Edição digital
Assine já
Empresas

CARI, dstgroup e IPCA lançam formação profissional para dar resposta ao mercado

Esta formação está vocacionada para actualização de conhecimentos de técnicos da indústria de construção civil e para o reforço de competências na utilização de ferramentas digitais

CONSTRUIR
Empresas

CARI, dstgroup e IPCA lançam formação profissional para dar resposta ao mercado

Esta formação está vocacionada para actualização de conhecimentos de técnicos da indústria de construção civil e para o reforço de competências na utilização de ferramentas digitais

CONSTRUIR
Sobre o autor
CONSTRUIR
Artigos relacionados
LIDL investe 17 M€ na modernização de mais quatro lojas
Empresas
LIDL-loja
Construção metálica e mista bate recorde de exportações
Construção
Construção modular da Dstgroup integra Smart Studios Asprela
Construção
Construção sustentável entre os premiados do BfK Ideas
Construção
MAP Engenharia com duas novas obras em execução
Engenharia
Veka apresenta as suas últimas inovações na feira Veteco
Empresas
MASS Lab projecta comunidade sustentável na Quinta da Freixeira [c/galeria imagens]
Arquitectura
iCapital expande escritório de Lisboa
Imobiliário
Portugal Sotheby’s Realty cresceu 40% em facturação desde Janeiro
Imobiliário
Grupo Gresmanc reforça compromisso com meio ambiente com certificação ISO 14001
Empresas

A construtora CARI e a Escola Técnica Superior Profissional do IPCA lançaram a 1ª edição do Curso Técnico Superior Profissional em Preparação e Gestão de Obras, uma formação avançada direccionada para o contexto de trabalho que se destina a fazer face à escassez de profissionais e a promover a formação de técnicos altamente especializados. A iniciativa traduz a importância de fomentar a interacção entre instituições do ensino superior e o tecido empresarial.

O curso, distribuído por quatro semestres em horário pós-laboral, será realizado sob orientação do corpo docente do IPCA e de elementos dos quadros superiores da CARI e de empresas suas parceiras do dstgroup, como a bysteel, a dst e a BIM+, e também da zet gallery, garantindo assim a transferência de conhecimento e as melhores práticas designadamente no sector da construção civil.

Desenhado para proporcionar conteúdos alinhados com a necessidade do mercado de trabalho, esta formação está vocacionada para actualização de conhecimentos de técnicos da indústria de construção civil e para o reforço de competências na utilização de ferramentas digitais promovendo a digitalização do sector da construção.
No final do curso os formandos terão desenvolvido competências técnicas especificas na área da construção, capazes de os habilitar a desempenharem com sucesso funções de preparação de obra, de acordo com as melhores práticas aplicáveis à profissão, devidamente adaptadas ao contexto actual, nomeadamente ao nível do enquadramento tecnológico das ferramentas de trabalho disponíveis e em observância das exigências do mercado, em estreito alinhamento com a procura das empresas do sector da construção.

A par das componentes científicas e técnicas, o curso apresenta um curriculum diversificado, no qual se inclui módulos dedicados às áreas das Humanidades e da Cultura, que será ministrado nos três primeiros semestres. O quarto e último semestre decorre em contexto empresarial para aquisição e desenvolvimento de competências técnicas, relacionais e organizacionais, relevantes para a qualificação profissional a adquirir. O último semestre é realizado em contexto de trabalho, com um estágio curricular.

A primeira edição do Curso Técnico Superior Profissional Preparação e Gestão de Obras já está a decorrer, tendo sido preenchidas as 26 vagas disponíveis, com alunos com idades entre os 18 e os 53 anos. Fazem parte deste grupo de alunos alguns trabalhadores das empresas que participam no projecto, numa perspectiva de reforço de competências.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Artigos relacionados
LIDL-loja
LIDL investe 17 M€ na modernização de mais quatro lojas
Empresas
Construção metálica e mista bate recorde de exportações
Construção
Construção modular da Dstgroup integra Smart Studios Asprela
Construção
Construção sustentável entre os premiados do BfK Ideas
Construção
MAP Engenharia com duas novas obras em execução
Engenharia
Veka apresenta as suas últimas inovações na feira Veteco
Empresas
MASS Lab projecta comunidade sustentável na Quinta da Freixeira [c/galeria imagens]
Arquitectura
iCapital expande escritório de Lisboa
Imobiliário
Portugal Sotheby’s Realty cresceu 40% em facturação desde Janeiro
Imobiliário
Grupo Gresmanc reforça compromisso com meio ambiente com certificação ISO 14001
Empresas
LIDL-loja

LIDL-loja

Empresas

LIDL investe 17 M€ na modernização de mais quatro lojas

Macedo de Cavaleiros, Ermesinde, Almada e Cascais são as lojas que foram alvo de modernização, no âmbito da estratégia de sustentabilidade da marca

CONSTRUIR
tagsLidl

No âmbito da estratégia de modernização da sua rede de lojas em Portugal, o Lidl inaugura esta sexta-feira, dia 11 de Novembro quatro lojas: Macedo de Cavaleiros, Ermesinde, Almada e Cascais.

Integradas no “actual e inovador” conceito de loja, que tem vindo a ser implementado de Norte a Sul do país, as novas lojas visam “proporcionar à população uma melhor experiência de compra, mais conveniente, bem como o acesso a serviços inovadores e produtos de máxima qualidade ao melhor preço”.

Estas remodelações, avaliadas em cerca de 17 milhões de euros, reforçam igualmente a economia local através da criação de quase 30 novos postos de trabalho.

Com localizações de excelência, as novas lojas apresentam áreas de vendas entre os 1200m2 e os 1440m2, com corredores mais largos e fachadas inteiramente em vidro, que conferem uma maior luminosidade.

No âmbito da estratégia de sustentabilidade do Lidl, as lojas privilegiam o uso de iluminação LED, e a loja de Ermesinde está equipada com pré-instalação para painéis solares. Todas as lojas disponibilizam ainda um posto de carregamento rápido, que permite o carregamento de 80% da bateria de viaturas eléctricas em apenas 30 minutos. A loja de Almada inclui, ainda, estacionamento para bicicletas.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Veka apresenta as suas últimas inovações na feira Veteco

A marca irá estar presente com um espaço de 237m2, sob o lema ‘We Create Better Living Spaces’, em Madrid, de 15 a 18 de Novembro

CONSTRUIR

A Veka vai marcar presença na próxima edição da Veteco, a feira do sector das janelas que vai acontecer entre os 15 e 18 de Novembro, em Madrid. Com um um espaço de 237m2 e sob o lema ‘We Create Better Living Spaces’, serão apresentadas as diferentes soluções recriando uma casa.

Algumas das suas mais recentes inovações, inclui-se um novo conceito de janela deslizante Vekaslide Hi-5, Vision XXL by VEKA, ou o compromisso para atender às exigências do mercado em termos de economia de energia e eficiência com soluções de alto desempenho como Softline 76 Passiv ou Softline 82 Passiv 1.0, ambas certificadas pelo Passivhaus Institute. Além disso, vão também dar a conhecer as suas soluções para a ‘casa inteligente’ Texino, que permitem a construção adaptada a necessidades específicas.

Vekaslide Hi-5

Projectado para novos produtos de construção e renovação, proporciona um deslizamento suave e sem esforço, além da sua possibilidade de ventilação graças ao bloqueio intermediário das suas folhas, garantindo a segurança da casa.

Do ponto de vista técnico, o Vekaslide Hi-5 supera as características usuais no mercado para este tipo de sistema, com classificação AEV 4/9A/C1. Tem um desempenho térmico UW ≤ 1,3 W/m2K com vidro duplo Ug ≤ 1,1 W/m2K e atenuação acústica até 38dB, permitindo vidros até 36mm.

Softline 76 PASSIV

Certificado pelo Instituto Passive House para a climatologia da Península Ibérica, classificado como clima quente-temperado, o Softline 76 Passiv apresenta um excelente comportamento térmico (Uf: 1,1W/m2K e Uw: até 0,75W/m2K), para o qual também contribui a junta central, na medida em que oferece uma barreira perimetral adicional, que melhora o isolamento térmico e/ou acústico e oferece o correcto isolamento da câmara de ferragens, o que pode prevenir possíveis corrosões em ambientes salinos.

O sistema permite envidraçamento de até 48 mm, o que facilita o encaixe de vidros com melhores composições, tornando-o muito adequado para gabinetes com necessidades térmicas e acústicas especiais.

O sistema encontra-se disponível em mais de 50 tonalidades e acabamentos e em quatro cores de base.

Vision XXL by Veka

As janelas fabricadas sob este conceito permitem que seu tamanho seja aumentado até 20% a mais do que uma janela convencional. Além disso promovem o ganho de luz, aumentando-o em 4%, e aumentam a carga de vidro e, portanto, o isolamento acústico.

Da mesma forma, este novo conceito de janela cumpre os requisitos das normas europeias de acessibilidade, respeitando a passagem PMR (para Pessoas com Mobilidade Reduzida).

A casa conectada Texino

Trata-se de uma gama de produtos que permite conceber uma casa adaptada às necessidades de cada utilizador. Manter uma temperatura interna confortável com humidade adequada, abrir e fechar janelas ou persianas automaticamente para controlar a qualidade do ar, ou, simular a presença em casa, podem ser facilmente automatizados.

WinDo Flow

A solução de tecnologia sem fio NFC (Near Feel Communication), WinDo Flow, permite, através da incorporação de um chip dentro da janela, conectar a uma app para download em qualquer telefone, permite que o fabricante inclua diferentes informações sobre o produto, sistema, rastreabilidade e até conselhos de uso para o usuário da janela, seja ele particular ou arquitecto, com a ampla gama de perfis Veka.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Grupo Gresmanc reforça compromisso com meio ambiente com certificação ISO 14001

A obtenção da certificação de acordo com esta norma permite à empresa demonstrar o seu compromisso com a preservação do meio ambiente, a consciência ambiental e a melhoria dos processos do ponto de vista da sustentabilidade

CONSTRUIR

O Grupo Gresmanc anunciou a obtenção da certificação ISO 14001 com vista a reforçar o compromisso da empresa com o meio ambiente.  Um reconhecimento que se junta às certificações ISO 9001, a Gestão da Qualidade e outros reconhecimentos de natureza ambiental, como a Declaração Ambiental de Produto (DAP) já alcançados.

A norma internacional UNE-EN ISO 14001:2015 estabelece uma série de requisitos que uma empresa deve ter para certificar o seu sistema de gestão ambiental. A obtenção da certificação de acordo com esta norma ajuda o Grupo Gresmanc a demonstrar o seu compromisso com a preservação do meio ambiente, a consciência ambiental e a melhoria dos processos do ponto de vista da sustentabilidade.

Para isso, foram estabelecidas ferramentas e sistemas focados nos processos produtivos, levando em consideração os efeitos ou externalidades que derivam do meio ambiente para reduzir os riscos ambientais.

Esta certificação supõe uma série de vantagens relacionadas com diferentes acções que permitem, nomeadamente, avaliar e controlar aspectos ambientais nos processos operacionais, certificar o cumprimento dos requisitos exigidos pela legislação ambiental, utilizar produtos que não agridam o meio ambiente durante todo o seu ciclo de vida, bem como o reaproveitamento ou tratamento adequado de sobras de materiais, considerar as propostas de fornecedores, funcionários da empresa e partes interessadas para reduzir o impacto ambiental, desenvolver todas as actividades no âmbito da protecção ambiental, em que se promova a conservação do ambiente nas áreas onde as actividades são desenvolvidas, o consumo racional dos recursos naturais, a gestão eficiente dos resíduos e a prevenção da poluição. Por fim, permite, ainda, à empresa posicionar-se em mercados onde há uma crescente consciência ambiental, devido à exigência que a sociedade exerce sobre as empresas para que sejam respeitosas com o meio ambiente.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Daikin Europe investe 50 M€ em expansão de fábrica na República Checa

A expansão implicou a construção de um edifício fabril adicional e de novas linhas de produção, permitindo à nova unidade industrial aumentar a sua produção em cinco vezes até 2025

CONSTRUIR

A fábrica Daikin Device Czech Republic, localizada em Brno, na República Checa, expandiu a sua capacidade de produção de bombas de calor, com o objectivo de expandir a capacidade de produção para toda a Europa.

Com um investimento de 50 milhões de euros, a expansão implicou a construção de um edifício fabril adicional e de novas linhas de produção, permitindo à nova unidade industrial uma capacidade de produção que irá permitir aumentar cinco vezes até 2025.

Desta forma, a empresa responde ao aumento crescente da procura de soluções sustentáveis de aquecimento, ao mesmo tempo que contribui para a tão necessária transição energética.

“Sempre nos esforçámos por desenvolver e produzir os nossos produtos perto dos mercados que servimos”, diz Patrick Crombez, director geral da Daikin Europe Heating & Renewables. Por isso, acrescenta, “actualmente, as nossas bombas de calor hidrónicas (ar/água) residenciais vendidas na Europa são 100% concebidas e fabricadas na Europa, o que nos torna o maior fabricante de bombas de calor hidrónicas (ar/água) do continente”.

Este investimento segue-se aos já anunciados para as fábricas na Bélgica e Alemanha, bem como Polónia, cuja inauguração está prevista para 2024.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Palbit desenvolve novo projecto de I&DT com Universidades de Aveiro e Coimbra

Este novo projecto procura desenvolver ferramentas de maquinagem mais rápidas, leves e com melhor desempenho e vai potenciar a expansão da Palbit para novos sectores e mercados

CONSTRUIR
tagsPalbit

A Palbit, especializada no sector pulverometalúrgico, está a desenvolver um projecto de manufactura aditiva de compósitos de base cerâmica para componentes mecânicos, em parceria com a Universidade de Aveiro e com a Universidade de Coimbra. Este novo projecto de I&DT, com o acrónimo 3DCompCer, visa o desenvolvimento de ferramentas de maquinação complexas através de técnicas inovadoras de manufactura aditiva (MA), nomeadamente ferramentas de maquinagem com sistemas de refrigeração interna.

“Actualmente, a complexidade do processamento de canais internos de refrigeração ou a utilização de multimateriais, através das técnicas convencionais de fabrico subtractivo e replicativo são inadequadas para o tipo de ferramenta utilizadas nas operações de maquinagem. Desse modo, a aplicação de técnicas de fabrico aditivo que permitem o processamento de geometrias complexas, como fresas e pastilhas de corte com canais internos de refrigeração são muito importantes para a melhoria dos processos de maquinagem”, explica a empresa.

As novas ferramentas desenvolvidas no âmbito deste projecto apresentam características inovadoras que as distinguem das ferramentas presentes no mercado. Entre elas a empresa destaque “a possibilidade de alargar o campo de aplicação das ferramentas de maquinagem de base cerâmica em condições mais exigentes de maquinagem e com tempos de vida útil superiores e a optimização da geometria das ferramentas, através da introdução de canais internos de refrigeração, que permitirá reduzir significativamente o peso das ferramentas e simultaneamente diminuir o consumo de matérias-primas de custo elevado”. Para além disso, será também investigada a possibilidade de introdução de materiais mais sustentáveis, tendo em vista a redução do impacto ambiental.

Através deste projecto, “a Palbit pretende fornecer uma solução inovadora quer ao nível da tecnologia utilizada, quer ao nível das suas características diferenciadoras e assim, inserir-se em novos segmentos de mercado, ainda mais técnicos e exigentes, para operar em materiais ainda mais complexos e de maior valor acrescentado, cujo processamento exija maiores velocidades”. A empresa tenciona ainda expandir o seu mercado para países europeus com elevado potencial de integração desta nova tecnologia e alargar a gama de produtos PALBIT, nomeadamente na produção de novas ferramentas em compósito cerâmico com canais internos de refrigeração, com recurso à tecnologia da manufactura aditiva.

No âmbito deste projecto liderado pela Palbit em colaboração com as Universidades de Aveiro e Coimbra estão a ser realizadas pesquisas científicas, que foram destacadas durante o Congresso World PM2022, promovido pela Associação Europeia de Metalurgia do Pó.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Vulcano organiza novo webinar sobre AQS

A iniciativa, que decorre no dia 21 de Novembro, com início às 9:30h, terá como estrela a nova Bomba de Calor Aquasmart2

CONSTRUIR

O Instituto de Formação Vulcano (IFV), espaço de formação e certificação dos profissionais de hoje e do futuro nas áreas de água quente, energia solar térmica e climatização, está a organizar um novo webinar sobre as novidades no âmbito das bombas de calor AQS.

A iniciativa, que terá a duração de uma hora, com início às 9:30h do dia 21 de Novembro, terá como estrela a nova Bomba de Calor Aquasmart2.

O programa deste webinar consistirá na apresentação da nova gama de bombas de calor AQS e abordará as principais características dos equipamentos, assim como os requisitos de instalação e ventilação, os modos de operação e ainda a combinação com solar térmico; fotovoltaico e caldeira.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

120º aniversário da Bondex comemorado com novos lançamentos

A Bondex lança duas novidades para madeira: o betume com microfibras naturais e o verniz aquoso. A marca que comemora este ano o seu 120º aniversário reforça, assim, o seu posicionamento no mercado

CONSTRUIR

A Bondex, apresenta ao mercado duas soluções, que vêm reforçar o seu posicionamento neste segmento. Um novo betume com microfibras naturais para melhor nivelar e alisar a madeira e um verniz aquoso, que evita odores fortes e reforça a protecção contra riscos e abrasão. Estas duas novidades vêm completar a já alargada gama de produtos.

Betume para madeira
Trata-se de um Betume com micro fibras naturais para madeira, especialmente concebido para alisar, recobrir, regularizar/nivelar ou ainda selar superfícies de madeira, em contextos de interior e de exterior, preparando-a para posterior pintura. Esta novidade da gama Bondex é recomendada para aplicação em madeira natural, pavimento, parquet, caixilhos de
madeira e móveis, sendo ideal, neste último caso, para o restauro de peças em madeira que se queiram preservar com um aspecto bonito e saudável, por muito tempo. Está disponível em branco.

Verniz universal aquoso
Este verniz destaca-se pela sua base aquosa, sendo direccionada a sua aplicação em madeiras interiores. Permite uma fácil aplicação e uma secagem rápida, diferenciando-se de outros produtos para o mesmo efeito, pelo seu odor reduzido. Sendo um Verniz Bondex é de destacar também a sua resistência ao risco e à abrasão, bem como a sua elevada elasticidade e o facto de não amarelar a madeira, mantendo-a sempre com o seu aspecto e a beleza naturais. Está disponível nos tons: incolor, carvalho médio e carvalho escuro.

O novo visual da marca, transversal ao todos os produtos, tem como objectivo a uniformização em toda a Europa, o novo selo de “Herança Escandinávia” vem reforçar a qualidade histórica dos produtos e da marca.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

Cosentino instala um dos maiores painéis fotovoltaicos de autoconsumo em toda a Europa

Com uma capacidade de 20 megawatts-pico (MWp), representa cerca de 20% do consumo eléctrico anual do Parque Industrial da Cosentino. O investimento de 14M€ será reforçado já em 2023 com a instalação de painéis solares nos telhados das suas fábricas, representando um investimento adicional de 10M€

CONSTRUIR

O Grupo Cosentino inaugurou oficialmente o maior painel fotovoltaico de autoconsumo de Espanha, e um dos maiores em toda a Europa. A instalação está localizada nos municípios de Cantoria e Partaloa, dentro do Parque Industrial que a multinacional tem em Almeria. Com um investimento de 14 milhões de euros, este projecto já em funcionamento supõe um novo modelo de gestão de electricidade renovável em toda esta área industrial.

A plataforma conta com quase 37.000 painéis solares de 540Wp cada um e uma estrutura fixa numa área total de mais de 40 hectares. Com capacidade de 20 megawatts no pico (MWp), gerará aproximadamente 34.000 MWh por ano. Representa cerca de 20% do consumo eléctrico anual da Cosentino. Enquadrada na estratégia de descarbonização 2030-2050 da empresa, este investimento contribuirá para a redução da sua pegada de carbono, como também combinará uma iniciativa de recuperação da biodiversidade. Desta forma, 15 hectares anexos à plataforma solar serão dedicados a um projecto de biodiversidade baseado na plantação de flora e espécies autóctones.

Dando continuidade à aposta na energia solar, a empresa já lançou uma segunda fase que consiste na instalação de painéis solares localizados nos telhados das suas fábricas. Este projecto de cobertura, com arranque previsto para o final de 2023, envolverá um investimento de cerca de 10 milhões de euros. Esta segunda instalação terá uma potência de 15MW, que será adicionada aos 20MW da plataforma terrestre real, e contribuirá para elevar para 30% o valor anual de produção de energia autoconsumo no Parque Industrial Cosentino.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos

Processed with VSCO with av4 preset

Empresas

Ferpinta espera facturar 350 M€ em 2022

No ano do seu 50º aniversário, a empresa, fabricante de tubos de aço, espera alcançar “um dos seus melhores anos” em termos de facturação

CONSTRUIR

A Ferpinta, criada pelo Comendador Fernando Pinho Teixeira, que celebra este ano o seu 50º aniversário, apresentou o balanço de facturação, que regista  um dos seus melhores anos.

Depois de 2021 ter sido o melhor ano de toda a história da empresa em termos de facturação, 2022 está a ser “um ano também muito positivo”. Até ao final do ano a empresa, especialista no fabrico de tubos de aço, prevê atingir os 350 milhões de euros de facturação, sendo que o resultado líquido deste mesmo período é de 45 milhões de euros.

Ainda que, tal como muitas outras empresas, tenham sentido repercussões da Guerra na Ucrânia, como o aumento dos preços dos materiais e da energia e a incerteza, a Ferpinta acabou por ver reflectidos apenas impactos indirectos.

Ainda neste ano, a empresa fez um investimento de mais de 1 milhão de euros, a par do investimento de 50 milhões de euros em curso para a construção da nova fábrica na Zona Industrial de Loureiro, em Oliveira de Azeméis.

O 50º aniversário da Ferpinta foi ainda assinalado pelo patrocínio ao Futsal de Azeméis e pela reunião de stakeholders, com o objectivo de apresentar as novidades da empresa, de partilhar a sua visão do futuro e de apresentar soluções inovadoras que vêm acrescentar valor e capacidade de produção e de oferta comercial aos seus clientes.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos
Empresas

“+ Concreta Interior Architecture Trends” nasce em 2023

A 31º Edição da Concreta regressa só em 2024, mas a organização anuncia a organização da + Concreta Interior Architecture Trends. O evento, especial e exclusivo para a área dos acabamentos para a arquitectura irá decorrer nos dias 23 e 24 de Novembro 2023, na Alfandega do Porto

CONSTRUIR

A 31º Edição da Concreta regressa só em 2024, já que o certame irá manter o seu caracter bianual, mas a organização anuncia a organização da + Concreta Interior Architecture Trends.

“Um evento especial e exclusivo na área dos acabamentos para a arquitectura, que irá decorrer nos dias 23 e 24 de Novembro 2023, na Alfandega do Porto”, anuncia a directora de marketing da Exponor. O evento, voltado para a arquitectura e design, será palco das últimas tendências onde as empresas serão inspiração para o desenvolvimento do sector.

“Este é um formato inovador, destinado a fabricantes e marcas que trabalham o B2B. As empresas terão acesso a um projecto chave-na-mão. Todo o layout do espaço é definido pela equipa multidisciplinar da Concreta + e a montagem é da inteira responsabilidade da organização do evento”, refere Amélia Estêvão.

Local de partilha de conhecimento, experiências e inspirações com conferências e sessões técnicas a Feira é especialmente dedicada a empresas de arquitectura, aos segmentos de espaços de banho, cozinha, revestimentos e pavimentos.

“Enquanto a Concreta está direccionada para toda a fileira da construção, engenharia e design a + Concreta será um evento de nicho, com um formato mais pequeno direccionado para todos os segmentos que actuam mais na parte final da construção. Foi algo que sentimos falta na Concreta e por isso pensámos em algo mais direccionado num encontro mais B2B”, justifica a responsável da Exponor.

O evento inclui a realização de jantar networking com alguns expositores e uma selecção dos principais responsáveis dos gabinetes de arquitectura, “oferecendo um ambiente propício à negociação, com encontros menos formais e mais eficazes, durante os dois dias de evento”.

Sobre o autorCONSTRUIR

CONSTRUIR

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 CONSTRUIR. Todos os direitos reservados.