para redes de distribuição de média tensão, contribuindo para tornar as redes de energia mais sustentáveis.

Como parte do seu programa tecnológico, a Efacec investiu no último ano em processos de homologação e certificação, em clientes e mercados com elevadas exigências técnicas, tais como o mercado italiano. Como exemplo, a empresa portuguesa lançou recentemente a solução neoGEN, uma gama inovadora de comutadores modulares para distribuição secundária sem SF6.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Knauf Insulation: Relatório anual define “15% de emissões de carbono” como objectivo até 2025

Documento, denominado Insulation Matters, pretende “lançar as bases que ajudarão o grupo e os nossos clientes a continuar a crescer e a melhorar o nosso impacto ambiental para construir um mundo melhor”

CONSTRUIR

Desde 2010, a Knauf Insulation já conseguiu reduzir o impacto ambiental dos seus produtos, o que se traduziu em menos 21% de emissões de carbono. Até 2025, a empresa pretende que estas emissões não ultrapassem os 15%. Estes são apenas alguns dos objectivos alcançados e propostos publicados no 12º relatório anual do Grupo Knauf, denominado Insulation Matters e agora apresentado. Com mais de 40 anos de experiência na indústria de isolamentos, o relatório resume as conquistas da empresa num momento de incertezas, por causa da pandemia, mas também de optimismo. Os desafios colocados pela empresa no início do ano, como o bem-estar dos colaboradores, a procura de soluções inovadoras capazes de melhorar a eficiência energética e reduzir a pegada de carbono, foram mais do que cumpridos.

No seguimento da nova estratégia de sustentabilidade “Por um mundo melhor” (For a Better World), a empresa trabalha para criar edifícios sustentáveis e eficientes, reduzindo os acidentes de trabalho nas suas instalações (objectivo de 55% menos até 2023), optimizando o uso de recursos materiais e reduzindo os resíduos enviados para aterro (5% a menos até 2025).

“O relatório 2021 é uma montra das realizações da empresa e uma celebração do espírito inovador que a define”, disse Dominique Bossan, CEO da Knauf Insulation para a Europa, Médio Oriente e Ásia. “Estamos a lançar as bases que ajudarão o grupo e os nossos clientes a continuar a crescer e, assim, melhorar o nosso impacto ambiental para construir um mundo melhor”, acrescentou.

Entre os marcos mais importantes da empresa, em que participaram directa ou indirectamente os mais de 5.500 colaboradores distribuídos nos 40 países onde está presente, destaca-se a inauguração da maior unidade de produção da Knauf Insulation, no Texas, nos Estados Unidos da América, uma instalação de última geração com uma área de 56 mil m2. A empresa integrou, também um grande projecto de renovação em grande escala de 184 unidades de habitação social na Bélgica, onde foram alcançadas melhorias energéticas de mais de 26% graças à tecnologia da Knauf Energy Solutions (KES). Um serviço que chegará em breve à Península Ibérica para garantir o sucesso da vaga de renovação energética que já começou.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

MAN OptiView ganha Prémio Europeu de Sustentabilidade dos Transportes 2022

O prémio, entregue pela revista alemã “Transport”, destina-se a encorajar as empresas do sector a agir de forma sustentável, reconhecendo produtos e estratégias viradas para o futuro nesta área

CONSTRUIR

O sistema de substituição de espelhos digitais MAN OptiView, da empresa MAN & Truck Bus, ganhou o Prémio Europeu de Sustentabilidade dos Transportes 2022, pela revista comercial alemã “Transport”. O prémio destina-se a encorajar as empresas do sector dos veículos comerciais a agir de forma sustentável, reconhecendo produtos e estratégias viradas para o futuro nesta área.  A MAN oferece o OptiView para as quatro gamas de camiões TGL, TGM, TGS e TGX desde o início. Os clientes podem encomendar o sistema de substituição de espelhos digitais desde o início de Outubro de 2021.

“Este prémio mostra que criámos uma referência absoluta no campo dos sistemas de substituição de espelhos com o nosso sistema de substituição de espelhos MAN OptiView, tornando ainda melhor o nosso já excelente local de trabalho na nova geração de camiões MAN”, disse Christoph Huber, presidente do Conselho Executivo da MAN Truck & Bus Deutschland GmbH na cerimónia de entrega do prémio.

Em cruzamentos ou mudar de faixa de rodagem estão entre as situações em que, apesar da boa tecnologia de espelhos, o condutor podia anteriormente encontrar-se em situações potencialmente críticas se outros utilizadores da estrada fossem difíceis de ver, especialmente na zona do ângulo morto. O sistema de substituição de espelhos digitais OptiView, que pode ser encomendado como opção, utiliza câmaras para mostrar a situação do trânsito à volta do camião em dois grandes ecrãs de alta resolução nos pilares A e também no ecrã multimédia (rádio). Para além da vista padrão, os condutores também têm à sua disposição um zoom e uma vista de grande angular, proporcionando-lhes uma visão óptima do tráfego circundante. O OptiView reduz, assim, significativamente o risco de ignorar os outros utilizadores da estrada. O campo de visão do sistema também torna visíveis os ângulos mortos do lado do condutor e do passageiro, contribuindo assim para a segurança dos ciclistas e peões, em particular no tráfego urbano.

Para além das várias visualizações do ecrã, o MAN OptiView oferece mais funções adicionais de apoio. Por exemplo, as linhas auxiliares de largura e comprimento podem ser sobrepostas nas vistas dos ecrãs laterais, para que as distâncias e dimensões possam ser estimadas ainda melhor quando se ultrapassa ou se faz manobras. Além disso, o MAN OptiView também integra nos dois visores laterais os visores de advertência do dispositivo de saída de via, o dispositivo auxiliar de mudança de faixa de rodagem e o dispositivo auxiliar de prevenção de colisões de mudança de faixa de rodagem. Todas as informações importantes sobre a situação do tráfego circundante são assim sempre directamente agrupadas numa vista.

Outra função adicional útil e com efeitos de segurança do MAN OptiView, durante as pausas, é o modo de monitorização. Isto permite ao condutor visualizar a envolvente do veículo do seu lugar de estacionamento através da vista em grande ângulo nos mostradores laterais e da imagem da câmara frontal no mostrador do sistema de meios de comunicação, especialmente à noite quando as cortinas estão fechadas, e detectar movimentos suspeitos à volta do camião numa fase precoce. O modo de monitorização pode ser activado directamente através do módulo de controlo na cama inferior – a partir de uma posição de dormir, por assim dizer – em qualquer altura. Se o veículo estiver equipado com uma câmara de visão traseira para além do OptiView, a sua imagem é mostrada em ecrã dividido.

As manobras críticas de condução podem ocorrer não só no transporte de longa distância, em auto-estradas e vias rápidas, ao mudar de faixa ou nas entradas e saídas. Uma visão geral óptima da situação do tráfego é essencial, especialmente para as manobras e viragens tipicamente frequentes no transporte de construção e distribuição.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Böwe Systec passa a BOWE Group e aposta na intralogística em Portugal

“A automação das operações de armazenamento e movimentação dos produtos é uma necessidade para as empresas, até como resposta ao crescimento exponencial do e-commerce”, Miguel Lachat, responsável em Portugal pela Intralogistics Business Line

CONSTRUIR

A Böwe Systec, um dos fornecedoresmundiais de soluções de automação e de IoT para intralogística e printing and finishing, com sede em Augsburg, na Alemanha, alterou recentemente a sua designação para Bowe Group. Esta mudança faz parte de uma estratégia de fortalecimento do grupo que conta com 76 anos de actividade e que está presente em Portugal há mais de 40 anos, com sede em Sintra, Lisboa.

Sob a umbrela do Bowe Group foram criadas três áreas de negócio especializadas, com uma identidade de marca individual, que fornecem tecnologias integradas de automação específicas, bem como soluções de software IoT inteligentes adaptadas às necessidades individuais dos respectivos mercados-alvo. Surge assim a Bowe Intralogistics que fornece equipamentos para optimizar centros de classificação e armazéns; a Bowe Systec que representa o segmento tradicional de correio e processamento de documentos, com ênfase na tecnologia de envelopagem inteligente, classificadores de cartas e correspondência mista, e o envio de cartões de plástico e passaportes electrónico.; e a Bowe IQ com enfoque em soluções de software IoT inteligentes.

O grupo tem vindo a evoluir de fabricante de máquinas a fornecedor de serviços completos de soluções de automação ponta a ponta para diferentes sectores, tendo por base a intralogística, o processamento de correspondência e o software.  A nova estrutura composta por três divisões independentes permite responder de forma mais eficaz às necessidades individuais dos seus clientes, através de soluções adaptadas às suas áreas de negócio. Esta mudança surge após a empresa ter passado vários anos a trabalhar para ampliar substancialmente o seu conhecimento e actuação nos mais diversos segmentos de negócios, acompanhado de rápido crescimento, principalmente na intralogística. Os clientes continuam a beneficiar da rede global de vendas e serviços do BOWE Group.

Em Portugal apesar da forte presença do Bowe Group nas várias áreas em que actua, a maior aposta para os próximos anos recai no sector da intralogística, sector em que, nos últimos anos, houve uma grande evolução, dos processos. “A automação das operações de armazenamento e movimentação dos produtos é uma necessidade para as empresas, até como resposta ao crescimento exponencial do e-commerce que obrigou à modernização das operações como forma de evitar erros”, explica , como explica Miguel Lachat, responsável em Portugal pela Intralogistics Business Line.

Segurança, organização e rapidez são hoje os principais pilares para uma empresa que se queira manter competitiva no mercado. Neste sentido, “a evolução deste sector continuará a passar, inevitavelmente, pela automatização fazendo desta, por excelência, a tendência em toda a cadeia de processo”. É por isso que, “enquanto fornecedores de soluções de automação, é aqui que queremos estar e aportar valor às operações das empresas”, acrescenta.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

3,8 M€ para converter Central Shopping no Porto

O projecto de reabilitação é do arquitecto Alexandre Burmester e dará lugar ao Porto Business Plaza, num projecto de 17 000 m2 que reconverte o antigo centro comercial num edifício dedicado a espaços de escritórios

CONSTRUIR

A dte, empresa de instalações especiais do dstgroup, está a concluir os trabalhos no Porto Business Plaza, correspondente à reabilitação e reconversão do antigo Central Shopping, no centro do Porto, através da execução do projecto de AVAC e instalações especiais. A empreitada no Porto Business Plaza inclui ainda uma intervenção paisagística na praceta adjacente ao Campo 24 de Agosto, onde surgirão amplos espaços verdes e uma zona de restauração e de lazer. A execução totaliza um valor superior a 3,8 milhões de euros.

A reabilitação do Central Shopping é assinada pelo arquitecto Alexandre Burmester e executada pela CARI, construtores, num projecto de 17 000 m2 que reconverte o antigo centro comercial num edifício dedicado a espaços de escritórios. Neste projecto imobiliário, que trará uma nova dinâmica à Zona Oriental da cidade já em franca renovação e crescimento, a dte – instalações especiais – é a responsável pelos trabalhos de AVAC, instalações eléctricas, GTC, telecomunicações e segurança. A empresa do dstgroup assume também a execução do projecto paisagístico exterior, da autoria do arquitecto Luís Alçada Baptista, tornando aquele espaço num novo epicentro de lazer na Invicta.

A realização da empreitada decorre de outras operações que a dte – instalações especiais – realizou na primeira fase da reconversão do Porto Business Plaza, com intervenção em serviços comuns no empreendimento, seguindo-se trabalhos de especialidades nas fracções alugadas, nomeadamente para a Bouygues Telecom Services, Feedzai e Natixis.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

“Less is More” da OLI conquista terceiro prémio internacional

A OLI foi premiada em Milão com a placa de comando Less is More pelo “Archiproducts Design Awards”, prémio anual que celebra a excelência mundial em design

CONSTRUIR

A OLI foi premiada em Milão com a placa de comando Less is More pelo “Archiproducts Design Awards”, prémio anual que celebra a excelência mundial em design. O júri constituído por arquitectos, jornalistas, fotógrafos e directores criativos de todo o mundo, considerou a placa desenhada pelo arquitecto Alessio Pinto uma das melhores 750 propostas seleccionadas para a competição.

