UPskill vai capacitar 3000 trabalhadores em TICE

Por a 4 de Março de 2020

Foi assinado o acordo do programa nacional UPskill que pretende reconverter três mil trabalhadores em profissionais da área de Tecnologias de Informação, Comunicações e Electrónica (TICE), através de formação intensiva (de 3 a 6 meses + 3 meses on job). Um programa apoiado pelo Governo Português que implementa a integração nas empresas através da atribuição de um salário mínimo de 1200,00 €. O acordo foi rubricado durante a 3ª Conferência do Fórum Permanente para as Competências Digitais do programa INCoDe.2030, que decorreu ontem na alfândega do Porto
O evento contou com a presença do Primeiro-Ministro, António Costa, o Ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e o Ministro da Ciência, Tecnologia, e Ensino Superior, Manuel Heitor, a quem coube o encerramento da conferência. “É importante envolver todas as gerações, homens e mulheres, neste esforço de transformação digital”, referiu Manuel Heitor.

Antes disso, e ao longo da manhã, o chefe do Executivo começou por salientar que além da centralização que já existe nos jovens através do sistema de ensino, é importante que haja uma concentração naqueles que já estão no mercado do trabalho e mesmo com aqueles que, tendo já saído, não podem estar excluídos. O lema ao longo do dia foi mesmo o de “não deixar ninguém para trás.” A inclusão e requalificação digital foi uma das áreas mais exploradas e debatidas nos diferentes painéis deste programa.

Já o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, ressalvou o facto da transformação digital das sociedades e da economia ser o desafio mais importante que o país enfrenta. Além da capacidade de aceleração, de possibilidades de tecnologias digitais de comunicação, o aumento da capacidade de produção, de processamento, armazenamento e comunicação de dados, está-se a criar um conjunto de possibilidades no mundo dos negócios, na vida sociável, que tornará a mudança vertiginosa nos próximos 10 anos.

Apresentado ainda em 2017, como um esforço integrado, transversal à sociedade civil e com vários eixos de actuação, o Programa INCoDe.2030 teve início em 2018. Durante os últimos dois anos, juntou os vários intervenientes em torno dos cinco eixos de actuação. Nuno Rodrigues, coordenador geral do programa, referiu também que já se sente uma mudança positiva, cujo o reflexo é visível nos principais indicadores europeus. O mais recente relatório que será divulgado em breve, aponta para a subida de dois pontos percentuais no capital humano, relativo à capacitação digital.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *