Engel & Völkers regista subida de 37% no volume de transacções

Por a 29 de Janeiro de 2020


A Engel & Völkers continua a registar recordes em Portugal. Em 2019, a líder mundial do mercado de mediação de imóveis residenciais e comerciais de luxo registou um volume de negócios recorde nas propriedades transaccionadas, atingindo a marca de 107 milhões de euros, uma subida de 37% face a 2018. Meio milhão de euros foi o valor médio das propriedades vendidas, mais 14% que em 2018.

Nas operações de arrendamento de imóveis premium os números também subiram. Neste tipo de operação a Engel & Völkers registou um volume de transacções próximo de 1,3 milhões de euros, o que representa uma subida de 9% face a 2018.

Estes números mostram o resultado da aposta da Engel & Völkers em Portugal. “Portugal continua a ser um destino de eleição e acreditamos que tem potencial para continuar a impulsionar o crescimento do nosso negócio neste País. Fizemos um investimento de 1,3 milhões de euros no Market Center em Lisboa, e vamos continuar a aumentar a rede de franchisados nas zonas premium do país”, referiu JuanGalo Macià, CEO da Engel & Völkers para Espanha, Portugal e Andorra.

Em 2019, o Grupo Engel & Völkers aumentou as receitas de comissões em 13% para 820 milhões euros, face aos 728 milhões de euros registados em 2018. Este resultado marca um reforço do crescimento do volume de receitas da multinacional alemã especializada na mediação de imóveis de luxo no último exercício financeiro. “Este resultado recorde, com um volume de receitas superior a 800 milhões de euros, demonstra a forma efectiva como a nossa estratégia de expansão está a ser implementada pelo mundo,” afirmou Sven Odia, CEO da Engel & Völkers AG.

Em 2020, a Engel & Völkers assume a expansão do negócio em mercados imobiliários de luxo. O grupo opera em mais de 800 localizações, em quatro continentes, e tem mais de 12.000 pessoas a operar sob a marca. “Para este novo ano, pretendemos intensificar o nosso negócio internacional, bem como centrar os nossos esforços em novos segmentos de negócio,” afirmou Sven Odia, CEO da Engel & Völkers AG.

PUB

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *