Edição digital
Assine já
    PUB
    Empresas

    Roca regressa à Fuorisalone com um pavilhão concebido por Benedetta Tagliabue

    O pavilhão Nutura poderá ser visitado até 26 de Abril, no pátio da Universidade de Milão no âmbito da Fuorisalone 2023

    CONSTRUIR
    Empresas

    Roca regressa à Fuorisalone com um pavilhão concebido por Benedetta Tagliabue

    O pavilhão Nutura poderá ser visitado até 26 de Abril, no pátio da Universidade de Milão no âmbito da Fuorisalone 2023

    CONSTRUIR
    Sobre o autor
    CONSTRUIR
    Artigos relacionados
    Ângelo Ramalho deixa Efacec a 31 de Julho
    Empresas
    Já abriram as candidaturas para o Prémio Inovação Jovem Engenheiro
    Engenharia
    Decorhotel 2024 já contabiliza 85% dos espaços vendidos
    Empresas
    Livo e Bling Energy estabelecem parceria
    Empresas
    Aroa Ruzo é a nova Country Manager da Schneider Electric em Portugal
    Empresas
    Fercopor lança segundo projecto de luxo em Vilamoura
    Imobiliário
    Nova edição do Guia Placo reflecte “compromisso” com a inovação e a sustentabilidade
    Empresas
    OLI adquire francesa Regiplast por 6,5 M€
    Empresas
    Opiniões Maxcolchon: Como selecionar colchões para a sua nova vivenda
    Portugal Sotheby’s realiza Talent Day no Algarve
    Empresas

    A Roca regressa ao prestigiado Salão do Móvel de Milão 2023 (Salone del Mobile), com Nutura, criado por Benedetta Tagliabue – EMBT Architects, inspirado na luz e nas texturas do Mediterrâneo. Nutura transporta os visitantes ao longo de uma viagem sinuosa e multissensorial entre paredes de madeira onduladas e cerâmica, onde pilares e persianas criam um jogo de luzes, sombras e texturas. O nome e a inspiração do pavilhão resultam da junção dos nomes das mais recentes colecções da Roca: Nu, concebida por Inma Bermúdez, e Tura, por Andreu Carulla.

    Uma homenagem à natureza e à arquitectura de Barcelona do século XX, o pavilhão integra-se na perfeição no Cortile d’Onore da Universidade, rodeando e respeitando um imponente Gingko biloba.

    “É possível desfrutar do pavilhão Nutura a partir do interior e do exterior. É um lugar de paz, de descanso, construído com elementos naturais que se vão descobrindo pouco a pouco. Quando se entra no pavilhão, é como se se entrasse num mundo junto ao mar e que está directamente relacionado com a arquitectura mediterrânica de Coderch”, afirma Benedetta Tagliabue.

    Tanto as formas orgânicas do pavilhão como a combinação de cores neutras, desde as tonalidades da madeira às gamas de azul, fazem recordar a terra e o mar. “Ecos do Mediterrânico”, explica Benedetta Tagliabue, “elementos da natureza com a qual os visitantes entram em contacto e interagem progressivamente”.

    O pavimento de cerâmica apresenta desenhos alegóricos das colecções Nu e Tura. As peças de cerâmica, seguindo o design de Benedetta Tagliabue – EMBT Architects, foram produzidas pela Ceràmica Cumella, em colaboração com o IAAC (Instituto de Arquitectura Avançada da Catalunha), e unem tradição artesanal e tecnologia.

    Além disso, à medida que o visitante caminha pelo espaço ou o contempla a partir de um ponto de vista diferente, este descobrirá um mar de letras flutuantes sobre o solo que revelam uma mensagem oculta. O caminho termina numa espécie de praça, na qual o visitante pode relaxar e desfrutar da vista sobre o belo claustro renascentista do Cortile d’Onore.

    Os materiais naturais do pavilhão contrastam com uma criação digital dos artistas de 3D Julia Ippolito e Joe Mortell, com direção artística de Isern Serra. “Metaverso Mediterrânico: uma jornada onírica” transforma Nutura numa experiência imersiva e apresenta, em simultâneo, uma terceira colecção para espaços de banho, Ona, através de um mundo surrealista de imagens cativantes inspiradas na paisagem, nas cores e na luz do Mediterrâneo.

    Para Marc Viardot, director corporativo de marketing e design do grupo Roca, “A Semana de Design de Milão é o cenário internacional para apresentar o que significa verdadeiramente uma marca. Cada apresentação é uma fotografia que dá vida à marca com toda a história e todas as camadas intangíveis que estão subjacentes. A colaboração com Benedetta Tagliabue representa o ADN da Roca de uma forma intrigante e misteriosa, e converte-se numa parte dele a partir desse mesmo momento.”

    Em sintonia com o lema Re-Evolution (re-evolução) e de acordo com a filosofia de sustentabilidade da Roca, todos os materiais que compõem o pavilhão serão desmontados, recuperados e utilizados noutros projetos.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Artigos relacionados
    Ângelo Ramalho deixa Efacec a 31 de Julho
    Empresas
    Já abriram as candidaturas para o Prémio Inovação Jovem Engenheiro
    Engenharia
    Decorhotel 2024 já contabiliza 85% dos espaços vendidos
    Empresas
    Livo e Bling Energy estabelecem parceria
    Empresas
    Aroa Ruzo é a nova Country Manager da Schneider Electric em Portugal
    Empresas
    Fercopor lança segundo projecto de luxo em Vilamoura
    Imobiliário
    Nova edição do Guia Placo reflecte “compromisso” com a inovação e a sustentabilidade
    Empresas
    OLI adquire francesa Regiplast por 6,5 M€
    Empresas
    Opiniões Maxcolchon: Como selecionar colchões para a sua nova vivenda
    Portugal Sotheby’s realiza Talent Day no Algarve
    Empresas
    PUB
    Empresas

    Ângelo Ramalho deixa Efacec a 31 de Julho

    O gestor esteve à frente da Efacec Power Solutions nos últimos 9 anos. Ângelo Ramalho será substituído por Christian Kingler, actual Chairman do Grupo Efacec que irá acumular, interinamente, a função de CEO

    CONSTRUIR

    Em Outubro de 2015 Ângelo Ramalho iniciou o mandato de CEO da Efacec, tendo assegurado a liderança e a continuidade da empresa em três fases particularmente distintas e com três accionistas diferentes.

    Sob a sua liderança, a Efacec enfrentou e superou um dos maiores desafios da sua história de 75 anos, na sequência dos impactos decorrentes da crise accionista. Durante os seus 9 anos em função, a Efacec reorientou o negócio para segmentos de maior valor e para mercados mais desenvolvidos e de menor risco, promovendo uma cultura de eficiência e sustentabilidade. Simultaneamente, continuou a inovar, sendo publicamente reconhecida por isso, através do desenvolvimento do seu portefólio de tecnologias e de produtos.

    “A visão e liderança de Ângelo Ramalho à frente dos destinos da Efacec, foram fundamentais para manter a empresa viva em alguns dos seus momentos mais desafiadores, permitindo-lhe ter um futuro promissor. O seu apoio durante todo o processo de transição, que estamos a concluir, foi igualmente fundamental para o seu sucesso, agora que começamos a ver resultados operacionais positivos”, afirmou em comunicado Christian Klingler, Chairman EPS.

    “Foi um privilégio servir na Efacec. Foi um caminho com inúmeros desafios, entre os quais um período de grande incerteza e turbulência, que conseguimos, em conjunto, ultrapassar. E com isso ficámos mais fortes. Com o novo accionista, criámos as condições de base para o futuro da empresa. Agora o tempo é outro, de novos estímulos e de novos desafios para a Efacec e para mim”, sublinhou na mesma nota enviada à comunicação social Ângelo Ramalho, ainda CEO EPS.

    Christian Klingler irá acumular, interinamente, a função de CEO, com a de Chairman do Grupo Efacec.
    Na mesma nota o Conselho de Administração da Efacec “agradece, profundamente, a Ângelo Ramalho o compromisso, competência, determinação e capacidade de liderança demonstradas ao longo do seu tempo na empresa, desejando-lhe o maior sucesso no seu futuro pessoal e profissional”.

    Licenciado em Engenharia Mecânica pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), e com formação executiva pela AESE Business School e pelo INSEAD, Ângelo Ramalho conta com um sólido percurso profissional nos setores da energia e da mobilidade. Passou por empresas como a Shell, a Gás de Portugal, a Galp Energia e a Alstom em negócios B2B (business to business) e B2C (business to consumer), onde desempenhou funções de liderança nas áreas de distribuição, de projecto, de desenvolvimento de tecnologias, de produtos e de soluções.

     

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos

    Decorhotel 2023 (@Exposalão)

    Empresas

    Decorhotel 2024 já contabiliza 85% dos espaços vendidos

    De regresso à Exponor, depois do ano passado ter estado na FIL, em Lisboa, a Decorhotel promete “maior abrangência”, uma área de exposição “fortificada” e uma vasta gama de produtos e serviços inovadores

    CONSTRUIR

    A Decorhotel regressa à Exponor no próximo mês de Outubro. Com 85% dos espaços de exposição já vendidos, a feira confirma o seu “sucesso” e o “forte interesse” do mercado, demonstrando a “relevância e a confiança” que o sector deposita no evento.

    Mais de 60% das empresas que participaram na última edição já confirmaram a sua presença na nova edição, mostrando a sua satisfação com os resultados obtidos e a importância da feira como plataforma de negócios e networking.

    Para 2024, a organização da Decorhotel promete “maior abrangência”, com uma área de exposição “fortificada”, e uma vasta gama de produtos e serviços inovadores, desde tecnologias de última geração a soluções sustentáveis para o sector hoteleiro e um programa de conferências e seminários.

    Ao longo das últimas semanas, a organização tem vindo a revelar diariamente algumas das empresas já confirmadas e a partir de Setembro, a comunicação da feira será reforçada com a divulgação diária de entrevistas com os expositores.

    Tal como aconteceu o ano passado, irá decorrer em simultâneo com a Decorhotel, a Expoalimenta, a feira profissional da alimentação, maquinaria, equipamentos e produtos para a indústria alimentar, potenciado as oportunidades geradas pelo certame.

    Entretanto, mantém-se abertas as inscrições para expositores.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    Livo e Bling Energy estabelecem parceria

    A Livo, do Grupo Ageas Portugal, e a Bling Energy juntam-se para oferecer soluções de tecnologia fotovoltaica. São dois os modelos de venda disponibilizados:  subscrição e aquisição  

    CONSTRUIR

    A Livo, marca do Grupo Ageas Portugal, lança a sua mais recente solução de tecnologia fotovoltaica. Este método oferece alta eficiência energética, um investimento sustentável a longo prazo, controlo por smartphone e, ainda, uma necessidade de baixa manutenção.

    De acordo com dados da SolarPower Europe, Portugal é considerado o quinto país da Europa que mais se desenvolveu em potência fotovoltaica. As energias solar e hídrica foram as energias renováveis que mais cresceram no país, sendo que metade da potência instalada em 2023 foi para unidades de produção em autoconsumo directamente nas casas e empresas.

    “Na Livo, cada passo é uma demonstração do compromisso em superar os desafios energéticos que moldam o panorama nacional. A nossa missão vai muito além de fornecer soluções para a produção de energia; oferecemos uma experiência diferenciadora para iluminar casas e aquecer os corações das nossas pessoas”, afirma João Jerónimo, director geral da Livo. “Este lançamento marca um momento importante no objectivo de sermos uma referência em soluções sustentáveis para as casas dos portugueses, oferecendo aos Clientes a melhor experiência-benefício e, evidentemente, uma melhor qualidade de vida”, conclui.

    Em parceria com a Bling Energy, uma empresa portuguesa dedicada a democratizar o acesso à energia do futuro, a marca do Grupo Ageas Portugal garante um processo de instalação fácil, rápido e com suporte técnico especializado em todas as etapas. Adicionalmente, disponibiliza dois modelos de venda: o primeiro é a subscrição, que permite começar a poupar desde a primeira fatura de electricidade com uma mensalidade fixa, sem qualquer investimento inicial. Após vinte anos, o sistema torna-se propriedade do Cliente. Num segundo modelo, a compra, paga-se a instalação das soluções fotovoltaicas no momento da aquisição, com uma estimativa de recuperação do investimento entre quatro a seis anos.

    “Esta parceria representa um marco importante no nosso objectivo de levar sustentabilidade e poupança ao maior número de famílias portuguesas”, refere Bernardo Fernandez, fundador e director geral da Bling Energy. “A energia solar descentralizada pertence a um leque de soluções que estão a tornar as casas mais confortáveis e esta é uma visão que partilhamos com a Livo desde o início”, acrescenta. A Livo disponibiliza também uma avaliação personalizada às necessidades de cada cliente, analisando o consumo da casa e proporcionando a solução mais adequada para maximizar a poupança através dos painéis solares, mas também das baterias e dos carregadores de veículos eléctricos. Desta forma, a Livo visa posicionar-se no mercado do sector das soluções domésticas mais competentes e sustentáveis, destacando-se pela combinação de tecnologia avançada, suporte especializado e compromisso com a sustentabilidade ambiental.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    Aroa Ruzo é a nova Country Manager da Schneider Electric em Portugal

    Com uma carreira de mais de 16 anos na Schneider Electric, a executiva era até agora VP Home & Distribution & E-commerce para a América do Sul

    CONSTRUIR

    A Schneider Electric anuncia a nomeação de Aroa Ruzo como nova Country Manager de Portugal, tendo iniciado funções no dia 1 de Julho.

    Com mais de 16 anos de experiência na indústria, Aroa Ruzo juntou-se inicialmente à equipa da Schneider Electric na Galiza, em 2007. Após diversas funções na área de vendas, em 2013 mudou-se para o Chile onde, depois de diferentes posições na área de marketing, assumiu a direção das divisões de Digital Energy, Power Products e Home & Distribution para o país.

    No início de 2022, foi promovida para o comité de liderança da Schneider Electric na América do Sul, e a sua função mais recente foi a de VP Home & Distribution e e-Commerce, sendo responsável por liderar esta unidade de negócio na região e impulsionar a transformação digital dos parceiros.

    “Estou muito entusiasmada com esta nova etapa da minha carreira, continuando a trabalhar para fortalecer as nossas relações com clientes, parceiros e colaboradores. Portugal é um mercado muito competitivo e com um grande potencial de crescimento de inovação, o que oferece as bases necessárias para impulsionar eficazmente a nossa missão de digitalização, electrificação e sustentabilidade no país,” comentou Aroa Ruzo. “Estou altamente motivada para, juntamente com a equipa, fazer crescer ainda mais a Schneider Electric em Portugal!”

    Aroa Ruzo substitui assim Victor Moure enquanto Country Manager de Portugal. Victor ocupou esta posição desde setembro de 2021 e dará agora continuidade à sua carreira dentro da empresa regressando a Espanha para assumir o cargo de Vice-President, Power Products & Digital Energy Iberia.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    Nova edição do Guia Placo reflecte “compromisso” com a inovação e a sustentabilidade

    Além das diferentes soluções em gesso do universo da marca, o documento inclui, ainda, a nova gama de produtos que compõe o sistema de divisórias futuRE, uma solução com uma pegada de carbono mais reduzida

    CONSTRUIR

    Com o objectivo de “inspirar e auxiliar” a tomada de decisão dos profissionais do sector para os diferentes projectos, a Saint-Gobain Portugal acaba de lançar, no mercado nacional, uma nova edição do Guia Placo. Este documento conta com diversas soluções que “reflectem as tendências de mercado” e o “compromisso” da Saint-Gobain com a inovação e a sustentabilidade.

    Desta forma, são apresentadas no Guia Placo diversas soluções inovadoras em gesso do universo da marca, como placas, tratamento de juntas e produtos prontos a aplicar, perfilaria e acessórios metálicos, ou tectos e gessos.

    Este documento inclui, ainda, a nova gama de produtos Placo, que compõe o sistema de divisórias futuRE, uma solução com uma pegada de carbono mais reduzida. A solução combina duas placas de gesso laminado Placo Planet 13 futuRE compostas por 28% de conteúdo reciclado, os painéis de lã mineral – da marca Isover – Arena Apta futuRE, que incorporam na sua composição 78% de vidro reciclado, e os perfis Placo Planet futuRE que apresentam uma pegada de carbono de apenas 1,09 kg de CO2, apresentando uma redução de 69% face aos produtos standard semelhantes.

    Paralelamente aos serviços apresentados no guia, a Saint-Gobain fornece suporte transversal em qualquer fase de projecto com informação técnica, cálculo de soluções, ensaios ao fogo e certificações de produto e construção digital.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    OLI adquire francesa Regiplast por 6,5 M€

    Com esta aquisição estratégica, a OLI pretende “aumentar a sua influência” no mercado francês, que hoje representa 8% das vendas globais da empresa

    CONSTRUIR
    tagsOLI

    A especialista ibérica na produção de autoclismos, OLI, adquiriu a sociedade francesa Regiplast, em França, numa operação financeira de 6,5 milhões de euros.

    Com esta aquisição estratégica, a OLI pretende “aumentar a sua influência” no mercado francês, que hoje representa 8% das vendas globais da empresa, através da integração das suas soluções de banho em projectos de construção nos segmentos residencial, hotelaria e espaços públicos.

    “Este investimento em França representa um grande marco para a empresa, no ano em que celebra o seu 70º aniversário, sendo essencial para o seu plano de consolidação internacional, nomeadamente no eixo Portugal – Europa do Sul, onde detém filiais em Espanha, Itália e, agora, em França. Com esta operação, a OLI capitaliza a reputação da Regiplast no mercado francês e ambiciona manter esse legado, que consideramos estrutural para os planos de crescimento da marca junto de distribuidores, arquitetos, construtores, instaladores e consumidor final”, afirmou António Ricardo Oliveira, administrador da OLI.

    A Regiplast, sediada em Périgueux, é reconhecida por comercializar e fornecer várias marcas de referência a instaladores, entre as quais a OLI que representa desde 1993.

    A integração, a partir de Julho de 2024, da Regiplast como empresa filial da OLI em França tem como objectivo “ampliar a oferta de produtos e serviços”, através de uma gama mais ampla e diversificada de soluções sanitárias por forma a responder às diferentes necessidades dos clientes.

    Além disso, com esta operação, pretende-se melhorar o serviço de atendimento ao cliente, ministrar formação técnica especializada, para capacitar e assessorar os profissionais em sistemas de instalação sanitárias e oferecer soluções integradas para obras.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    Portugal Sotheby’s realiza Talent Day no Algarve

    A iniciativa irá decorrer esta quinta-feira, 11 de Julho, no Hotel Epic Sana Algarve, com vista ao recrutamento de novos elementos para o escritório do Carvoeiro

    CONSTRUIR

    A Portugal Sotheby’s International Realty está a reforçar a sua equipa de consultores imobiliários no Algarve, acompanhando a expansão do negócio no mercado de luxo a Sul do País. Neste sentido, vai realizar um Talent Day de recrutamento com o objectivo de atrair 20 novos consultores para integrarem o escritório do Carvoeiro, em Lagoa.

    Este Talent Day vai realizar-se no Hotel Epic Sana Algarve a 11 de Julho, dia durante o qual será feita a apresentação da Portugal Sotheby’s International Realty aos participantes, seguindo-se a natural interacção com os candidatos.

    “Continuamos a expandir as nossas operações em Portugal, com especial destaque para a região do Algarve. É por isso que estamos à procura de novos Consultores Imobiliários que queiram vir crescer connosco no mercado imobiliário de luxo”, refere Dário Neto, sublinhando a evolução do negócio do escritório da Portugal Sotheby’s International Realty, no Carvoeiro.

    Os candidatos deverão ter vocação comercial, competências de comunicação, organização e planeamento e serem fluentes em inglês.

    O escritório do Carvoeiro é um dos dois que a mediadora tem no Algarve, sendo a rede composta por nove escritórios em Portugal Continental e um na Região Autónoma da Madeira.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    II Encontro Nacional do Sector da Pedra Natural reúne principais players

    A segunda edição StonebyPORTUGAL SUMMIT acontece a 12 de Julho. Promovido pela ASSIMAGRA, o encontro irá debater os principais desafios da indústria da Pedra Natural

    CONSTRUIR

    No próximo dia 12 de Julho de 2024, o Convento de São Francisco, em Santarém, será palco do II Encontro Nacional do Sector da Pedra Natural, StonebyPORTUGAL SUMMIT, promovido pela Associação Portuguesa da Indústria dos Recursos Minerais, ASSIMAGRA.

    Este evento, apoiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e integrado na Agenda Verde Sustainable da StonebyPORTUGAL, pretende reunir os principais stakeholders do sector para debater os principais desafios da indústria da Pedra Natural em Portugal.

    O evento contará com a presença do ministro da Economia, Pedro Reis, com a secretária de Estado de Energia, Maria João Pereira, entre outras entidades, empresas e instituições académicas. Este fórum permitirá definir estratégias para enfrentar as novas dinâmicas que se colocam hoje às empresas que actuam nos mercados externos, e debater oportunidades, consolidando Portugal como o sétimo maior exportador mundial de Pedra Natural.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    Efacec assina contrato de licenciamento de patente com a francesa G-LYTE

    A parceria pretende fazer chegar ao mercado tecnologia avançada de selagem de células solares sensibilizadas por corante para aplicações de ambiente interior

    CONSTRUIR

    A Efacec e a G-LYTE assinaram recentemente um contrato de licenciamento de uma patente sobre técnicas avançadas de selagem de células solares sensibilizadas por corante, registada pela empresa portuguesa, para uso pela empresa francesa em aplicações de ambiente interior.

    A invenção é uma tecnologia de selagem de vidro a baixa temperatura, que dotará os dispositivos de maior durabilidade e eficiência (superior a 15 anos), possibilitando a escalabilidade do processo de fabrico destes dispositivos para a sua entrada no mercado.

    Este processo vem no seguimento da longa colaboração entre a Efacec e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), em particular o laboratório LAPEBE, sob a liderança do Prof. Adélio Mendes. A colaboração iniciou-se em 2008 e tem possibilitado o desenvolvimento de inovadoras e patenteadas tecnologias de células solares sensibilizadas por corante (DSSCs), em especial na sua durabilidade e eficiência quando utilizados em ambiente interior e respectiva aplicabilidade em dispositivos eléctricos e assim limitar a necessidade de baterias.

    O acordo, agora rubricado, é demonstrativo da importância que a colaboração entre o meio científico e tecnológico e as empresas tem na criação de valor pela transformação de conhecimento científico em inovação tecnológica, e que a sua protecção a nível internacional desempenha um papel fundamental para acautelar o valor dos activos intangíveis que daí resultam.

    No caso desta invenção técnica, que aconteceu há mais de uma década, o potencial da mesma para o mercado surge apenas agora, em que a IoT apresenta um crescimento exponencial e a sua aplicação se generaliza, sendo crítico efectuar a captura de energia no local onde se pretenda efectuar sensorização com baixo consumo energético.

    E é nesta janela de oportunidade do uso generalizado de dispositivos IoT em espaços fechados que a G-LYTE acredita existir um potencial de negócio maior e que, ao aumentar a fiabilidade dos seus dispositivos com a tecnologia agora licenciada pela Efacec, vai conseguir conquistar o mercado e gerar muito valor.

    Este contrato de licenciamento vem fortalecer a colaboração entre estas entidades, representando um passo significativo para o avanço no uso da tecnologia de DSSC em ambiente interior, alinhando-se aos objetivos globais de sustentabilidade e de eficiência energética.

    A Efacec reforça assim o seu compromisso com a inovação tecnológica gerada em cocriação com parceiros SCT e de contribuir para um futuro mais sustentável e eficiente, através da aplicação de tecnologias de ponta e práticas de engenharia avançadas nos seus produtos e sistemas.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    Empresas

    Kyndryl estabelece parceria “tecnológica” com Grupo Aquinos

    Projeto tecnológico, intitulado de Carve-Out, será levado a cabo pela empresa belga que vendeu a sua área de bedding ao Grupo Aquinos. Através de um Data Center Migration Framework, a Kyndryl irá suportar o cliente a identificar todos os sistemas de IT existentes

    CONSTRUIR

    O fornecedor mundial de serviços de infraestruturas de TI, Kyndryl, e o Grupo Aquino, referência na indústria do imobiliário, estabeleceram uma parceria que irá permitir a transformação e migração da infraestrutura de TI do Grupo Aquinos.

    Intitulado ‘Carve-Out’, este projecto será levado a cabo pela empresa belga que vendeu a sua área de bedding ao Grupo Aquinos. Através de um Data Center Migration Framework, e tendo em conta o TI actualmente existente, a Kyndryl irá suportar o cliente a identificar todos os sistemas de IT existentes.

    A Kyndryl irá desenvolver e apresentar uma proposta de evolução tecnológica para ambientes de cloud híbrida, bem como a migração de toda a sua infraestrutura de TI aplicando novas tecnologias e metodologias de infraestruturas, tais como ambientes Azure para os seus sistemas ERP, SDWAN, tecnologias vmware e automação para melhorar todo o IT do cliente e garantir os melhores serviços de TI junto dos seus clientes e fornecedores.

    “Ter a possibilidade de trabalhar com o Grupo Aquinos, um dos líderes do mercado no setor de bedding, é um reconhecimento do bom trabalho que a Kyndryl tem vindo a realizar. A nossa equipa será responsável por suportar todo o processo de migração da estrutura de TI da Recticel para o grupo Aquinos de forma que estes possam melhor responder aos pedidos dos seus clientes. Esta parceria tem-nos permitido desenvolver o nosso conhecimento e experiência sobre uma indústria onde não operamos normalmente”, refere Paulo Coelho, practices leader da Kyndryl Portugal.

    Para a concretização desta parceria, muito contribuiu a metodologia e experiência em transformação digital da Kyndryl. Esta parceria tecnológica irá garantir um processo de consultoria abrangente, utilizando as mais recentes inovações no sector industrial.

    Sobre o autorCONSTRUIR

    CONSTRUIR

    Mais artigos
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB
    PUB

    Navegue

    Sobre nós

    Grupo Workmedia

    Mantenha-se informado

    ©2024 CONSTRUIR. Todos os direitos reservados.