Este é o terceiro prémio mundial que a Less is More conquista este ano, depois de ter ganho o Red Dot Award 2021 e o iF Design Award 2021, considerado o ‘Óscar’ do design mundial. “Com esta tripla premiação, a OLI consolida o seu posicionamento como uma marca inovadora, à escala global, que tem investido no design e na tecnologia para tornar a casa de banho num lugar de beleza, conforto e sustentabilidade”, considera a empresa em comunicado.

A Less is More, fabricada em aço inox e inspirada na máxima “menos é mais” de Ludwig Mies van der Rohe (1886-1969), assume uma forte identidade eclética e funcional. Os tradicionais botões de acionamento da descarga de água do autoclismo dão lugar a dois cordões, que nos fazem recuar no tempo e visualizar os primeiros mecanismos sanitários da história.

Alessio Pinto quis também desenhar uma placa intuitiva e explica: “Num relance, percebemos o significado do mais e do menos da descarga de água. Os cordões – mais e menos curto – assumem a função de sinais analógicos para induzir uma ação clara e imediata. Aqui não há sinais ou símbolos a decifrar, há apenas uma escolha feita com o primeiro olhar. Acreditamos que esta compreensão instantânea torna esta placa muito original e empática”.

Nos últimos anos, a OLI tem intensificado a sua relação com a arquitectura ao criar parcerias com arquitectos de referência como Álvaro Siza Vieira (Prémio Pritzker 1992), Eduardo Souto de Moura (Prémio Pritzker 2011), Romano Adolini e, agora, Alessio Pinto, que aplicaram o seu talento na criação de peças únicas que transformam casas de banho de todo o mundo.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Carmo Wood lança parques infantis para casas particulares

A empresa reforçou a sua gama de equipamentos lúdicos com duas propostas pensadas para servir o mercado particular mas que replicam as características da gama de mobiliário

CONSTRUIR

A Carmo Wood, empresa portuguesa líder em Portugal em parques infantis em madeira, acaba de reforçar a gama de equipamentos lúdicos com duas propostas pensadas para servir o mercado particular. Os novos modelos Medieval Park – Serpa e Évora – combinam design inovador, funcionalidade e dimensão reduzida, assumindo-se como equipamentos de eleição para casas com jardim, quintas, alojamentos locais ou casas de férias.

A experiência de mais de 40 anos da Carmo Wood na produção de parques infantis manifesta-se na segurança e durabilidade destes novos equipamentos, assim como na multiplicidade de actividades disponibilizadas para horas de diversão garantida, sempre em segurança e com garantia Carmo Wood.

As suas características únicas, como sejam a forte componente de madeiras, elevado enquadramento paisagístico e sobretudo com várias soluções de diversão para as crianças, ditaram o sucesso desta linha de produtos junto de municípios e juntas de freguesia de norte a sul do país e ilhas. Agora, os parques infantis Carmo Wood da gama Medieval chegam às casas particulares, com dois novos modelos e dimensões reduzidas.

Recorde-se que a Carmo Wood foi pioneira no design e produção de parques infantis e também na certificação dos mesmos. Os primeiros parques, totalmente em madeira, remontam à década de 80, tendo evoluído para sistemas policromáticos, com uma ampla oferta de materiais, capazes de assegurar a melhor relação estética-segurança e, ao mesmo tempo, o desenvolvimento e diversão dos seus utilizadores.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos

Toda a informação sobre o sector da construção, à distância de um clique.

Assine agora a newsletter e receba diariamente as principais notícias da Construção em Portugal. É gratuito e não demora mais do que 15 segundos.

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 CONSTRUIR. Todos os direitos reservados.